NOME NOME NOME NOME NOME

domingo, 10 de dezembro de 2017

Dois são mortos e três feridos a tiros durante festa em casa de praia em Natal


Crime aconteceu na madrugada deste domingo na Redinha Nova. Ninguém foi preso.
Festa estava sendo realizada em uma casa de praia na Redinha Nova (Foto: PM/Divulgação)
Dois homens foram mortos e outros três feridos a tiros na madrugada deste domingo (10) em uma festa realizada em uma casa de praia na Redinha Nova, na Zona Norte de Natal. Segundo a Polícia Militar, ainda não se sabe a motivação. Ninguém foi preso.
Após os disparos, a festa acabou e a PM foi chamada. Em relatório, os policiais que atenderam a ocorrência disseram que os mortos foram identificados como Lind Donhensons de Góis Negreiro, de 27 anos, e Ranylson Januário de Góis, de 23. Este último, monitorado por tornozeleira eletrônica. Já os feridos, que foram socorridos ao Hospital Santa Catarina, dois têm 20 anos e um 27.
A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deu início às investigações, mas não informou o que foi apurado até o momento.

G1-RN

Bandido fica entalado em porta ao roubar roupas em apartamento


A Polícia Militar foi acionada por vizinhos, que informaram que um homem estava forçando a porta de um apartamento, localizado ao lado da Defensoria Pública de Barra do Garças.
Marcos Paulo Silvestre de Alcântara, de 28 anos, foi preso na tarde de sexta-feira (8), após ficar entalado na porta de um apartamento que tentava roubar, em Barra do Garças (516 km de Cuiabá).
Conforme o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada por vizinhos, que informaram que um homem estava forçando a porta de um apartamento, localizado ao lado da Defensoria Pública da cidade.
Ao chegar ao local, os policiais encontraram Marcos Paulo preso em um dos vãos da porta e mesmo entalado, o bandido continuava a tentar retirar roupas do apartamento.
O ladrão foi encaminhado para a delegacia de Barra do Garças. As roupas furtadas foram recuperadas.

Roubo em residências
Um bandido, não identificado, levou três tiros – tórax e pernas – após ser flagrado roubando uma casa, no bairro Nova Várzea Grande, no dia 28 de novembro. Houve perseguição por diversos bairros e troca de tiros.
O crime aconteceu por volta de 1h30. A polícia foi acionada para verificar a denúncia de roubo em andamento. Ao chegar no local, os policiais encontraram o portão aberto e os móveis da casa revirados.
Conforme a PM, a dupla criminosa foi localizada em um Fiat Uno, na Avenida Filinto Muller. Houve perseguição por diversos bairros, até o motorista abandonar o carro em uma região de mata no bairro Paiaguás. Os dois bandidos fugiram correndo.
Conforme a PM, o homem apontou a arma para os militares ao ser localizado e não obedeceu a ordem de largar o revólver. Ele foi atingido pelos tiros, socorrido e encaminhado para o Pronto-Socorro de Várzea Grande.

Repórter MT

Morre aos 98 anos a atriz Eva Todor


Morreu em casa por volta das 8h50m da manhã deste domingo a atriz Eva Todor, aos 98 anos. A informação foi confirmada por amigos da artista. A causa da sua morte foi pneumonia. Ainda não há informações sobre o velório.
— A Eva vinha sendo muito bem cuidada pelos enfermeiros e recebia visita de amigos com frequência. Ela esteve doente todo o ano e morreu de pneumonia. Eu estava aqui na hora com alguns enfermeiros e empregados. A Eva teve toda a assistência — disse Marcelo Delcima, amigo da atriz, que havia sido internada em março deste ano.
Eva Todor sofria de Mal de Parkinson e estava longe da TV desde a novela “Salve Jorge”, exibida em 2012. A última aparição pública da atriz foi em novembro de 2014, quando recebeu uma homenagem feita por amigos artistas no Teatro Leblon.
A atriz somava mais de 80 anos de carreira. O início nos palcos foi por meio do balé, ainda na infância. Húngara de nascimento, Eva Todor (que tinha o sobrenome Fodor de batismo) chegou a dançar na Ópera Real de Budapeste. Filha de uma estilista e de um comerciante de tecidos, ela já mostrava talento para a vida artística, mas a realidade complicada do período entre guerras na Europa a fez fugir com a família para o Brasil, em 1929.
Por aqui, entretanto, rapidamente a pequena retomou a rotina com sapatilhas, tendo aula com a renomada Maria Olenewa. Não era à toa o envolvimento com o universo cultural. Em entrevista ao site "Memória Globo", Eva contou que seus pais, "como bons húngaros", achavam que toda criança deveria ter uma educação ligada à arte.
Foi por meio do contato com um crítico de teatro que surgiu a oportunidade de fazer um teste para integrar o elenco de uma peça com Dulcina de Moraes. Mas não deu certo — o português de Eva ainda era incipiente, e ela foi reprovada. Pouco tempo depois, entretanto, ela conseguiu entrar na carreira por meio do teatro de revista. Aí deslanchou.
“Fiz um sucesso muito grande. Fiquei quatro ou cinco anos. E foi onde conheci meu primeiro marido, que era o diretor da companhia (Luis Iglesias). Eu me casei aos 14 anos. Depois, ele achou que aquilo não tinha futuro e montou uma companhia de comédia para mim. Todo mundo disse que ele era louco, porque eu era uma menina que não tinha experiência nenhuma e, além do mais, falava português pessimamente. Mas, deu certo. E a companhia ficou sendo Eva e seus Artistas, durante muitos anos. Só de Teatro Serrador, fiquei 23 anos”, relatou ela ao "Memória Globo", lembrando que graças ao teatro resolveu "aportuguesar" seu sobrenome para Todor.
A naturalização como brasileira aconteceu com a forcinha de um personagem ilustre. Na década de 1940, quando fazia uma peça no Teatro Municipal, ganhou Getúlio Vargas como admirador, o que facilitou o processo para conseguir a identidade nacional.
Na década de 1950, a atriz comandou um programa próprio na TV Tupi chamado "As aventuras de Eva". Ali, já mostrava a aptidão para o humor que caracterizou suas oito décadas de carreira. Dali para frente, a televisão foi um de seus trabalhos prediletos.
Foi nas novelas e séries televisivas que ela se tornou um rosto conhecido dos brasileiros. Fez "Partido alto" (1984), "De corpo e alma" (1992), "O cravo e a rosa" (2000), entre várias outras. No cinema, Eva fez sua estreia ao lado de Oscarito, em 1960, com "Os dois ladrões", de Carlos Manga. Foram cinco filmes no currículo, o último em 2008 ("Meu nome não é Johnny").
Eva Todor era viúva e não deixa filhos.

Extra

Policial da Paraíba é baleado durante assalto em cidade no RN


Foto/Reprodução
Um policial militar do Estado da Paraiba, identificado como Rafael Medeitos Marcolino Silva, de 30 anos foi baleado durante um assalto, na manhã deste sábado (09), na porta de casa no bairro Cidade da Esperança, zona Oeste de Natal.
A vítima sofreu um tiro no braço e teve a arma levada pelos criminosos.
De acordo com com o assessor de comunicação da Polícia Militar, o Tenente Coronel Eduardo Franco o policial estava na frente de casa com a namorada quando foi abordado por dois assaltantes que chegaram de moto.
Os bandidos anunciaram o crime e houve a reação por parte do soldado. "Já estamos em contato com o pronto socorro Clóvis Sarinho e iremos dar todo o apoio necessário para ajustar o companheiro no que for preciso, disse.

Bebê de três meses morre por asfixia após engasgar com leite na Paraíba, diz polícia


Mulher foi levada para a Delegacia de Homicídios, em João Pessoa (Foto: Walter Paparazzo/G1)
Uma mulher de 21 foi liberada pela polícia neste sábado (9), horas após ter sido detida suspeita de matar a filha de três meses, em João Pessoa. Segundo o delegado plantonista da Homicídios Paulo Josafá, ela já responde na Justiça por espancamento contra a filha de 3 anos, e uma testemunha relatou que ela teria batido na bebê nesta sexta-feira (9), inclusive com pancadas na cabeça.
O laudo da perícia que saiu na tarde deste sábado e apontou que a causa da morte foi por asfixia mecênica por brônquio aspiração do leite.
“Eu não espanquei o meu bebê. Ela passou mal hoje e família do meu marido não se dá bem comigo. Por incrível que pareça, são eles que estão aí falando de mim. Se fosse pra matar minha filha, eu tinha matado no meu ventre”, declarou a suspeita.
Segundo o delegado, a mãe foi quem levou a filha para a Maternidade Cândida Vargas, pedindo ajuda. Porém, antes de ser atendida, a menina já estava morta. Em seguida, a equipe do hospital, por orientação dos médicos e das assistentes sociais, chamou a polícia.
“Existe um relato de uma testemunha que disse que presenciou a mulher espancando a filha ontem, com pancadas na cabeça. E ela já tem histórico do crime. Enquanto o SVO faz o exame, ela vai ficar detida na delegacia e eu vou ouvindo as testemunhas”, explicou o delegado.
A suspeita explicou que a menina acordou bem neste sábado e engasgou logo após tomar banho. Ainda segundo a mãe, a bebê já nasceu com um problema no coração e passou por uma cirurgia na cabeça quando tinha 6 dias de vida.

G1

sábado, 9 de dezembro de 2017

[VÍDEO] Endiabraba mulher mata bebê,ataca a filha e a própria mãe com mais de 95 facadas


Ela confessou o crime, disse estar arrependida e afirmou que seu marido teria 'entrado em sua mente, mandando que ela matasse suas filhas e se jogasse na frente de um trem'.
RIO DE JANEIRO -  Uma mulher matou a facadas a própria filha, de apenas 6 meses, no fim da tarde de terça-feira, no bairro Jardim Jasmin, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. De acordo com agentes da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), além da pequena Safira, Lidiane Cruz da Silva esfaqueou a outra filha de 5 anos e sua mãe, que tentava impedí-la. A criança, identificada apenas como Sophia, e Solange Ribeiro, 57 anos, foram encaminhadas ao Hospital da Posse.
Segundo a assessoria da unidade de saúde, Solange teve 70 perfurações pelo corpo, como na cabeça, abdômen, tórax e braços. Ela passou por exames, teve os ferimentos suturados e segue em observação. Uma das facadas causou o acúmulo de ar entre o pulmão e a parede torácica, mas ainda não há necessidade de cirurgias. O estado de saúde dela é estável.
Já Sophia sofreu mais de 25 perfurações nos braços e três na coxa esquerda. Ela passou por exames, teve os ferimentos suturados e segue na unidade em observação. O estado de saúde da paciente é estável. O serviço social da Posse já acionou o Conselho Tutelar para cuidar do caso.
O crime aconteceu na Rua Michel Emanoel, na casa das vítimas, quando a mulher repentinamente pegou uma faca e atacou Solange. A avó das crianças conseguiu fugir e a suspeita passou a desferir golpes nas duas filhas. Dois vizinhos ouviram os pedidos de socorro da vítima e conseguiram desarmar Lidiane. Eles acionaram os Bombeiros e a PM, que a prenderam no local.
Segundo informações preliminares da DHBF, Lidiane aparenta ter problemas psicológicos. Ela confessou o crime, disse estar arrependida e afirmou que seu marido teria 'entrado em sua mente, mandando que ela matasse suas filhas e se jogasse na frente de um trem'.
A mulher foi autuada em flagrante por homicídio e tentativa de homicídio. Se condenada, ela pode pegar até 30 anos de cadeia.

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Atriz Vera Holtz sai em defesa da UERN: "todo meu apoio aos alunos e professores"


A luta dos professores e demais servidores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), em greve contra os atrasos salariais, ganhou dimensões globais.
Em sua conta oficial no twitter, a atriz postou uma foto com a frase: "A UERN não se vende, se defende" e um texto em apoio aos docentes e discentes. Ela também criticou o Governo do Estado por conta dos 23 meses de pagamentos atrasados da categoria.
A conta no Twitter de Vera é seguida por mais de 140 mil pessoas.


Operação Mercúrio prende no RN grupo envolvido em roubo de R$ 10 Milhões em cargas


Foto: Divulgação/Policia Civil
Na manhã desta quinta-feira (07), a Delegacia Especializada em Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov), a Delegacia Especializada em Combate ao Crime Organizado (Deicor) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) deflagraram a Operação Mercúrio e cumpriram sete mandados de prisão e nove mandados de busca e apreensão contra pessoas envolvidas com desvios de cargas que vinham acontecendo dentro do Rio Grande do Norte. O nome da Operação é uma alusão ao deus romano Mercúrio ligado à venda, lucro e comércio.
De acordo com as investigações realizadas pela Deprov e pela Deicor, que duraram nove meses, os crimes cometidos por este grupo deram um desfalque aproximado de R$ 10 milhões nas empresas vítimas dos crimes. Durante a ação, que aconteceu na Região Metropolitana de Natal e na cidade de João Câmara foram presos seis homens e uma mulher. O homem considerado líder do grupo, Alcivan Mendes de Moura, já estava preso e recebeu nova voz de prisão, nesta quinta-feira. A Operação Mercúrio contou com o trabalho de 40 policiais civis e de 30 policiais rodoviários federais. “A Polícia Rodoviária Federal está irmanada nesta investigação da Polícia Civil, pois entendemos que quando juntamos nossas forças, o combate a este tipo de crime é mais eficaz”, disse o inspetor Carneiro, chefe de investigações da PRF.
Além de Alcivan foram presos em cumprimento de mandados de prisão: o casal Edvaldo Silvério e Edinalva Gomes de Medeiros Silvério; Carlos Antônio da Silva; Jailton Damasceno da Silva; Francisco Evaniel da Silva e Willians Huberlan Nascimento de Oliveira. Com os suspeitos os policiais apreenderam diversos aparelhos bloqueadores de sinal via satélite, quantias em dinheiro, pedaços de falsos boletins de ocorrências e chaves de veículo
“O esquema de desvio de cargas envolvia a atuação de um grupo articulado que agia desde a formulação de boletins de ocorrência falsos, captação de motoristas que faziam parte do esquema e pessoas que recebiam as cargas roubadas e as revendiam por preços abaixo do mercado. A investigação da Polícia Civil começou logo após uma prisão feita pela PRF há 9 meses. Um fato que chamou a atenção da Polícia Civil, foi a atuação de um policial militar reformado que produzia os falsos boletins, na cidade de João Câmara. Edvaldo Silvério, com a ajuda da esposa Edinalva, produzia os documentos falsificados passando-se por policial civil e até mesmo afirmando que era delegado. Os motoristas que faziam parte do esquema solicitavam os boletins a Edvaldo, comunicando um furto que não havia existido para as empresas donas das cargas”, detalhou o delegado da Deprov, Licurgo Nunes.
Devido à complexidade da investigação e da quantidade de pessoas envolvidas, a Deicor também entrou no processo de elucidação dos crimes.
“Nós já havíamos prendido o Alcivan Mendes de Moura em outra oportunidade, quando o mesmo havia feito um desvio de cargas de pneus e já sabíamos que mesmo preso, ele continuava exercendo a liderança deste grupo”, detalhou o titular da Deicor, delegado Odilon Teodósio.
Um dos homens que fazia parte do esquema, Jailton Damasceno da Silva, foi preso pela Polícia da Bahia. De acordo com a Deprov, Evaniel exercia o papel de gerente no negócio criminoso e Carlos Antônio arregimentava motoristas para esquema fraudulento. “Com o decorrer das investigações, nós deveremos autuar o grupo pelos crimes de organização criminosa, furto qualificado, falsificação e uso de documento falso”, comentou o delegado Licurgo Nunes. 

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

[VÍDEO] Produtor da cantora Leidinha Falcão e da Banda Capim com Mel se suicida "por amor"


No celular da vítima, a polícia encontrou vídeos de despedidas.
O produtor da cantora Leidinha Falcão, Rodrigo Avelino, que também era produtor da Banda Capim Com Mel, que residia em Sanharó, suicidou-se após uma possível desilusão amorosa. Na postagem da rede social, Avelino  despede-se do seu companheiro cumprindo a promessa de que morreria por ele. ”Despedir-se de um amor e despedir-se de si mesmo e é isso que estou fazendo. É uma história que termina de uma forma trágica assim foi a nossa. Dizem sempre que não se morre por amor pois morri por você Jailson santos meu a pessoa que mais amei na vida TE AMO vou amar de onde estiver  #tedissequemorreriaporvcpromeçafeita obrigado por tudo meu amor ADEUS todos meus amigos ”. A mensagem  foi seguida de várias postagens de preocupação dos amigos.
Rodrigo teria provocado suicídio tomando veneno, segundo os relatos. O Samu chegou a ser acionado, mas o mesmo já estava em óbito. O caso se deu na noite da última segunda feira (4) e o corpo foi liberado ontem a tarde do IML de Caruaru.

DESPEDIDA: No celular da vítima, a polícia encontrou vídeos de despedidas. Um deles direcionado à cantora e parceira Leidinha Falcão (veja abaixo).


quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

[VÍDEO] 'Tem que pegar pena máxima', diz mãe de fisiculturista morta sobre julgamento de acusado no RN


Empresário Alexandre Furtado Paes vai a júri popular no dia 14 de dezembro.
Fabiana Caggiano era campeã de fisiculturismo (Foto: Reprodução/Facebook)
A mãe da fisiculturista Fabiana Caggiano, assassinada em Natal no ano de 2013, enviou vídeo em que cobra a condenação do acusado de matar a filha. Itália Caggiano diz ter certeza que Alexandre Furtado Paes é o responsável pelo crime e que deve pagar pelo que fez. “Tem que pegar pena máxima”, declarou.
Alexandre Paes era casado com Fabiana, e é acusado de matá-la por meio de estrangulamento. A vítima tinha 36 anos de idade quando foi assassinada.
O acusado vai a julgamento na quinta-feira da próxima semana, dia 14 de dezembro, no Plenário do Tribunal do Júri do Fórum Miguel Seabra Fagundes, Zona Sul de Natal. Dono de uma academia de musculação na cidade de Osasco, em São Paulo, Alexandre passou mais de 2 anos sendo procurado pela polícia. Ele foi encontrado e preso no dia 30 de novembro de 2015 em Ibiúna, na Grande São Paulo. Depois, foi trazido à capital potiguar. Atualmente, está detido no Centro de Detenção Provisória de Parnamirim, na região metropolitana da capital potiguar.
Alexandre Furtado Paes está preso em Natal (Foto: Inter TV Cabugi/Reprodução)
No vídeo enviado por Itália Caggiano,(veja abaixo) ela também fala das saudades que sente da filha, bem como dos indícios levantados pelas investigações que apontam para a autoria do crime por parte de Alexandre.
A decisão de mandar o réu a júri popular foi tomada pelo juiz Ricardo Procópio Bandeira de Melo, titular da 3ª Vara Criminal de Natal. Já o julgamento, foi marcado pelo juiz Geomar Brito Medeiros, presidente do 2º Tribunal do Júri.
O caso
Segundo a versão de Alexandre Paes, na manhã de 28 de dezembro de 2013, a mulher estava tomando banho quando ela teria sofrido uma queda repentina. O Samu foi acionado e já encontrou a paulista desacordada.
No dia 2 de janeiro, no entanto, a fisiculturista morreu na UTI de um hospital particular da capital potiguar. Familiares disseram que ela, enquanto esteve internada, permaneceu o tempo todo em coma induzido.


G1-RN

[VÍDEO] Tiririca anuncia que deixa a política: “Saio totalmente com vergonha”


O deputado federal Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca (PR-SP), anunciou, no início da tarde desta quarta-feira (6/12), que está deixando a política. “Saio totalmente com vergonha. Eu queria que vocês tivessem um olhar pelo nosso país, a nossa saúde.”
Tiririca está no sétimo ano consecutivo de seu mandato. Ele foi o parlamentar mais bem votado nas eleições de 2010, com 1,3 milhão de votos, mas admitiu que se candidatou apenas para tentar ganhar visibilidade como artista. Ultimamente, vinha criticando o Congresso Nacional e dizia não ter o “jogo de cintura” exigido para ser político.
Segundo a assessoria de imprensa do deputado, ele terminará o mandato em 2018, mas não pretende concorrer à reeleição ou a qualquer outro cargo.
Em 2014, Tiririca foi reeleito com 1,016 milhão de votos. No segundo mandato, votou tanto a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) quanto pela abertura de investigação contra Michel Temer, mesmo com a pressão da direção partidária sobre ele.
O parlamentar voltou a fazer shows como palhaço há cinco meses. O espetáculo conta a história de vida dele e é exibido de sexta a domingo, cada fim de semana em um estado. De segunda à quinta-feira, ele mora em Brasília com a esposa e uma das filhas.


Metropolis

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Mãe é morta a tiros e filhos baleados dentro de casa em Ceará-Mirim, RN


Crime aconteceu na noite desta segunda (4). Na mesma hora, um adolescente de 17 anos também foi assassinado na cidade. Nos dois casos, ninguém foi preso.
Maria Isabel Felix, de 37 anos (Foto: PM/Divulgação)
Uma mulher foi morta a tiros e dois filhos dela baleados dentro de casa na noite desta segunda-feira (4) em Ceará-Mirim, cidade da Grande Natal. Segundo a Polícia Militar, os criminosos procuravam por um dos filhos de Maria Isabel Felix, de 37 anos, que acabou morta no local. Na mesma hora, em outro canto da cidade, um homem também foi assassinado. Nos dois casos, ninguém foi preso.
No caso da mulher assassinada, a PM disse que a casa de Maria foi invadida por volta das 21h por dois homens armados. A residência fica no conjunto Vale Dourado. Lá, os criminosos atiraram no filho mais velho, que tem 20 anos, e na irmã, de apenas 13. Depois, atiraram na mãe.
O jovem foi levado em estado grave para o Hospital Clóvis Sarinho. Já a garota, não corre risco de morte. Ela ficou com os vizinhos, que preferiram não falar sobre o acontecido.
Jovem morto
No segundo homicídio, a vítima foi Rafael Santos da Silva, de 17 anos, que foi morto a tiros de espingarda calibre 12. O crime foi no bairro Nova Descoberta. Com medo, a vizinhança também não ajudou muito o trabalho da polícia.
Violência
Segundo o Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO) – instituto que contabiliza e analisa os crimes contra a vida no Rio Grande do Norte – 2.238 pessoas já foram assassinadas este ano no estado. Deste total, 139 foram mortas em Ceará-Mirim, fazendo dele o terceiro município mais violento do RN.
G1-RN

Morre mais uma vítima de incêndio na creche de Janaúba


Chamas foram provocadas pelo vigia Damião Soares dos Santos, de 50 anos, na manhã de 5 de outubro deste ano.
Jéssica era professora auxiliar em creche (Reprodução / Facebook)
Subiu para 13 o número de pessoas mortas em decorrência do incêndio criminoso na creche Gente Inocente em Janaúba, provocado pelo vigia Damião Soares dos Santos, de 50 anos, na manhã de 5 de outubro. Na tarde desta segunda-feira, morreu a auxiliar de professora Jéssica Morgana Silva Santos, de 23 anos, que estava internada em estado grave na Santa Casa de Montes Claros. A morte dela foi confirmada pela Prefeitura de Janaúba.  A tragédia completa dois meses nesta terça-feira.
Por ocasião da tragédia, além do autor do ataque,  morreram nove crianças e a professora Heley Abreu Batista, de 43 anos, que perdeu a vida tentando salvar os seus alunos.  No dia 6 de novembro, a auxiliar professora Geni Oliveira Lopes Martins, de 63, que também trabalhava na instituição, morreu depois de permanecer internada durante 31 dias no Hospital João XXII (HPS), em Belo Horizonte. Mais de 40 pessoas ficaram feridas no triste acontecimento, que causou comoção no Brasil e no mundo.
Cinco vítimas que ficaram gravemente feridas no incêndio e seguem internadas: duas crianças na Santa Casa de Montes Claros e outras três vítimas (uma mulher e de duas crianças) no HPS na capital.

Indenizações para vítimas do incêndio criminoso
Nesta segunda-feira, a Prefeitura de Janaúba anunciou a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Publico de Minas Gerais (MPMG) para o pagamento de indenizações as vítimas ao incêndio criminoso na Creche Gente Inocente.
De acordo com o Termo de Ajustamento de Conduta, o Município vai pagar R$ 12 mil, divididos em 12 parcelas, ao longo de janeiro a dezembro de 2018 para cada família das crianças mortas na tragédia. As vítimas que sofreram queimaduras de primeiro, segundo e terceiro graus e que tiveram “incapacidade laboral por mais 30 dias ou “outra forma de lesão corporal de natureza grave ou gravíssima”, também vão receber igual montante.
O mesmo valor será pago às famílias da professora Heley Abreu Batista, de 42 anos, que morreu queimada ao tentar salvar as crianças da creche; e para os familiares da auxiliar de professora Geni Oliveira Lopes Martins, de 63 anos, que também trabalhava na instituição e morreu depois de permanecer internada durante 31 dias em hospital em Belo Horizonte.
Ainda conforme o documento, serão pagos R$ 6 mil, também divididos em 12 parcelas ao longo do próximo ano, para as demais vítimas que tiveram algum ferimento na tragédia.  Os pagamentos serão feitos sempre no último dia útil de cada mês. Desta forma, a primeira parcela será paga no final de janeiro. 

Agência Estado

Bandidos erram alvo e estudante é baleada na saída de escola em João Pessoa


Uma estudante foi baleada, na noite desta segunda-feira (04), na rua da escola onde estudava, no Bairro das Indústrias, em João Pessoa. O crime aconteceu em frente a Escola Municipal Professora Anayde Beiriz.
De acordo com informações do cabo Cleidevaldo, do 5º Batalhão da Polícia Militar da Paraíba, o alvo dos disparos seria um rapaz que estava próximo a vítima. Ao perceber os tiros, ele se evadiu do local.
Segundo informações, no momento dos disparos, a estudante tinha acabado de sair da escola e estava próxima a uma lanchonete, que fica na mesma rua.
A jovem, de 22 anos, foi atingida no abdômen. Ela permaneceu caída até a chegada da polícia que a socorreu para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena.

Portal T5