NOME NOME NOME NOME NOME

domingo, 24 de junho de 2018

Vitória Gabrielly foi assassinada por asfixia, aponta laudo da perícia


A jovem teria sido assassinada por engano e a motivação do crime seria uma vingança. Esta é a principal linha de investigação.
Vitória Gabrielly (Foto: Reprodução)
Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, 12 anos,morreu por asfixia provocada por esganadura. A informação foi confirmada por fonte policial que terá o nome preservado.
A causa consta em um laudo preliminar apresentado por peritos à Polícia Civil esta semana. O dia do encontro não foi informado.
A jovem teria sido assassinada por engano e a motivação do crime seria uma vingança. Esta é a principal linha de investigação, declarada na tarde desta sexta (22) pelo delegado seccional de Sorocaba (a 99 km de SP) Marcelo Carriel.
“Nada indica [que ela fosse o alvo da vingança]. Não há histórico, passado ou recente, contra a família ou qualquer parente da vítima.” A polícia investiga “quem seria o alvo correto” dos assassinos de Vitória, segundo Carriel.
A jovem foi sequestrada por criminosos no dia 8 de junho, quando andava de patins perto de um ginásio.
Uma câmera de vigilância registrou os últimos momentos da garota que, segundo a polícia, foi morta no mesmo dia em que foi sequestrada.
Carriel disse que ao menos duas pessoas participaram do crime e que aguarda o resultado de laudos periciais, sem especificar quando serão concluídos. “A linha de investigação pode mudar de forma definitiva.”
Somente o servente de pedreiro Júlio César Lima Ergesse, 24, está preso. “Ele, de forma geral, com algumas controvérsias, mantém a versão de que estava no carro (usado para sequestrar Vitória), com um casal.”
O carro mencionado pelo suspeito foi periciado. Nenhuma prova contra o casal indicado por Ergesse foi encontrada. No entanto, a polícia ainda considera os três como principais suspeitos.
A Polícia Civil de Araçariguama também analisa cerca de 300 horas de filmagens. O material registrou três rotas possíveis usadas pelos assassinos, entre o ginásio e o matagal onde Vitória foi encontrada. Setenta pessoas prestaram depoimento à polícia.
Um pedreiro afirmou nesta sexta, em depoimento à Polícia Civil, que viu um carro “escuro” estacionado na região onde o corpo da estudante Vitória Gabrielly foi encontrado. O carro esteve no local na madrugada do dia 9, horas depois do sequestro da jovem.
“Vi o carro chegando por volta das 3h. Ficou parado em frente a uma porteira [trancada] uns oito, dez minutos. Depois, ele saiu”.
Ele não soube informar o modelo do carro, nem quantas pessoas desembarcaram. “Como o lugar é vazio, sempre que alguém chega, percebemos”. Outras três pessoas prestaram depoimento nesta sexta na delegacia.
A polícia de Araçariguama periciou na quinta (21) um Palio preto e já havia analisado outro carro, também de cor escura, de um casal, liberado por falta de provas.

br

Jovem de 18 anos é encontrada decapitada em Maceió


Foto:Reprodução/Facebook
O corpo de uma jovem de 18 anos, identificada como Estefane Cristina dos Santos, foi encontrado decapitado em uma área de grota na Mata do Rolo, em Rio Largo, região metropolitana de Maceió, neste sábado (23).
A informação foi confirmada pelo delegado plantonista de Rio Largo. Ainda não há informações sobre a motivação do crime, já que as investigações ainda estão no início. Nenhuma outra circunstância acerca do homicídio foi relatada pela polícia.
O irmão de Estefane identificou a jovem em uma postagem nas redes sociais, e lamentou o crime. “Irmã, fica com Deus. Te amo demais. Vou sentir tanta saudades...”, disse o rapaz.
Há pouco mais de um mês, três menores foram mortos no mesmo município, todos com tiros na cabeça. O crime ocorreu no Dia das Mães. Um homem de 42 anos também foi assassinado na mesma data, no Conjunto Jarbas Oiticica.

TNH1

Caixão com corpo de bebê é levado do cemitério um dia após enterro em Curitiba


Valentina de Fátima Vieira morreu aos 13 meses de vida após complicação de gripe (H2N3) (Foto: Arquivo pessoal)
A família de uma bebê, que foi enterrada no Cemitério do Boqueirão em Curitiba na última quinta-feira (21), vive momentos de agonia desde que descobriu que o corpo da criança desapareceu do túmulo na manhã dessa sexta-feira (22).
Valentina de Fátima Vieira morreu na quarta-feira (20), aos 13 meses de vida, após receber atendimento médico na UPA do Boqueirão com sintomas de gripe.
De acordo com a família, a bebê teve complicações pulmonares, mas não foi submetida ao exame para diagnóstico de H1N1.
Um dia após o enterro, familiares da menina receberam a ligação da administração do cemitério informando que o corpo dela havia desaparecido do local.

Ric Mais

Bêbado, homem bate em carro e moto, invade consultório e é preso em Caraúbas-RN


Caso aconteceu na noite deste sábado (23) em Caraúbas, no Oeste potiguar. Ninguém ficou ferido.
Homem foi preso na noite deste sábado (23) em Caraúbas (Foto: Polícia Militar/Divulgação)
Um homem foi preso na noite deste sábado (23) após bater em um carro e em uma motocicleta e, em seguida, invadir um consultório odontológico na cidade de Caraúbas que fica localizada na região oeste do Rio Grande do Norte. 
De acordo com a Polícia Militar, o homem estava bêbado quando causou o acidente. Ninguém ficou ferido.
Segundo o tenente Júlio Batista, da 3ª Companhia do 12ª Batalhão da PM, o acidente aconteceu por volta das 18h na praça Reinaldo Pimenta, no centro da cidade. O homem, que estava em um Fiat Uno, bateu em um carro e uma moto. Em seguida, invadiu um consultório odontológico.
Ainda de acordo com o tenente, ninguém ficou ferido. O teste do bafômetro confirmou a embriaguez e o homem foi autuado em flagrante.

sábado, 23 de junho de 2018

Policial civil aposentado é baleado e morre após reagir a assalto na Zona Norte de Natal; ladrão também morreu


Agente trocou tiros com assaltante na Avenida das Fronteiras, bairro de Nossa Senhora da Apresentação.
O policial José Renildo Santos Moraes tinha 54 anos de idade (Foto: Cedida)
Um policial civil aposentado foi baleado e morreu durante uma troca de tiros após uma tentativa de assalto na Zona Norte de Natal, na manhã deste sábado (23). O policial José Renildo Santos Moraes, de 54 anos, foi socorrido ao hospital em estado grave e não resistiu ao ferimento. Ele havia deixado a ativa da polícia em janeiro.
A tentativa de assalto aconteceu em uma parada de ônibus na Avenida das Fronteiras, bairro Nossa Senhora da Apresentação. Segundo uma pessoa que mora próximo ao local, o policial civil foi abordado depois que a esposa dele subiu em um transporte coletivo.
A testemunha disse que José Renildo Moraes costumava deixar a mulher todos os dias de manhã na parada, e ficava esperando até que ela subisse no ônibus. Desta vez, depois que a companheira dele foi embora e o policial já se preparava para ir para casa, foi abordado por um assaltante, que chegou em uma moto.
Renildo e reagiu atirando contra o criminoso. No tiroteio, os dois se feriram. O assaltante ainda subiu na moto e andou 500 metros, até tombar morto. O policial foi levado para o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel e morreu depois de dar entrada na unidade.
Tentativa de assalto que resultou na morte do policial civil e do ladrão aconteceu nesta parada de ônibus (Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi)
G1

sexta-feira, 22 de junho de 2018

Homens são presos dentro de supermercado em Natal após perseguição da polícia


Eles teriam roubado um carro na Zona Sul da cidade, no início da noite desta quinta-feira (21).
Dois homens foram presos dentro do supermercado Nordestão, na Zona Sul de Natal (Foto: Lucas Cortez/G1)
Dois homens foram presos dentro do supermercado Nordestão, na Zona Sul de Natal, após uma perseguição policial que aconteceu no início da noite desta quinta-feira (21). Os dois são suspeitos de roubarem um carro, junto com outros comparsas. O veículo foi recuperado.
Um casal saía com os filhos da casa onde a família mora, em Capim Macio, Zona Sul, no momento em que os quatro assaltantes chegaram, todos armados. Uma das vítimas, que preferiu não se identificar, disse que os criminosos ordenaram que todos saíssem do veículo, e fugiram em seguida levando o carro.
“Depois disso um policial rodoviário passou e entramos no carro dele, seguindo os assaltantes, de longe. Enquanto isso, eu acionei a polícia”, contou a vítima.
Já no bairro Tirol, em frente ao supermercado, os quatro homens abandonaram o automóvel. Dois deles entraram no estabelecimento e os outros dois escaparam por ruas próximas. Policiais civis e militares participaram na ação, e prenderam a parte da quadrilha que entrou no Nordestão.
O carro roubado foi recuperado e a polícia segue em busca dos demais integrantes do bando que praticou o crime. Dois permanecem foragidos.

G1

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Mãe 'dopa' filho que matou mulher e crianças e chama polícia: 'Aliviada'


Magno Brandão, de 27 anos, foi preso na madrugada desta quarta-feira (20) suspeito de matar a companheira e duas enteadas. Crime aconteceu em São Vicente (SP).
Thamiris e suas duas filhas foram assassinadas em São Vicente, SP (Foto: Arquivo Pessoal)
O homem suspeito de matar a própria esposa e duas enteadas a facadas, em São Vicente, no litoral de São Paulo, foi dopado pela própria mãe antes de ser preso, na madrugada desta quarta-feira (20). Em entrevista,a mãe de Magno Brandão, de 27 anos, disse que precisou tomar a atitude drástica porque estava sendo ameaçada. Durante a noite, ela, que prefere não se identificar, colocou remédio em uma bebida do filho para induzir o sono e, em seguida, chamou a polícia.
Os corpos de Thamiris de Souza Santos, de 30 anos, de Nayara Machado de Souza Santos, de oito, e Nicolly de Souza Santos, de quatro, foram achados na madrugada de domingo (10). As três foram assassinadas com facadas no tórax e pescoço e tiveram os corpos encontrados em estado de decomposição dentro da casa em que moravam, no bairro Parque Continental.
Brandão, namorado de Thamiris, se tornou o principal suspeito após fugir do local do crime. Segundo a polícia, vizinhos que acompanharam a movimentação da perícia e a retirada dos corpos relataram que, uma semana antes da morte das três, Thamiris e ele haviam tido uma forte discussão, possível de ser ouvida da rua.
Magno é o principal suspeito de esfaquear e matar Thamiris e as filhas dela (Foto: Arquivo Pessoal)
Ele foi preso na casa da família, também em São Vicente, após ser denunciado pela própria mãe. “Ele chegou em casa nesta madrugada, dei um copo de suco com dois comprimidos calmantes, ele ficou dopado, dormiu e eu chamei a polícia”, explica a mãe de Magno. Ela ainda esclarece que estava sendo ameaçada e que nunca escondeu o filho dentro de casa.
A polícia prendeu Magno na casa da mãe, no Jardim Rio Branco, na Área Continental da cidade, logo após a denúncia. “Estou sendo ameaçada por causa do crime, mas não denunciei ele por isso. Denunciei porque era o certo. Estou aliviada, tirei um peso das costas”, completa. Após ser preso, o suspeito foi recolhido à cadeia anexa ao 5º Distrito Policial de Santos.
Crime
O crime aconteceu na terça-feira (5), mas os corpos de Thamiris, Nayara e Nicolly só foram achados na madrugada de domingo. As três foram assassinadas com facadas no tórax e pescoço e tiveram os corpos encontrados em estado de decomposição dentro da casa em que moravam, no bairro Parque Continental.
Durante as investigações, a polícia concluiu que Magno havia cometido o crime na terça-feira (5) e, durante cinco dias, permaneceu com os corpos dentro de casa sem acionar a polícia. A conclusão da polícia foi possível após vizinhos relatarem que ele foi visto no local um dia antes de as vítimas serem achadas.
Durante as investigações, o pai de Brandão foi ouvido pela polícia e confirmou que o filho é usuário de drogas e que, com frequência, fazia o uso de entorpecentes em área próxima à cachoeira do Paratinga, também na cidade.
O pai do suspeito também mostrou em seu celular mensagens enviadas por Brandão. O filho usou o celular da ex-companheira morta. Nelas, Brandão se desculpava, dizendo que ele "nunca o perdoaria pelo que fez", além de confessar que lembrava do fato de "acordar com uma faca na mão". Os relatos foram suficientes para que a Polícia Civil encarasse Brandão como principal suspeito da morte de Thamiris e das filhas.
Thamiris e suas duas filhas foram assassinadas em São Vicente, SP (Foto: Arquivo Pessoal)
G1

Confronto entre PM e facções criminosas deixa um morto na Comunidade Beira Rio, em Natal


Facções criminosas rivais trocavam tiros quando a PM chegou. Com medo, motoristas que trafegavam pela Ponte de Igapó voltavam na contramão.
Revólver e munições apreendidos pela PM na ação (Foto: Polícia Militar/Divulgação)
A comunidade Beira Rio, na Zona Norte de Natal, viveu mais uma noite de confronto entre facções criminosas. De acordo com a PM, criminosos entraram em confronto por volta das 23h30 de terça (19). Uma viatura do Batalhão de Choque da Polícia Militar, que passava pelo local, foi alvo de disparos e houve troca de tiros. Um homem morreu.
Com medo dos tiros, motoristas que trafegavam pela Ponte de Igapó pegaram a contramão para sair do local. De acordo com o oficial Marco Aurélio, do 5º Batalhão da PM, cerca de 15 homens estavam envolvidos no confronto entre facções.
Um homem foi baleado e socorrido ao Hospital Santa Cantarina, mas já chegou à casa de saúde sem vida. O homem não foi identificado. Os outros envolvidos no confronto conseguiram fugir. Na ação, um revólver calibre 38 e cinco munições, sendo duas deflagradas, foram apreendidos pela Polícia Militar.
Outros confrontos
Na última sexta-feira (15), um confronto entre facções criminosas rivais na comunidade Beira Rio deixou uma adolescente de 14 anos morta e parou o trânsito na ponte de Igapó. De acordo com a polícia, cerca de 15 homens armados chegaram à comunidade Beira Rio para tentar dominar o território de uma facção rival.
A comunidade Beira Rio fica vizinha à comunidade do Mosquito onde na última quarta-feira (13) pelo menos três pessoas morreram em um confronto entre criminosos e a Polícia Militar. Após o confronto, moradores do Mosquito jogaram um corpo no meio da Avenida Felizardo Moura e atearam fogo em entulhos, interrompendo o trânsito nos dois sentidos da Ponte de Igapó.
Moradores afirmavam que o corpo era de um adolescente inocente que foi morto durante o confronto entre bandidos e policiais militares.
Corpo foi jogado no meio da Avenida Felizardo Moura na sexta-feora (15), interrompendo o trânsito nos dois sentidos (Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi)
G1-RN

Jovem é morto a tiros na frente da namorada na Zona Norte de Natal


Crime aconteceu na noite desta terça-feira (19). Vítima conversou com criminoso antes de ser assassinado.
O crime aconteceu em frente a este salão, na Zona Norte de Natal. (Foto: InterTV Cabugi/Reprodução)
Um homem de 18 anos foi morto a tiros na noite desta terça-feira (19) no bairro de Lagoa Azul, na Zona Norte de Natal. De acordo com a Polícia Militar, o jovem estava com a namorada quando um homem se aproximou e, depois de uma breve conversa, atirou. A namorada da vítima correu ao ouvir os tiros.
O crime aconteceu na rua Antônio Fausto de Oliveira, na comunidade de Nordelândia. O jovem, identificado como Isaac Gomes da Silva, e namorada estavam sentados na calçada quando um homem se aproximou, conversou com a vítima e atirou.
Segundo a PM, o criminoso conseguiu fugir.

G1-RN

domingo, 17 de junho de 2018

Pegadinha da Copa: pai "batiza" filho como Vaineymar para zoar esposa


Vendedor carioca mostrou certidão de nascimento com nome em alusão ao grande craque da seleção brasileira à mãe da criança, que estava na maternidade enquanto o pai tinha ido ao cartório notarial.
Depois de muitos meses de deliberação para a escolha do nome do filho, Raphael Faisel e Fernanda, decidiram dar-lhe o nome de António, em homenagem ao avô da mãe do bebé, mas o pai decidiu assustar a esposa e batizar a criança... em homenagem a Neymar.
Segundo o UOL Esporte, Raphael, um vendedor carioca de 36 anos, foi ao cartório notarial enquanto Fernanda recuperava na maternidade após o nascimento do filho, no dia 13, e regressou com uma certidão de nascimento única na história dos registos civis brasileiros, batizando a criança de Vaineymar dos Santos Veloso Batista.
"Não acredito que vocês fez isso! Vou fazer tudo o que puder para reverter isto", terá dito Fernanda ao marido. "Amor, é a Copa. O Brasil vai ser hexa, vai ser Neymar o nome dele,sim",terá respondido Raphael.
Contudo, tal não passou de uma brincadeira, pois a certidão era falsa."Vaineymar" é uma piada interna do casal. 
"Eu gosto muito de ver os jogos da seleção, mas ela não. Ela é do Flamengo, e para ela só existe Flamengo. Quando vemos um jogo da seleção, tiro uma foto nossa e coloco nas redes sociais com "Vai Neymar" na legenda", explicou. "Alguns amigos disseram-me que ela poderia até ter secado o peito, mas deu tudo certo, está tudo bem", aditou.

Preso é flagrado tentando fugir disfarçado de mulher em cidade do Nordeste


Presidiário usou peruca e roupas de mulher para tentar fugir de penitenciária no Recife (Foto: Seres/Divulgação)
Um presidiário foi capturado por agentes penitenciários ao tentar fugir de uma das unidades do Complexo Prisional do Curado, na Zona Oeste do Recife, usando uma peruca e roupas de mulher. O caso foi registrado na tarde deste sábado (16), no Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros.
Segundo a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), Cleyton Alberty de Souza Firmino, 20 anos, tentou fugir por volta das 15h, durante a visita conjugal. Usando uma peruca e unhas pintadas, ele tentou sair pela porta da frente do presídio, quando foi impedido por agentes.
Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindasp), o homem usou a identificação que a esposa dele havia ganho para entrar na unidade durante o horário de visitas. “Ele achava que, pela quantidade de gente que estava saindo, ninguém ia notar a presença dele ou pedir identificação”, comenta o presidente da entidade, João Carvalho.
De acordo com a Seres, o detento vai ser submetido ao Conselho Disciplinar da unidade prisional e a carteira da visitante, que estava em posse dele, suspensa.

Do G1

Amante provocava personal morto a tiros em MT,e dizia que marido era 'ruim de cama'; veja mensagens


As informações foram extraídas de áudios enviados por Ane Lise para o celular do personal Danilo Campos, morto a tiros a mando do marido de Ane.
Mensagens de voz encontradas pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), durante análise de celulares apreendidos, revelam mensagens picantes enviadas por Ane Lise Hovoruski ao personal Danilo Campos, que foi morto a tiros em novembro de 2017, a mando do marido de Ane, Guilherme Dias de Miranda, que está preso. Nas mensagens, Ane provocava o personal dizendo que o marido não "fazia nada na cama" com ela e reclamando do "pouco caso" no personal sobre seus pedidos. "Vou ter que arrumar outro homem", dizia.
“Passo o dia inteiro na cama com meu marido, ele não faz nada, aí eu quero você e, quando eu tenho 10 minutos você nem me atende”, diz Ane em um dos áudios.
As conversas analisadas pela Politec mostram como Ane instigava Danilo, confirmando o que disseram amigos do personal em depoimentos sobre o assassinato.
Sexo Anal
Ane provocava Danilo sobre o assunto e disse, em um dos áudios, que não praticaria com ele por causa do tamanho.
“Nem vou falar nada pra você... é muito filho da P#?%. Olha o tamanho do teu P#?%, como é que guenta?!... Vô dar o c#?% pra você não”, diz a aluna em um dos áudios enviadas ao personal Danilo Campos.
O teor das mensagens, conforme apurado pela Politec, revelam que a Ane, que era aluna de Danilo da academia Smart Fit, mantinha um relacionamento amoroso com o personal.
O crime
Danilo estava na Rua General Ramiro de Noronha, em Cuiabá-MT, às 21h20 do dia 8 de novembro, quando uma dupla se aproximou em uma motocicleta. O garupa sacou a arma, atirou diversas vezes e fugiu. Duas pessoas foram presas pelo assassinado, Walisson Magno da Silva e Guilherme Dias.
Ane chegou a ser presa em fevereiro de 2018, porém, foi liberada após não ter a participação no crime comprovada e afirmar que era ameaçada e agredida pelo ex-marido, conforme investigação da Delegacia de Homicídios de Proteção à Pessoa (DHPP).
Conforme as investigações, Guilherme Dias contratou dois assassinos para matar Danilo, como uma forma de vingança por ter sido traído. 
Guilherme Dias teria usado um perfil falso no WhatsApp para conversar e intimidar a Ane Lise Hovoruski. A conversa, conforme a investigação, foi mantida um mês após o assassinato, quando Guilherme, mandante da execução, estava foragido. “Então você está solteira? Posso ver você? Nada demais, já que está solteira acredito que não haverá problema”, escreveu Guilherme se passando por um personal conhecido da vítima.
Marido traído usou perfil falso de personal para marcar encontro com mulher e matar amante
As conversas levaram a Polícia Civil, em janeiro de 2018, a indiciar Guilherme e pedir a prisão temporária dele.
Guilherme Dias e Walisson Magno da Silva, autor dos disparos, foram presos no dia (9) de março, em São Paulo, usando documentação falsa e com passagens compradas para os Estados Unidos.


Repórter MT

Jovem morre após sofrer descarga elétrica em celular carregando


Um jovem de 22 anos morreu na madrugada desta sexta-feira (15) depois de receber uma descarga elétrica ao usar o celular carregando a bateria em Taubaté (SP). Segundo o Corpo de Bombeiros, o jovem teve paradas cardíacas após a descarga e chegou a ser levado para o Pronto-Socorro, mas não resistiu e morreu.
Lucas Jean Marsola foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) por volta das 16h de quinta-feira (14). Ele jogava com o celular conectado à tomada, quando recebeu uma descarga elétrica e desmaiou.
O jovem recebeu os primeiros socorros ainda em uma casa, na região central da cidade, e teve nove paradas cardíacas. O jovem foi socorrido e levado para o Pronto-Socorro Municipal, mas não resistiu e morreu no início da madrugada de sexta.
Orientação
Segundo o Corpo de Bombeiros, o cuidado com o celular, apesar de ser um aparelho de uso constante, deve ser o mesmo de qualquer equipamento ligado à energia, quando carregando. Existe risco não só de descarga elétrica, como de incêndios, em caso de superaquecimento.
“É um risco porque ele está ligado a uma fonte de energia e exposto a acidente. Deixar carregando à noite, principalmente em camas, também pode gerar risco de acidente. A perícia ainda vai avaliar o que houve nesse caso específico, mas a orientação geral é de sempre tomar cuidado com aparelhos ligados na energia”, explica o capitão Antonio Carlos Bernardes.

Tragédia:Corpo de menina de 12 anos desaparecida é encontrado ao lado de patins


Após uma denúncia pelo telefone 190, a Polícia Militar localizou o corpo de Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, de 12 anos, em uma estrada de terra, no bairro Caxambu.
O corpo da adolescente Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, de 12 anos, que desapareceu ao sair para andar de patins, em Araçariguama (SP), foi encontrado em uma estrada de terra, ao lado dos patins, no início da tarde deste sábado (16). De acordo com a Polícia Militar, a equipe foi acionada pelo telefone 190 e seguiu para o local, que fica na Rua Coronel Joaquim Augusto, no bairro Caxambu, sentido Aparecidinha, por volta de 13h. Os pais da garota estão no local acompanhando o trabalho da polícia. As causas da morte ainda estão sendo investigadas. A Polícia Civil também confirmou que o corpo é de Vitória Gabrielly.
A família de Vitória registrou o boletim de ocorrência no último sábado (9), informando que a menina havia saído de casa na sexta-feira (8), por volta de 13h30, e foi vista para ir a um ginásio que fica no bairro Vila Nova. Quando a mãe chegou em casa, no fim da tarde, não encontrou a garota.
Principal suspeito
Na manhã deste sábado (16), a Polícia Civil confirmou a prisão do suspeito que apresentou seis versões diferentes sobre o desaparecimento da menina. A Justiça decretou a prisão temporária do homem, que não teve a identidade divulgada, por cinco dias. Para a polícia, o servente de pedreiro é a principal testemunha do caso, pois afirma que esteve com a garota na sexta-feira (8), quando ela foi vista pela última vez.
O rapaz preso chegou a apontar locais por onde a menina pode ter passado em Mairinque. De acordo com o delegado seccional Marcelo Carriel, ele disse ser usuário de drogas e revelou que esteve com a garota junto com um casal em um carro. O delegado disse que a menina pode ter sido levada por engano. O homem afirmou que foi deixado em uma rua na volta para Mairinque, cidade onde mora, e que a menina seguiu com o casal no carro. O casal também prestou esclarecimentos à polícia e teve o carro apreendido, mas foi liberado na quinta-feira (14).

G1


Grávida é morta pelo ex-cunhado ao tentar proteger irmã e mãe durante briga


Vítima foi encontrada morta no portão. De acordo com familiares, Lavini Knupp Ramos, de 20 anos estava grávida de quatro meses.
Lavini Knupp Ramos, de 20 anos, chegou do trabalho por volta das 23h, na quarta-feira, tomou banho, colocou um “miojo” no fogão e foi conversar com a mãe e com a irmã. A filha dela, de 2 anos, também estava em casa, em Cosmos, na Zona Oeste do Rio. Por volta de meia-noite, o ex-cunhado de Lavini, que mantinha um relacionamento com Lorrana Knupp Ramos, de 22 anos, foi até a casa dela, se desentendeu com as três mulheres e, com uma faca de serra, acertou Lavini cinco vezes, segundo parentes. Ela chegou a correr até o portão em busca de socorro, mas não resistiu e morreu no local.
A outra irmã de Lavini, Luana Knupp, de 25 anos, mora na mesma rua que a irmã, em Cosmos, e estava em casa quando o crime aconteceu. Quando soube da confusão, foi até a casa da mãe, mas já encontrou Lavini morta no portão. De acordo com Luana, a irmã estava grávida de quatro meses. — Ela chegou a me mandar uma mensagem dizendo que ia na delegacia porque o ex da Lorrana estava “caçando confusão” na casa da mãe. A Lavini tentou defender a irmã e a mãe na confusão e discutiu com ele. Ninguém sabia que ele estava com um faca. Ele partiu para cima dela e deu cinco facadas. Ela estava grávida de quatro meses — contou, Luana. Lavini é mãe de duas meninas, uma de dois anos e outra, de 4. Uma tia de Lavini contou que após esfaquear sua sobrinha, o ex de Lorrana fugiu. Uma equipe da Polícia Militar chegou a ser acionada e foi até o local, mas Lavini já estava morta e o ex-cunhado havia fugido.
— Ele morava perto da casa delas, bem próximo. Ele e a família dela sempre tiveram desentendimentos. Os vizinhos dizem que era normal ele ir até a casa delas para brigar. Depois que tudo aconteceu, a família ficou arrasada. Ninguém esperava isso — disse. De acordo com a Polícia Civil, um inquérito foi instaurado na 35ª DP (Campo Grande) e será enviado para Delegacia de Homicídios (DH) da Capital, que fará as investigações. Lavini foi enterrada, nesta sexta-feira, às 17h, no Cemitério de Campo Grande, na Zona Oeste. Nas redes sociais, parentes e amigos prestaram homenagens a Lavini e pediram Justiça. “Hoje o sol não brilhou, os pássaros não cantaram, os risos se calaram e as lágrimas rolaram em meu rosto. Meu coração sofre em silêncio”, escreveu um primo de Lavini. “Meu Deus não consigo acreditar no que está acontecendo. Queria tanto que isso fosse uma mentira de mal gosto. Minha amiga que você encontre a Paz divina de Deus, e que a Justiça seja feita”, escreveu uma amiga no perfil de Lavini.

Extra

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Dois morrem em batida de motos na Av. Ayrton Senna, em Natal


Acidente aconteceu na manhã desta sexta (15) nas proximidades da Av. Abel Cabral.
Paulo Henrique Rodrigues Queiroz tinha 20 anos, e Allan Douglas do Nascimento, 19 (Foto: Arquivo familiar)
Dois homens morreram em um acidente de trânsito na manhã desta sexta-feira (15) na Avenida Ayrton Senna, uma das mais movimentadas da Zona Sul de Natal. Paulo Henrique Rodrigues Queiroz, de 20 anos, e Allan Douglas do Nascimento, de 19, estavam em uma motocicleta Hornet amarela, que acabou colidindo em outra moto, de cor branca.
A batida aconteceu em frente aos condomínios Flórida e Califórnia Gardens, a poucos metros da esquina com a Avenida Abel Cabral, já chegando em Nova Parnamirim, bairro de Parnamirim.
Ambulâncias do SAMU foram acionadas, mas quando os socorristas chegaram os dois homens já estavam mortos. O condutor da motocicleta branca teve ferimentos leves.
O Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE) também foi ao local do acidente para dar início aos procedimentos legais.
Acidente aconteceu a poucos metros da esquina da Avenida Abel Cabral, em Nova Parnamirim (Foto: Redes Sociais)


G1-RN

PF divulga edital de concurso com salário de até R$ 22 mil


Concurso tem 500 vagas em todo o Brasil (Divulgação/AgênciaBrasil)
Polícia Federal divulgou o edital para o concurso público que visa encontrar profissionais para ocuparem os cargos de delegado, perito criminal, agente, escrivão e papilocopista. São 500 vagas. 
A remuneração dos agentes, escrivãos e papilocopistas é de R$ 11.983,26 e a taxa de inscrição para estas vagas é de R$ 180. O cargo de delegado oferece um salário mais alto, de R$ 22.672,48, e a taxa de inscrição é de R$ 250. 
Todas as vagas exigem ensino superior completo. 
Veja aqui o edital que foi publicado nesta sexta-feira (15). As inscrições do concurso estão abertas a partir das 10h do dia 19 de junho e terminam às 18h do dia 2 de julho deste ano.

Jovem é presa por encomendar morte de irmão, após levar tapa no rosto


Crime aconteceu na segunda-feira (11). Ela e o namorado, suspeitos de terem matado o adolescente de 17 anos, foram presos nesta quinta-feira (14) no litoral paulista.
Uma jovem foi presa em Itanhaém, no litoral de São Paulo, após encomendar a morte do próprio irmão, de 17 anos, ao atual namorado. Esse pedido aconteceu após uma briga entre os dois, que terminou com um tapa no rosto que revoltou a suspeita. A confusão teria acontecido no dia anterior ao crime, por motivo ainda desconhecido das equipes de investigação. O autor do crime também foi preso e responderá por homicídio. Segundo a polícia, ambos foram presos nesta quinta-feira (14), após planejarem e executarem, com um tiro, o adolescente.
Karina Cristina de Souza, de 24 anos, e o irmão Lucas Rodrigo de Souza moravam no bairro Umuarama. De acordo com informações da equipe de investigação da Delegacia de Investigações Gerais do município, o jovem havia prometido se vingar da irmã. A situação foi presenciada pelo namorado de Karina, Reginaldo Gomes da Silva, de 50 anos, que, em depoimento, disse ter ficado com medo da ameaça de Lucas. O casal então planejou a morte do jovem. Na terça-feira (12), após Lucas sair de bicicleta com um amigo, Karina ficou sentada na frente do imóvel onde o rapaz morava, e Reginaldo se escondeu em um local próximo.
Ao ver o irmão retornando para casa com um colega, Karina avisou o namorado que, escondido, esperou Lucas. Ao entrar em casa, o jovem foi baleado com um tiro de espingarda no rosto. Os dois fugiram do local do crime, mas foram presos pela equipe da DIG após investigações que indicaram a autoria do casal. Ao ser ouvida pela polícia, Karina tentou negar o crime, mas o depoimento da jovem não bateu com as informações coletadas. A prisão temporária de Karina e Reginaldo foi decretada, e o casal foi preso após serem encontrados dentro da casa onde aconteceu o crime. Os dois permanecem presos na Cadeia Pública da cidade.

G1

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Morre mulher baleada por policial após ser confundida com assaltante no Ceará


Gisele estudava Administração na Universidade de Fortaleza e tinha acabado de voltar de uma viagem a São Paulo (Foto: reprodução/ Facebook)
Perseguição policial na avenida Washigton Soares terminou com uma mulher de 42 anos morta, identificada como Gisele Távora Araújo. A abordagem aconteceu na noite desta segunda-feira, 11.
Policiais receberam uma denúncia de um carro que foi roubado e avistaram um veículo, o da vítima, semelhante: um HB 20 de cor branca. Os agentes de segurança entraram em uma perseguição contra o carro da mulher. Ela foi baleada nas costas e levada ao Instituto Dr. José Frota (IJF), onde faleceu às 6h20min desta terça-feira, 12.
Segundo informações do 13º Distrito Policial, a mulher fora sinalizada pelos policiais, mas acabou empreendendo fuga. Ela estava com a filha dentro do veículo. De acordo com o Boletim de Ocorrência, ela teria andado na contramão e ultrapassado um sinal vermelho, fatos que deram a entender que ela era foragida. 
Durante a perseguição, um dos policiais disparou tiro  de arma de fogo no intuito de furar o pneu e parar o carro mas a bala acabou entrando nas costas da mulher. Momentos depois, os agentes já prestaram socorro no local. Um ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) passava perto e levou a vítima ao IJF.  Gisele era estudante de Administração no período noturno na Universidade de Fortaleza (Unifor). Segundo colegas, ela havia acabado de retornar de uma viagem relacionada à faculdade em São Paulo.
Investigações
O caso foi levado para a  Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública (CGD) para investigação da conduta dos policiais. Conforme O POVO Online apurou que os policiais militares teriam se apresentado no 34º Distrito Policial, no Centro.  

O Povo

Mulher é presa após trocar remédio da sogra por veneno de rato em SP


Foto/Reprodução
Uma mulher de 40 anos tentou matar a sogra trocando o conteúdo de cápsulas de remédio por veneno de rato, em Dois Córregos, no interior de São Paulo.
A idosa, de 76 anos, passou mal após ingerir o veneno, mas sobreviveu. A tentativa de homicídio foi descoberta porque uma sobrinha da vítima instalou uma câmera no quarto para vigiar o trabalho da cuidadora da idosa. A nora suspeita foi presa nesta segunda-feira, 11.
De acordo com a Polícia Civil, a idosa vinha passando mal de forma recorrente após tomar medicação de uso contínuo. Numa das ocasiões, ela soltou espuma pela boca, levando uma sobrinha que trabalha num hospital a desconfiar de envenenamento. Ela decidiu instalar uma câmera para vigiar o atendimento dado pela cuidadora à idosa. As imagens, no entanto, mostraram a nora retirando o conteúdo das cápsulas e colocando, no lugar do medicamento, o veneno de rato conhecido como “chumbinho”.
A mulher não morava na casa, mas fazia visitas à sogra doente. À Polícia Civil, ela admitiu o crime e disse que tinha mágoa da sogra pela forma como ela tratava o filho, seu marido. A suspeita foi autuada em flagrante por tentativa de homicídio, com agravante por se tratar de parente e pessoa idosa, sem chance de se defender. Nesta terça-feira, 12, em audiência de custódia, a justiça decidiu manter a suspeita na prisão.

Estadão Conteúdo