NOME NOME NOME NOME NOME

terça-feira, 14 de agosto de 2018

Na saída de motel, casal diz que não tem dinheiro e apresenta cartão do Bolsa Família para pagar despesas


Empresa não aceitou o pagamento com o cartão do benefício e chamou a polícia na noite de segunda-feira (13). Casal não foi preso. 
Motel tem cinco dias para fazer o Boletim de Ocorrência contra o casal que tentou pagar despesas com o cartão do bolsa família (Foto: Luzia Batista/Arquivo pessoal)
Um casal apresentou o cartão do Bolsa Família na saíde de um motel de Maringá, no norte do Paraná, e disse que não tinha dinheiro para pagar as despesas, na noite de segunda-feira (13).
Segundo a gerente do estabelecimento, Luzia Nogueira Batista, o casal queria pagar R$ 45,80 de produtos que foram consumidos com o cartão do benefício. Porém, a empresa não aceitou.
"Como eles informaram que só poderiam pagar o valor com o cartão do Bolsa Família e, pelas regras não podemos aceitar, chamamos a polícia", diz.
A Polícia Militar (PM) foi chamada e fez um registro de comunicação de ocorrência. Segundo a gerente, agora o motel tem cinco dias para fazer o Boletim de Ocorrência na delegacia.
"Vamos fazer o boletim para tentarmos receber esse dinheiro de volta", explicou a gerente.
A PM informou que ninguém foi preso nesse caso. Só há o registro de solicitação de atendimento para registrar Boletim de Ocorrência porque um cliente não tinha dinheiro para pagar a conta.
Utilização do cartão
O Ministério do Desenvolvimento Social explicou que o cartão do Bolsa Família não é um cartão de débito ou crédito, só deve ser utilizado para sacar valores em bancos ou lotéricas.
As regras do programa informam que cada família pode definir como gastar o dinheiro recebido pelo benefício.
O Bolsa Família
De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), o Programa Bolsa Família atende famílias que vivem em situação de pobreza e de extrema pobreza. Podem receber o benefício famílias com renda, por pessoa, de até R$ 85 mensais e famílias com renda por pessoa entre R$ 85,01 e R$ 170, desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.
O valor que a família recebe por mês pode ter a soma de diferentes benefícios. O benefício básico é de R$ 89, mas famílias extremamente pobres podem receber até outros cinco benefícios variáveis, com valores entre R$ 41 e R$ 89.
As famílias entram no programa após a inscrição no Cadastro Único e uma seleção por um sistema informatizado a partir dos dados cadastrados.
Ainda conforme o MDS as famílias selecionadas recebem o Cartão Bolsa Família, emitido pela Caixa Econômica Federal.
O programa tem mecanismos de controle para manter o foco nas famílias que vivem em condição de pobreza e de extrema pobreza. Por isso, periodicamente saem famílias do programa, principalmente porque não atualizaram as informações cadastrais ou porque melhoraram de renda, não se adequando mais ao perfil para receber o benefício.
Descumprimento de compromissos nas áreas de educação e de saúde também pode levar ao cancelamento do benefício.

G1 

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Homem morre preso às ferragens após bater e capotar carro roubado em Natal-RN


Acidente aconteceu na madrugada desta sexta (10) durante uma perseguição. Outros três homens foram presos.
Um homem morreu e outros três foram presos na madrugada desta sexta-feira (10) durante uma perseguição policial na Zona Norte de Natal. Os quatro, segundo a Polícia Militar, estavam em um carro roubado, e capotaram o veículo quando tentavam fugir.
Ainda de acordo com a PM, a perseguição começou pouco depois da meia-noite, quando uma guarnição de plantão se deparou com um Palio Attractive, com queixa de roubo, na avenida João Medeiros Filho, uma das mais movimentadas da região.
Ao constatarem que o carro era roubado, os policiais passaram a perseguir o veículo. Na fuga, já na avenida Maranguape, no conjunto Vale Dourado, bairro de Nossa Senhora da Apresentação, o Palio acabou colidindo contra uma loja e capotando. O morto, que ficou preso às ferragens, foi identificado como Kleber Cordeiro de Morais.
Outros três homens, que também estavam no Palio, foram presos e levados para a Delegacia de Plantão da Zona Norte. Dois deles têm 23 anos; o terceiro, 30 anos.

G1-RN

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Polícia identifica falso policial que fazia pose na internet com farda


Ele responderá por uso ilegítimo de uniforme ou distintivo e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.
Policiais da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá cumpriram mandado de busca e apreensão, na manhã desta sexta-feira (03), na casa de Airton Alex Nunes, 26 anos, conhecido como “Alex Bafo”, denunciado por estar se passando por policial civil, usando uniforme, com identificação da instituição e da unidade policial.
As buscas foram realizadas em um apartamento que seria a residência de Airton. No local, os policiais apreenderam uniformes completo da Polícia Civil, contento, inclusive, o brasão da instituição.
O criminoso responderá por uso ilegítimo de uniforme ou distintivo e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.
A denúncia chegou na terça-feira (30) e informava sobre um homem que estaria com arma de fogo, uniformes e se passando por investigador. Fotos feitas por ele também foram compartilhadas no aplicativo WhatsApp. 
Analisando as imagens, a Derf Cuiabá identificou que o falso policial é Airton Alex Nunes, já com passagens criminais por ameaça, lesão corporal e dano.
O delegado Diego Alex Martiniano da Silva representou pelo mandado de busca e apreensão domiciliar da residência dele, no bairro Santa Marta. As investigações continuam para prender o falso policial.

Repórter MT

Bandidos fazem clientes reféns e roubam 500 celulares em Supermercado em Cuiabá


O assalto teve início por volta das 22h e se estendeu até a madrugada. Os bandidos usaram duas vans, onde mantiveram as vítimas em cárcere.
Um bando armado invadiu o supermercado Extra, da Avenida Fernando Corrêa, em Cuiabá e fez clientes reféns durante assalto, na madrugada desta segunda-feira (06). Os bandidos fugiram antes da chegada da polícia.
O crime é investigado pela Delegacia de Roubos e Furtos (Derf), da Polícia Civil. Um levantamento inicial aponta que o bando levou pelo menos 500 celulares do local, além de outros objetos de valor e uma caminhonete.
Uma das vítimas do assalto prestou depoimento à Polícia Militar. O homem, de 24 anos, disse que estacionou sua caminhonete S-10 no pátio do mercado, com alguns amigos.
Eles foram abordados por uma dupla armada que saía do mercado com um carrinho lotado de mercadorias. As vítimas então foram levadas para o interior de uma van azul.
No período em que a vítima estava na van, outras pessoas foram levadas para dentro do veículo. Foi então que perceberam que estava havendo um assalto á mão armada no local.
Conforme o depoimento, havia vários assaltantes e outra van. Eles estavam bem organizados e se comunicavam por rádio, falando inclusive sobre um cofre do local e as tarefas designadas a cada um deles.
Os bandidos passaram  a fugir após ficarem preocupados com uma viatura da Polícia Militar que passou pela Avenida Fernando Corrêa. Eles fugiram nas vans e na caminhonete da vítima. Alguns bandidos foram deixados para trás e fugiram a pé do local.
Os reféns foram liberados após a fuga dos assaltantes. O total de produtos levados pelos assaltantes não foi revelado.
Nenhum dos assaltantes foi localizado. O crime é investigado pela Polícia Civil.

Repórter MT

Grávida é assassinada com tiro na cabeça na Paraíba


Foto/Reprodução
Uma jovem de 19 anos foi assassinada com um tiro na cabeça, na tarde desse domingo (5), em Mangabeira, Zona Sul de João Pessoa. Conforme apuração da TV, ela estaria grávida de oito meses. O bebê também morreu.
A vítima estava em frente à casa onde morava quando foi surpreendida por dois homens em uma motocicleta. Eles já chegaram atirando e a jovem não conseguiu reagir. A vítima estava com uma amiga no momento do crime. No entanto, os bandidos não a feriram.
Segundo a Polícia Civil, a amiga da vítima disse que não conseguiu observar as características físicas da dupla, pois ficou muito nervosa com a situação. As possíveis motivações e autoria do crime ainda são investigadas.

Do Portal Correio

Explosão de carro-forte na Paraíba deixa feridos e prejuízo de R$ 700 mil


O veículo da empresa TB Forte foi atacado na BR-230 na manhã desta segunda-feira (6). Foto: Juliana Teixeira/TV Manaíra
Criminosos explodiram um carro-forte na manhã desta segunda-feira (6) na BR-230 em uma estrada que dá acesso à cidade de Cruz do Espírito Santo, Região Metropolitana de João Pessoa. 
Segundo a Polícia Militar, bandidos em um carro de passeio teriam forçado o carro-forte a sair da pista e entrar em um matagal, em seguida explodindo-o. Durante a ação, dois seguranças da empresa TB Forte ficaram feridos e foram encaminhados pelo Serviço da Atendimento Móvel de Urgência para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena.
Segundo um dos policiais que esteve no local, o gerente da empresa de transporte de valores teria informado de que cerca de R$ 700 mil foram levados pelos criminosos. A polícia montou cercos e buscas para prender os suspeitos.
De acordo com a Associação Brasileira de Transporte de Valores (ABTV) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores de Segurança Privada (Contrasp) no primeiro semestre de 2018 foram registrados sete ataques desse gênero no estado. Dentre eles, na cidade de Santa Luzia, Pedras de Fogo, Aparecida, Campina Grande, Cruz do Espírito Santo, Ibiara e Lagoa.

Do OP9

Brutal: Filho mata a mãe, grávida de três meses, a facadas para roubar R$ 1,7 mil


Adriel Werick da Silva, de 19 anos, tentou roubar R$ 1,7 mil e duas armas que a mãe, Maria Lucivânia da Silva, 35, guardava em casa. Crime foi na tarde deste sábado (4).
A comerciante Maria Lucivânia da Silva, 35 anos, foi assassinada com três tiros na tarde deste sábado (4), no distrito de Lage Grande, no município de Catende (Zona da Mata pernambucana). De acordo com o delegado Bruno Gabriel, o autor dos disparos foi o filho da vítima, Adriel Werick da Silva, 19 anos. A mulher estava grávida de três meses. “Segundo informações de testemunhas, mãe e filho viviam em constantes desentendimentos. O rapaz morava com o pai em Jaboatão dos Guararapes, mas há três meses vinha sendo perseguido por crimes que cometeu na cidade e foi viver com a mãe no interior. Ele tentou roubar R$ 1,7 mil e duas armas que a mãe guardava em casa e acabou atirando contra ela”, conta o delegado.
Fuga e tentativa de linchamento
Depois de atirar, o rapaz tentou se esconder no bairro China, em Catende, mas foi preso Polícia Militar. Populares tentaram linchá-lo em represália pelo crime cometido contra a mãe. Ele foi encaminhado à Delegacia de Catende. De acordo com a Polícia Civil, até então Adriel não tinha passagem pela polícia. O rapaz será submetido à audiência de custódia no município de Palmares (Zona da Mata pernambucna). De acordo com a Polícia, Lucivância tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas e guardava em casa um revólver 38 e uma pistola de calibre 380.

Louro Mgalhães/JC On line

domingo, 5 de agosto de 2018

PM foi vista baleada e sangrando antes de sumir na favela de Paraisópolis-SP


Foto/Reprodução
A soldado da Polícia Militar Juliane dos Santos Duarte, 27, foi vista baleada e sangrando próximo ao
bar de onde teria sido levada por homens encapuzados, na favela de Paraisópolis (zona sul de São Paulo), entre a noite de quarta (1º) e a madrugada de quinta (2).
A PM teve o celular furtado no bar e, por isso, teria sacado a sua arma, afirmando ser policial, exigindo que o aparelho lhe fosse devolvido. Instantes depois, segundo as testemunhas, quatro suspeitos entraram no comércio e levaram Juliane para fora de lá, quando dois tiros foram ouvidos.
A policial estava em seu primeiro dia de férias e foi à comunidade para visitar um casal de amigos. Segundo registrado pela Polícia Civil, os dois foram acordados, por volta das 6h de quinta-feira, por uma colega da policial.
"Ela chegou na casa do casal afirmando, 'mataram a Juliane, mataram a Juliane'", disse o delegado titular do 89º DP (Portal do Morumbi), Antônio Sucupira Neto. Após os disparos, a policial não foi mais vista.
A moto usada por Juliane para ir à favela, uma Yamaha Fazer YS 250, também desapareceu. O veículo foi encontrado somente na tarde desta sexta (3), segundo a PM, na rua Banibas, em Alto de Pinheiros (zona oeste). A via fica a cerca de dez quilômetros de distância do bar onde a policial foi raptada.
Antônio Sucupira afirmou que a Polícia Civil trabalha com a possibilidade "remota" de que Juliane seja mantida como refém, em algum cativeiro, por criminosos.
Também não é descartada a possibilidade de que ela tenha sido morta. Por hora, o caso está registrado como desaparecimento.
Desde o sumiço, cerca de 30 policiais civis e 80 militares vasculham a região para encontrar a PM, viva ou morta.
Nesta sexta estavam na favela policiais do 89º DP, do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos), do Choque, do Canil e Cavalaria da PM, além do COE (Comandos e Operações Especiais).
Mãe
A mãe da policial desaparecida em Paraisópolis, a cobradora de ônibus Cleusa dos Santos, 57, afirmou que "está com medo" desde o desaparecimento da filha.
"Sinto o coração pequeno, apertado, porque bandido é bandido. Dificilmente em sequestros a gente vê um resultado positivo, então tenho medo. Infelizmente estamos à mercê de toda essa alta periculosidade e não há nada pra fazer, inclusive a polícia", disse.
Cleusa afirmou que sempre discordou da escolha da filha em ser policial. Antes de ingressar na PM, há cerca de dois anos, Juliane atuou por três anos na GCM (Guarda Civil Metropolitana) da capital.
"Minha filha entrou na polícia com o objetivo de proteger as pessoas, a sociedade. Como mãe, senti medo, pois a profissão é arriscada. Tanto estava certa que olha aí [o desaparecimento da policial]".

Preso casal que desviou R$ 5 milhões de prefeitura ostentava vida de luxo na internet


Polícia Federal pediu mudança de prisão temporária para preventiva para Érica Cristina Carpi, suspeita de desviar dinheiro dos cofres da prefeitura de Jales.
Casal Roberto Santos Oliveira e Erica Cristina Carpi Oliveira foi preso pela PF em Jales (Foto: Reprodução/Facebook)
A Justiça aceitou nesta sexta-feira (3) o pedido da Polícia Federal de converter a prisão, de temporária para preventiva, da ex-diretora financeira da prefeitura de Jales (SP). Com isso, Érica Cristina Carpi vai ficar presa até o julgamento. Ela é acusada de desviar mais de R$ 5 milhões da prefeitura para pagar despesas pessoais e de empresas da família.
O marido dela, Roberto Santos Oliveira, também teve a prisão convertida de temporária para preventiva. Para a irmã Simone Carpi Brandt e o cunhado Marlon Brandt, a Justiça prorrogou a prisão por mais cinco dias.
Advogados de defesa dos suspeitos disseram que vão ter acesso ao inquérito e só depois vão se pronunciar sobre o caso.
Os quatro são acusados de participar do esquema de desvio de dinheiro dos cofres da Prefeitura de Jales e foram presos na terça-feira (31) durante a operação Farra do Tesouro.
Além dos quatro suspeitos, a então secretária de Saúde da cidade, Maria Aparecida Martins, também tinha sido presa temporariamente, mas a própria Polícia Federal pediu a revogação da prisão.
O esquema
Segundo a PF, Érica era responsável por realizar todos os pagamentos da prefeitura. A tesoureira emitia cheques da prefeitura, pagava boletos bancários das empresas do marido, e até transferia valores diretamente das contas públicas, principalmente da área da saúde, em benefício próprio, de seus familiares, fornecedores pessoais e de empresas.
Os valores desviados eram ocultados em bens móveis e imóveis, além de financiar as empresas que foram abertas nas cidades de Jales e Santa Fé do Sul (SP).
As investigações da PF começaram no início deste ano. Segundo a PF, há vários anos, a tesoureira seria a mentora do esquema de desvios. Ela foi contratada em 2005 para trabalhar na prefeitura sem concurso público.
A polícia localizou cheques emitidos da conta do setor de Saúde da prefeitura, assinados pela tesoureira e pela secretária da Saúde, tendo como beneficiários boutiques de grife, lojas de joias e decoração, salões de beleza, salões de festas, arquitetos, clínicas estéticas, móveis planejados. Segundo a polícia, uma vida de luxo bancada pelo contribuinte.
Érica Cristina Carpi Oliveira e Roberto Santos Oliveira foram presos por suspeita de desvio de dinheiro público em Jales (Foto: Reprodução/Facebook)
Na internet, a família da tesoureira exibia uma vida de luxo. Festas, aniversários com camisetas personalizadas e fins de semana em uma chácara na Zona Rural de Jales que, segundo a PF, é avaliada em R$ 1,5 milhão e teria sido construída com dinheiro desviado dos cofres públicos. Durante a operação, a PF encontrou cerca de R$ 16 mil em dinheiro no quarto da irmã de Érica.
As investigações apontaram que, somente nos últimos dois anos, ela teria desviado aproximadamente R$ 2 milhões.

G1

IFRN abre mais de 3 mil vagas para cursos técnicos


Inscrições para o Exame de Seleção começam dia 10 de agosto e vão até 3 de setembro.
Campus Central do IFRN, em Natal (Foto: Alberto Leandro/Arquivo Tribuna do Norte)
O Instituto Federal do Rio Grande do Norte divulgou o Edital Proen/IFRN n° 29/2018 que trata do Exame de Seleção 2019. O Exame dará acesso a 3.148 vagas para 82 cursos técnicos integrados ao ensino médio, distribuídos em 20 campi do RN. Voltado para estudantes que estejam concluindo ou já concluíram o ensino fundamental, 50% das vagas são reservadas a estudantes de escolas públicas. As vagas são para os turnos matutino e vespertino.
Inscrições e pagamentos
As inscrições para o Exame de Seleção começam no dia 10 de agosto e vão até o dia 03 de setembro, devendo feitas no Portal do Candidato. O pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 30, deve ser efetuado até o dia 4/9. A solicitação de isenção da taxa de inscrição pode ser realizada entre os dias 10 e 20 de agosto, com resultado final previsto para ser divulgado no dia 29. Os alunos participantes do Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania (ProITEC), conforme orientações constantes no Edital 29/2018, estão isentos dessa taxa.
Prova e resultados
As provas do Exame de Seleção serão aplicadas no dia 14 de outubro de 2018. No dia da prova, os participantes devem comparecer ao local definido portando documento oficial com foto, cartão de inscrição impresso e com uma caneta esferográfica transparente preta. O resultado final está previsto para ser publicado no dia 04 de dezembro de 2018. Os candidatos aprovados devem realizar as pré-matrículas entre 07 e 09 de janeiro de 2019, no campus selecionado para ingresso.
Cronograma
A quem interessa: Alunos concluintes do 9º ano e/ou que já concluíram o ensino fundamental;
Data das inscrições: 10/8 a 3/9/2018;
Data da prova: 14/10/2018;
Horário da prova: 13h às 17h (horário oficial local);
Local: Definido no cartão de inscrição do aluno;
Resultado final: 4/12/2018;
Pré-matrícula: 7 a 9/1/2019.
Links
Portal IFRN
Portal do Candidato
Edital 29/2018


sábado, 4 de agosto de 2018

Jovem teve estupro gravado por policial e foi morta em seguida no sul do Brasil, diz delegada


As investigações da Polícia Civil indicam que a jovem Renata Larissa dos Santos, de 22 anos, foi estuprada e morta pelo policial militar Peterson Mota Cordeiro, 30. Em entrevista coletiva realizada nesta quinta-feira (2), a delegada Eliete Kovalhuk, da Delegacia da Mulher, afirmou que vídeos encontrados na casa do acusado mostram o momento em que a vítima foi violentada.
Essas imagens levaram os policiais a identificarem Renata Larissa como a jovem que havia desaparecido no dia 27 de maio em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. “Esse homem já estava preso em decorrência de outras investigações de estupros ocorridos na capital. Nós cumprimos um mandado de busca e apreensão na residência dele e encontramos equipamentos eletrônicos com filmagens e fotografias dos crimes”, explicou a delegada.
De acordo com ela, em alguns casos, ele obrigava as vítimas a falarem o nome e a idade. Por isso, a polícia tinha ciência de que havia uma mulher chamada Larissa, de 22 anos, que sofreu violência sexual por parte do policial. “Nós focamos nos sinais particulares dela, que no caso eram as tatuagens, e verificamos também a situação do desaparecimento. A partir daí, realizamos o mapeamento dos casos e descobrimos que a maioria acontecia na região do zoológico de Curitiba, que o suspeito conhecia bem”, completou a delegada.
Quando a família falou, durante as investigações, que o último sinal de celular de Renata foi na região da BR-376, a polícia ligou as informações e encontrou o corpo da jovem. “Por meio de tudo o que apuramos, podemos confirmar que ele a estuprou na região do zoológico e a matou, abandonando o corpo na estrada. Acreditamos que a intenção não era matá-la, já que ele deixou as outras vítimas voltarem para casa. Pode ser que ela tenha oferecido alguma reação e ele se desesperou ou foi por causa da frieza mesmo, para ocultar o primeiro crime”.
A última imagem gravada pelo policial mostra Larissa nua, fora do carro, algemada e com as mãos para trás. Nesse momento, ela teria sido executada. Exames não conseguiram apurar, no entanto, qual foi a causa da morte.
Segundo a delegada, uma semana após o assassinato, Peterson se encontrou com outra mulher, também no intuito de violentá-la, e ela relatou aos policiais que ele estava bastante nervoso na ocasião e ameaçou matá-la. Por algum motivo, ele a poupou.
Histórico
A delegada contou que a primeira denúncia contra o policial é de outubro do ano passado, de uma mulher que já era conhecida dele. “Na época, ele negou o crime, mas mesmo assim, foi indiciado. O segundo aconteceu este ano e a vítima foi atraída por meio das redes sociais. Pelo que notamos até agora, o suspeito é uma pessoa fria. Ele alega que houve relação sexual consentida entre ele e as vítimas, mas em um tipo de dominação. Na cabeça dele, isso não configura estupro. Mas na verdade é. Se as mulheres negavam os fetiches dele, ele se tornava ainda mais violento”, comentou a delegada.
Os crimes aconteciam sempre dentro ou próximo ao carro do policial. Até agora, outras seis mulheres procuraram a delegacia para denunciar Peterson por estupro.
Ele já foi indiciado em dois desses casos e, no crime contra Larissa, deve responder por estupro e feminicídio, que é o crime motivado pela misoginia, o ódio contra a mulher. O PM continua preso temporariamente, mas deve ter a prisão convertida para preventiva.
Banda B

Criança de 11 anos entra em casa em chamas e salva bebê na Paraíba


Felipe Francisco Marinho tem 11 anos de idade e entrou em casa em chamas para salvar bebê (Foto: Reprodução/TV Paraíba)
Um ato de coragem e heroísmo marcou uma ocorrência de um incêndio em uma casa no bairro Monte Castelo, em Campina Grande, entre a noite desta quinta-feira (2) e a manhã desta sexta-feira (3). Enquanto as chamas destruíam a residência, uma criança de 11 anos percebeu o incêndio e ainda entrou no local. Ele conseguiu salvar um bebê que estava em um dos quartos e ainda ajudou a retirar um casal de idoso do local.
O menino herói é Felipe Francisco Marinho, que tem menos de 1,5 metro. O incêndio aconteceu entre as ruas São Domingos e São Luís e começou em um quarto da casa. A suspeita do Corpo de Bombeiros é de que as chamas começaram depois de um problema elétrico, mas isso ainda vai ser confirmado através de uma perícia e de um laudo que deve ser divulgado em 30 dias.
As chamas já tomavam conta casa, quando o pequeno Felipe passava em frente ao local e viu fogo saindo pelo telhado. Ele conta que avisou aos vizinhos e que correu para dentro da casa onde encontrou o bebê. “Eu vi as brasas na telha e corri pra avisar que tava pegando fogo. Eu entrei e vi Rayan (o bebê) na cama, peguei e saí”, disse ele.
Incêndio foi registrado no bairro Monte Castelo, na noite desta quinta-feira (2), em Campina Grande (Foto: Felipe Valentim/TV Paraíba)
Os vizinhos montaram um força tarefa para tentar controlar as chamas, enquanto o Corpo de Bombeiros não chegava. Quando a equipe chegou o fogo foi controlado, mas tudo que havia na casa já estava destruído. O Corpo de Bombeiros destacou que a casa tinha um sistema elétrico precário com fios expostos.
O casal de idoso vive de uma aposentadoria e o bebê que estava no local é bisneto do casal. Desesperada ao ver tudo destruído, a dona Maria de Lurdes, dona da casa, não sabe o que fazer. “Acabou tudo. Não tenho mais nada na minha vida. Só Jesus Cristo”, disse ela.
O marido dela sofreu ainda pequenas queimaduras nas mãos ao tentar recuperar alguns bens em meio ao fogo. Ele tem limitações físicas depois de ter sofrido um Acidente Vascular Cerebral (AVC). A família tem contato com o apoio de vizinhos.
Atitude arriscada
A assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros destacou que o menino teve um ato de heroísmo, mas alerta que não recomenda que pessoas tomem essa atitude. A orientação é entrar em contato com o 193 e pedir auxílio o mais rápido possível.
Ainda nas orientações, o Corpo de Bombeiros diz que, se for seguro, o cidadão pode utilizar algo para tentar controlar o fogo à distância, como extintores e água. Além do risco de queimaduras, o Corpo de Bombeiros alerta para o risco de inalar a fumaça tóxica.

G1

quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Ex-vocalista da banda Limão com Mel é rejeitada no "The Voice Brasil"


Foto/Reprodução
Durante o programa “ The Voice Brasil ” da última terça-feira (31), a ex-vocalista da banda Limão com Mel e XCalypso não agradou nenhum dos jurados, o que resultou em quatro cadeiras de costas. A cantora, Michele Andrade, foi a quarta aposta de Ximbinha para a banda depois que aconteceu a separação entre ele e a Joelma.
A pernambucana Michele Andrade, de 25 anos, foi a vocalista da banda XCalypso, formada após a polêmica separação entre Ximbinha e Joelma. Visando uma chance de alavancar sua carreira na indústria musical, a cantora decidiu se submeter à audição cega do reality musical "The Voice Brasil". No entanto, a voz da garota não agradou o júri e ela não se classificou.
Para tentar a chance no reality em questão, a loira se apresentou com uma interpretação da música Na Hora de Amar , uma versão em português da música Spending My Time , do Roxette.
Ex-parceira musical de Ximbinha e ex vocalista da Limão com Mel não agradou 
No entanto, a cantora não foi capaz de convencer os jurados do programa de que ela era um acréscimo aos seus referentes times. Nenhum componente da banca de júri virou a cadeira (o que é feito quando se gosta de algum participante).
Os músicos responsáveis por julgar e posteriormente auxiliar os participantes são Lulu Santos, Ivete Sangalo, Carlinhos Brown e Michel Teló. Depois da apresentação, no entanto, Lulu se desculpou: "Me perdoe por não ter compreendido seu valor''.
Após a curta jornada de Michele durante o programa, a cantora usou o seu perfil do Instagram para se comunicar com os fãs sobre o ocorrido. "Quero agradecer a cada um de vocês pelas mensagens positivas, me desejando força", declarou. "Estou muito feliz de ter chegado ao palco do The Voice Brasil, pois são milhões de pessoas na tentativa, e eu estive ali, entre os selecionados pra se apresentar." 
A ex-vocalista da banda de Ximbinha também deixou uma mensagem positiva aos seus seguidores da rede social: "Na vida temos que saber ganhar e perder, e nessa, com certeza, eu ganhei! Estou muito feliz e a luta continua", a cantora afirmou.
Veja abaixo a cantora nos tempos de Limão com Mel:

Gente IG

Jovem é preso suspeito de matar rapaz durante festa em motel por ciúmes em Goiás


Gabriel Rodrigues Candini é suspeito de matar rapaz durante festa em motel, em Aparecida de Goiânia (Foto: Paula Resende/G1)
Um jovem de 19 anos foi preso na segunda-feira (30) suspeito de matar Jorge Luiz Brito Coimbra, de 25 anos, durante uma festa de aniversário em um motel em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Segundo a Polícia Civil, Gabriel Rodrigues Candini matou o rapaz porque ele deu em cima das namoradas dele e do irmão. Ao ser apresentado, o suspeito confessou o crime.
“Estou arrependido, foi sangue quente. Ele me ameaçou”, alegou o suspeito.
“A vítima teria mexido com a namorada do Gabriel, deu em cima dela. Passado algum tempo, mexeu com a namorada do irmão. Nisso, começaram a discutir. Pelo que as testemunhas disseram, o Jorge enfrentou, o ameaçou, e ele atirou”, disse o delegado responsável pelo caso, Rogério Bicalho, titular do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH)
O crime aconteceu por volta das 23h de domingo (29), no Setor Nossa Senhora de Lourdes. Cerca de 30 pessoas estavam na festa, em uma suíte anexa ao motel, que começou por volta das 16h. Entre elas, Gabriel, o irmão Arthur Rodrigues Candini, de 21 anos, e as respectivas namoradas. Outro irmão do suspeito, de 17 anos, e um amigo também estavam no evento, mas não se envolveram na confusão.

G1-GO

Mulheres assaltantes são presas em flagrante roubando cabelo para megahair no Nordeste


Foto/Reprodução
A gerente de um salão de beleza de São Marcos em Salvador na Bahia estava se preparando para ir trabalhar, por volta das 9h30 de terça-feira (31), quando levou um susto. Todos os dias, enquanto está se arrumando para sair, ela acompanha o movimento no estabelecimento atráves das câmeras de segurança e viu quando duas mulheres anunciaram o assalto e limpararam as pratileiras do salão, que fica na Rua Direta de São Marcos. 
A gerente pediu para não ser identificada, mas contou que no momento em que as assaltantes entraram no estabelecimento havia apenas uma funcionária e uma cliente. Elas estavam com uma bolsa e um saco de linhagem e finjiram estar interessadas em procedimentos estéticos antes de anunciar o assalto. Elas roubaram cerca de R$ 30 mil em produtos e mais R$ 651, dinheiro que estava no caixa. 
"Assim que elas entraram no salão a cliente saiu. Elas fizeram algumas perguntas para a funcionária sobre cabelos antes de anunciarem o assalto. Estavam armadas com um revolver e foram bastante agressivas, xingaram e puxaram o cabelo da funcionária. Eu vi tudo acontecer pelo sistema de segurança e chamei a polícia", contou.
Assalto
Depois de ver a arma, a funcionária se afastou do balcão. Enquanto isso uma das assaltantes assumiu o local da trabalhadora e começou a retirar os cabelos usados na confecção de Mega Hair que estavam espostos na parede atrás do balcão. Os produtos foram jogados, rapidamente, dentro da sacola de linho. 
Em seguida, a outra assaltante obrigou a funcionária a ir para o fundo do salão, onde a criminosa roubou produtos de cabelo e a quantia de R$ 651. Ainda segundo a gerente, as duas bandidas ameaçaram a funcionária dizendo que havia homens esperando por elas em um carro próximo ao salão e que se a vítima gritasse elas chamariam os comparsas. 
Em nota, a Polícia Militar informou que os policiais cercaram o salão e prenderam as mulheres em flagrante. "Ao notar a chegada dos policiais, as suspeitas fizeram uma funcionária do salão refém, os militares negociaram e as duas suspeitas se entregaram. Com uma das acusadas foi encontrado um revólver calibre 38".
A gerente do salão suspeita que as mulheres façam parte da mesma quadrilha porque elas também teriam roubado outra unidade da rede, em Itapuã, na semana passada. Essa foi a terceira vez que o estabelecimento de São Marcos foi assaltado, em menos de 30 dias. A trabalhadora contou que enquanto registrava queixa na delegacia, na tarde de terça-feira, outras vítimas entraram em contato com os policiais para contar que também foram assaltadas pela mesma quadrilha. 

Do Correio 24 Horas

Polícia Civil prende no RN homem que deixou mulher em cárcere privado


Foto: Divulgação/Policia Civil
A equipe de policiais civis da Delegacia Municipal de São Paulo do Potengi prendeu em flagrante Abraão Félix da Silva, 43 anos, nesta terça-feira (31).
O homem foi preso porque manteve a vítima, Vilma Zeferino Ferreira, 28 anos, em cárcere privado durante quatro horas, na própria residência do agressor, localizada no centro do município. No tempo em que esteve em poder da mulher, Abraão Félix efetivou várias agressões e ameaças contra Vilma Zeferino.
Na residência do agressor, os policiais civis apreenderam vários objetos que foram usados durante as agressões físicas e psicológicas que foram realizadas durante o período do cárcere privado. As investigações revelaram que devido às várias agressões que a vítima vinha sofrendo, ela decidiu se separar e ir morar na casa da mãe. Porém, na tarde desta segunda-feira (30), Abraão Félix conseguiu fazer com que ela fosse até a casa dele com o intuito de conversar. Quando ela chegou na casa do agressor por volta das 19hs, o mesmo conseguiu fazer com que ela trancasse o cadeado da casa. Neste momento, começou o cárcere privado e uma série de agressões físicas e ameaças. Abraão Félix chegou a dizer para a vítima que cortaria a cabeça dela com o facão, pois alegava ser vítima de uma suposta traição.
A Polícia Civil revelou que por volta das 22hs, o homem a levou a pé até uma empresa de sua propriedade e neste momento ela conseguiu correr e fugir das mãos do suspeito. Os policiais civis conseguiram localizar Abraão Félix na casa onde ocorreu o crime e o suspeito resistiu à prisão, ameaçando os policiais com uma chave de fenda

Jogador de sinuca é morto após policia confundir grupo como sendo bandidos no Ceará


Um dos quatro ocupantes de um veículo tipo Corola de cor branca, placas QFW- João Pessoa Paraíba, morreu por volta das 02hs.30min da madrugada desta quarta feira, 02 de julho de 2.018, na CE 371 na saída de Campos Sales no estado do Ceará.
O carro foi alvejado a tiros efetuados por policiais militares, quando José Messias Guedes Oliveira, de 35 anos de idade, que residia na Rua Professora Cristina Lima, no bairro Salgadinho em Patos na Paraíba, foi atingido por um disparo nas costas, e morreu no local.
O colega dele de viagem, Josean Leite de Oliveira, de 38 anos de idade, foi lesionado de raspão, e outros dois identificados como Wendel e Gutiele, escaparam ilesos.
Os quatro são paraibanos, e viajavam para São Luiz no Maranhão, para participarem de um torneio de sinuca. Eles tinham parado para se alimentarem em um posto de combustível, quando um frentista teria visto tacos de sinuca, no banco traseiro do carro, e os confundiu com armas de fogo.
A Polícia Militar foi acionada, e chegando ao posto, os jogadores haviam acabado de sair. A polícia saiu a procura do veículo indicado, temendo que os ocupantes iriam assaltar um banco.
Segundo a polícia, o motorista do Corola teria furado o bloqueio, e na perseguição, terminaram atirando no carro, causado a morte de Messias, e ferindo Josean.
A polícia tomou conhecimento que os ocupantes eram profissionais e campeões de sinuca, e que o clima e de revolta por parte de familiares, parentes, colegas, admiradores do esporte, na cidade de Patos.

Miséria

Advogado denuncia cantor que chamou Jesus de travesti em Pernambuco e pede sua prisão


Johny ´foi alvo de notícia-crime e pedido de prisão
Após dizer que “Jesus é travesti” durante seu show no Festival de Inverno de Garanhuns, o cantor pernambucano Johnny Hooker foi alvo de uma notícia-crime, encaminhada à Polícia Civil de Pernambuco.
A queixa feita pelo advogado Jethro Ferreira, da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Alagoas, afirma que o artista ofendeu os seguidores do cristianismo, tendo praticado infrações penais pois “as pessoas que professam a fé cristã têm a pessoa de Jesus Cristo como uma pessoa do sexo masculino, heterossexual […] Qualquer afirmativa diferente desses dogmas é considerada uma ofensa à fé cristã”.
No pedido o advogado evoca a Lei Federal nº 7.716, em cujo artigo 20 se anuncia que a conduta do cantor se enquadra no dispositivo, visto que houve prática, indução ou incitação à “discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”
O documento também usa o artigo 280 do Código Penal, que afirma que “escarnecer de alguém publicamente por motivo de crença ou função religiosa, impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso, vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso” pode resultar uma detenção de um mês a um ano ou multa.
Por fim, Ferreira pede a instauração de um inquérito policial para apurar o caso, com designação de um delegado especial, oitiva de testemunhas, realização de perícias e interrogatório do cantor Johnny Hooker, estando sujeito à decretação de prisão preventiva caso não compareça à polícia.

Com informações do Diário de Pernambuco.


quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Homem foi morto por amante da mãe na porta de motel após descobrir traição


Segundo delegado, Linduarley Carmo de Araújo foi alvejado após ir até o local para conversar com o suspeito. Corpo da vítima foi sepultado nesta manhã no cemitério da cidade.
Linduarley Carmo de Araújo é morto com um tiro em Morrinhos, Goiás (Foto: Reprodução/ Facebook)
O delegado Fabiano Henrique Jacomelis, que apura a morte Linduarley Carmo de Araújo, de 31 anos, durante uma discussão em frente a um motel, afirmou, nesta quarta-feira (1º), que a vítima foi morta após descobrir que a mãe mantinha um relacionamento extraconjugal e ir até onde o casal estava para conversar com o amante, em Morrinhos, na região sul do estado de Goiás.
O investigador disse que já ouviu a irmã de Linduarley e algumas outras testemunhas. Segundo ele, a mãe da vítima, que estava no local do crime, ainda não foi ouvida porque estava emocionalmente abalada.
“A mãe mantinha o relacionamento extraconjugal com o autor, ele descobriu e foi até o local para conversar com o suposto autor. Quando chegou perto do carro do autor, foi alvejado. Ao que parece, até então, isso ocorreu sem nenhuma discussão, mas isso ficará claro após os próximos depoimentos”, disse o delegado.
O crime aconteceu por volta das 12h na terça-feira, no Residencial Arca de Noé. De acordo com o Corpo de Bombeiros, após ser baleado, Linduarley entrou no carro, um VW Gol, e conseguiu dirigir por cerca de 300 metros, mas parou no meio da pista da Avenida do Trabalhador.
O Corpo de Bombeiros socorreu o jovem e o levou ao Hospital Municipal de Morrinhos. No entanto, o rapaz morreu assim que deu entrada na unidade de saúde.
O delegado explicou que o amante da mãe de Linduarley não é considerado foragido, pois já passou do período em que poderia ser preso em flagrante. No entanto, o investigador disse que já entrou com o pedido de prisão preventiva contra o suspeito.
“A gente vai ouvir novas testemunhas e, após a expedição deste mandato, localizar e interrogar o principal suspeito para que a circunstância do fato seja esclarecida”, afirmou.
O corpo de Linduarley foi sepultado na manhã desta quarta-feira no Cemitério de Morrinhos, no Centro da cidade.
Linduarley Carmo de Araújo é morto em Morrinhos, Goiás (Foto: Divulgação/ Corpo de Bombeiros)
G1-GO

segunda-feira, 23 de julho de 2018

Menino de 3 anos é morto com tiro de pistola na Zona Oeste de Natal; primos de 13 e 17 anos são apreendidos


Segundo a família da criança, tiro foi acidental. PM apreendeu os primos quando eles tentavam fugir em um táxi.
Rua da vítima fica em Felipe Camarão, bairro da Zona Oeste de Natal (Foto: Marksuel Figueredo/Inter TV Cabugi)
Um garoto de 3 anos morreu na manhã deste domingo (22) após levar um tiro de pistola dentro de casa, no bairro Felipe Camarão, na Zona Oeste de Natal. O disparo, que segundo os familiares da criança foi acidental, foi feito por um primo, que tem 13 anos. Já a arma, seria do irmão do adolescente, de 17 anos. Ambos foram apreendidos. A mãe do menino assassinado não quis falar sobre o caso.
A Polícia Militar chegou ao local da ocorrência por volta das 9h. Consta em relatório que o garoto de 13 anos estava manuseando a arma quando retirou o carregador de munições, apontou a pistola para o primo e puxou o gatilho. Vizinhos ainda socorreram o menino para o hospital, mas ele não resistiu ao ferimento.
Após o tiro, os irmãos fugiram em um táxi. A PM foi chamada e fiz buscas pelo veículo, que acabou sendo localizado no bairro das Quintas, na mesma região. A pistola estava com eles e também foi apreendida.

G1-RN