NOME NOME NOME NOME NOME

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Tiroteio em escola de Goiânia deixa ao menos dois mortos e feridos


O socorro foi chamado por uma professora por volta das 12h. O Samu confirmou as duas mortes, mas ainda não identificou as vítimas.
Reprodução/Redes Sociais
O Colégio Goyases foi alvo de um ataque a tiros, nesta sexta-feira (20/10), que deixou pelo menos duas crianças de 12 e 13 anos mortas, além de cinco pessoas feridas. A instituição privada de ensino infantil e fundamental fica no bairro Riviera, em Goiânia (GO). Cinco viaturas dos bombeiros foram direcionadas ao local.
Segundo a Polícia Militar, o suspeito é um aluno do 8º ano do colégio que entrou atirando. Depois de ser apreendido, ele foi encaminhado para a delegacia. Há informações dos colegas de turma de que sofria bullying pelo mau cheiro. Ele usou a arma dos pais que eram militares, uma pistola .40.
O socorro foi chamado por uma professora por volta das 12h. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) confirmou as duas mortes, mas ainda não identificou as vítimas. Entre os feridos, um está em estado grave e foi transportado de helicóptero para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).
O Hospital informou que no momento três crianças recebem atendimento médico e mais vítimas devem chegar.
REPRODUÇÃO/GOOGLE STREET VIEW
Um helicóptero da Polícia Militar e diversas viaturas estão no Colégio Goyases. No Twitter, usuários registram a movimentação na rua da escola.
Caso Realengo
O caso se parece com outro ocorrido em 2011. Na ocasião, um homem de 23 anos entrou em uma escola municipal de Realengo, Zona Oeste do Rio de Janeiro, atirou contra alunos em salas de aula lotadas, foi atingido por um policial e se suicidou.
O autor da chacina é o ex-aluno Wellington Menezes de Oliveira, 23. Na manhã do dia 7 de abril daquele ano, ele entrou na Escola Municipal Tasso da Silveira. Em seguida, começou a disparar contra crianças, que, desesperadas, se escondiam debaixo de mesas, cadeiras, na tentativa de escapar do homem.
Nos quase 12 minutos em que usou para descarregar os dois revólveres, de calibres 32 e 38, comprados meses antes para o objetivo macabro, Wellington tirou a vida de 12 estudantes e deixou 17 feridos.

(Aguarde mais informações)

Metropolis

Casal de pastores é indiciado por estupros: 'Sacrifício de Abraão'


Eles diziam às vítimas que elas deveriam ter relações sexuais para quebrar maldições.
Casal nega crimes (Divulgação/Polícia Civil)
Os pastores Antônio Carlos de Jesus e Jéssica Teles da Cruz foram autuados por estuprar fiéis, incluindo adolescentes, em Edeia (Goiás). A investigação apontam que os pastores diziam às vítimas que deveriam manter relações sexuais com o homem como forma de quebrar maldições. Os dois estão presos, mas negam os crimes. A informação é do G1. 
“Com as maiores de idade, Antônio falava que tinha uma maldição para quebrar e dava duas opções, uma opção era ter relação sexual com o cunhado ou o sogro e a outra, com ele. Se não fizesse, dizia que a vítima ou parentes iam morrer, ameaçava. Nas menores ele não dava a opção esdrúxula, dizia que tinha de quebrar a maldição com ele”, explica o delegado Quéops Barreto.
Antônio Carlos vai responder pelo estupro de cinco fiéis da igreja Falando com deus, incluindo duas adolescentes de 13 e 14 anos. A mulher dele vai responder por abusos contra estas duas garotas. “Constatamos que ela teve participação e deve responder pelos crimes porque ajudava a amedrontar as vitimas, instigava o medo e ajudava a convencê-las de fazer o ‘sacrifício’”, continua  o delegado.
Os dois estão presos desde 22 de setembro. Na época, a mãe de uma vítima estranhou o comportamento da filha e esta acabou revelando os abusos. “O pastor disse que ela deveria fazer o ‘Sacrifício de Abraão’ porque ela tinha a maldição de sexo e só quebrava com sexo. Ele falava que, se não fizesse, a mãe e os irmãos iam morrer, usava a fé e o medo”, conta o delegado.
A adolescente sofreu abusos dos 13 aos 15 anos.

Enfermeiro é flagrado abusando de cadáver de mulher em necrotério


Um enfermeiro de hospital na Bolívia vai responder por atos obscenos e violação de corpo após ser flagrado abusando sexualmente de uma cadáver de mulher em necrotério.
O ato foi flagrado pelo marido da vítima quando ele ia prestar suas despedidas.
As informações foram divulgadas pelos jornais La Prensa e El Ciudadano, e aconteceu na capital La Paz.
Grover Macuchapi Calle, de 27 anos, ainda apanhou do marido da jovem, que morreu uma hora antes do crime acontecer. Ela tinha 28 anos.
O acusado teria afirmado estar em transe e disse que pensava que era um sonho. Ele vai responder pela lei boliviana referente a necrofilia.

Mulher flagra marido no sofá com amante e faz algo pavoroso


Depois de ver os dois fazendo sexo, ela disse que iria tirar um chá...
A britânica Monika Fourie (à esquerda), de 34 anos, chegou em sua casa em Plymouth, sudoeste do Reino Unido, e viu o marido, Wouter Fourie, de 36, fazendo sexo com a amante dele no sofá, a também inglesa Hannah Stokes (à direita), de 24.
Monika agiu com frieza. Disse que iria até a cozinha “fazer um chá e depois conversar”. Quando retornou, com uma chaleira de água fervendo e xícaras, pediu a Wouter, olhando para Hannah: “Quero conversar a sós com ela. Não se preocupe. Não vou fazer nada com sua namorada”.
Assim que o marido deixou a sala e subiu as escadas para o quarto, Monika atacou Hannah: jogou a água fervente no rosto e no corpo da garota.
A esposa Monika Fourie (à esquerda), de 34 anos e a amante Hannah Stokes (à direita), de 24
Wouter (acima) estava no segundo piso da casa quando ouviu os gritos de Hannah, sofrendo com a dor. Também escutou a mulher xingando a moça e a ameaçando: “Da próxima vez vai ser pior”.
Quando desceu as escadas, Monika estava puxando o cabelo de Hannah (foto), que, berrando, tentava fugir dali. Segundo Wouter, a mulher traída derrubou Hannah, ao impedir que ela saísse para buscar ajuda. Chegou a arrastá-la pelo piso. Wouter a segurou. Em seguida, ele levou a amante ao hospital. No dia a seguinte, deu queixa contra Monika na delegacia.
A mulher foi presa dois dias depois do ataque. Hannah, hospitalizada, sofreu queimaduras de segundo grau no pescoço, parte do rosto, costas, no colo e nas costas. Teve ainda um tímpano perfurado.
O caso que chocou o Reino Unido aconteceu em outubro de 2015. Voltou à tona esta semana: Monika, que tem uma filha com Wouter e se separou dele, está sendo julgada pela corte de Plymouth. Ela foi solta sob fiança no início de 2016, mas corre o risco de pegar pena pesada (especula-se na imprensa britânica que ela pode ser condenada a 15 anos de cadeia).
Monika (aqui saindo do tribunal na audiência desta terça, 17) negou, logo após ser presa, negou ter jogada a água fervente em Hannah e afirmou ainda que tudo foi um “mal-entendido”. Mas, no tribunal, saiu-se com essa explicação: “Foi sem querer. Aconteceu um acidente”.
Monika já desconfiava que Wouter, um oficial da marinha britânica, estivesse tendo um caso. Não sabia com quem. “Ele vinha saindo sem dar explicações, atendia o celular reservadamente e andava distante”, Monika contaria depois ao jornal The Sun.
Em outubro de 2015, Wouter confirmou à esposa que estava, sim, tendo um relacionamento extra-conjugal. Não contou quem era a amante.
Segundo ele contou no tribunal, a esposa recebeu a notícia com calma. “Ele disse que iríamos nos separar. Até conversamos sobre direito e como dividiríamos a guarda de nossa filha”.
Monika avisou o marido que iria pegar “umas coisas” no quarto e que iria dormir na casa de uma amiga. No dia seguinte, 24 de outubro de 2015, Wouter levou Hannah para, de acordo com ele, “assistir a uma partida de rugby na TV”. Os dois foram até a casa onde ele morava com a mulher. Fizeram sexo no sofá, viram TV e, depois, transaram mais uma vez. Então apareceu Monika.
A mulher chegou em casa, notou as luzes acesas, viu sapatos femininos da porta e entendeu que o marido não estava sozinho. Flagrou-o com Hannah no sofá. Ficou perplexa, ela lembrou, ao vê-los, mas tentou manter a calma. Foi quando avisou que iria à cozinha para fazer o chá e pediu ao marido que as deixassem a sós.
Depois de atacar a mulher com água quente, ser presa e liberada sob fiança, Monika escreveu mensagens ao familiares, que moram na Polônia. Em uma dessas mensagens, ela escreveu: “Consegui me vingar. Mas foi pouco. Preciso fazer mais contra aquela ‘@#$%&*#$!#@&$’”, e xingou a rival mais uma vez.

Estudante de Enfermagem é presa com cocaína que renderia R$ 1,5 mi


Além de 14 tabletes de pasta base, ela transportava munição de arma antiaérea.
A estudante de enfermagem Ana Paula foi presa com 14 tabletes e meio de cocaína e munições antiaéreas (Foto: Bruno Wendel/CORREIO)
A estudante de Enfermagem mato-grossense Ana Paula Ribeiro, 28 anos, foi presa com 14 tabletes e meio de pasta base de cocaína avaliados em R$ 375 mil, na BR-324, nas imediações de Simões Filho, nesta quarta-feira (18). “A droga desmembrada renderia ao tráfico pouco mais de R$ 1,5 milhão”, declarou o diretor do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), delegado Élvio Brandão, durante coletiva à imprensa, na manhã desta quinta-feira (19), no prédio-sede da Polícia Civil, na Piedade.
A droga foi apreendida dentro de um ônibus que seguia de Salvador para o estado do Mato Grosso, o que causou estranheza da polícia baiana, já que a rota foi a inversa.
“Normalmente, a droga chega à Bahia pelo Mato Grosso, estado conhecido como porta de entrada do narcotráfico por fazer divisa com a Bolívia, um dos maiores produtores do entorpecente do mundo”, pontuou Brandão.
No entanto, ele não soube explicar o motivo do itinerário inverso. “Ainda estamos aprofundando as investigações, mas o que temos certeza é que a Bahia não é produtora e nem uma nova rota da droga”, declarou o delegado. 
Ana Paula transportava ainda munição usada para ataques a carros-fortes e bancos (Foto: Bruno Wendel/CORREIO)
“Munição antiaérea, usada também em ataque a carros-fortes e agências bancárias, principalmente no interior do estado, e isso nos preocupa muito”, comentou o delegado Adailton Adan, responsável pelo inquérito que apura o caso.

Interrogatório
Segundo a polícia, Ana Paula desembarcou no Aeroporto Internacional de Salvador na terça-feira (17). Um taxista a aguardava e a transportou até um hotel na região da Rodoviária. No dia seguinte, o mesmo taxista pegou a enfermeira no hotel e a levou para o terminal rodoviário.
“No interrogatório, Ana Paula disse que não conhecia o taxista e que ele lhe entregou a mala e as passagens, que receberia R$ 1 mil para transportar a carga para o Mato Grosso”, contou Adan. Ainda de acordo com o delegado, o taxista está sendo procurado.
A enfermeira é natural de Várzea Grande, cidade mato-grossense, onde também é cabeleireira. Ela tem um filho e nunca tinha sido presa.
"O fato de ela nunca ter sido presa não quer dizer que não tenha nenhum envolvimento com organizações criminosas na Bahia ou em outros estados. Vamos apurar tudo", adiantou Adan. Na apresentação à imprensa, Ana Paula não quis falar com os jornalistas.  

Prisão
A estudante foi presa numa operação conjunta entre a Polícia Civil e a Polícia Rodoviária Federal.
“Fazíamos um trabalho em conjunto com a Civil. Na quarta-feira, abordamos 20 ônibus interestaduais e em um deles tivermos sucesso com a prisão de Ana Paula”, declarou o chefe da 1ª Delegacia de Polícia Rodoviária Federal (Simões Filho), o inspetor Alisson Silva Carqueija. 

Correio

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Jovem matou pai com 20 golpes de facão em Curitiba e disse que agiu em legítima defesa


Rapaz de 23 anos não tem antecedentes criminais e se apresentou após o flagrante; ele vai responder pelo crime em liberdade.
Willian Patrick da Luzz, de 23 anos, suspeito de assassinar o próprio pai com mais de 20 golpes de facão em Curitiba, se apresentou à Polícia na tarde desta quinta-feira (19). o jovem chegou à Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) acompanhado de um advogado, prestou depoimento e foi liberado em seguida.
Ele não conversou com a imprensa, mas disse em depoimento que agiu em legítima defesa. A delegada Aline Manzatto, responsável pelo caso, disse que esta justificativa pode ser contestada. "A legítima defesa é aceitável quando você ataca alguém pra se proteger de uma agressão injusta. A partir do momento que ele conseguiu parar a agressão, mas continuou golpeando o pai, acontece um excesso de legítima defesa", explicou.
De acordo com uma vizinha que presenciou o crime, o jovem desferiu mais de 20 golpes de facão contra o pai. A testemunha disse à polícia que tentou intervir, pedindo para o rapaz parar, mas ele continuou esfaqueando o homem. "Ele dizia que se não matasse, ele é que seria morto pelo pai", disse a delegada.
O jovem não tem antecedentes criminais e, como se apresentou depois do prazo de 24 horas do flagrante, não ficou preso e deve responder pelo crime em liberdade.

RIC Mais

Menina de 12 anos é atingida com 9 tiros e morre com bebê nos braços


A menina estava com um bebê de dois meses no colo, que também foi baleado na perna.
Uma menina foi assassinada com nove tiros na noite desta quarta-feira (18), na rua Joaquim Magalhães, bairro José Bonifácio em Fortaleza-CE. A garota, de 12 anos, estava andando na rua com seu irmão de 2 meses de vida no colo. As informações são do Barra Pesada, da TV Jangadeiro.
Segundo os policiais que atenderam a ocorrência, dois homens estavam em uma moto e realizaram os disparos contra a vítima. O bebê foi atingido por um disparo na perna. Logo em seguida, foi encaminhada ao Instituto José Frota (IJF). A menina, por sua vez,  morreu no local.
Segundo familiares, a menina estava ameaçada de morte por ter informado detalhes de um grupo criminoso para outro rival, caracterizando o crime como uma execução.
Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que equipes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foram acionadas a ocorrência.
“Duas pessoas foram baleadas e uma teve óbito confirmado no local. De acordo com levantamentos realizados no local, dois suspeitos chegaram em uma moto e cometeram o crime. As investigações continuam no sentido de identificar e prender os criminosos”, informa a nota.
A SSPDS reforça que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam ajudar na elucidação do crime. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para o ‪(85) 3257-4807, da DHPP, ou ainda para o número ‪(85) 99111-7498, que é o Whatsapp da Divisão, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo é garantido.

Pai e filho são presos em Patu--RN,acusados de matar um garçom em Assu


Damião Firmino da Silva, de 59 anos de idade e o filho Éder Frankle da Silva, de 35, foram presos acusados de um crime de homicídio em 2008 na cidade de Assú-RN.
A equipe de Policiais Civis de Assú foi à cidade de Patu/RN, na manhã do dia de hoje, 18 de outubro, para cumprir 02 mandados de prisão preventiva. Os alvos da operação foram os já conhecidos da região, Damião Firmino da Silva, "Damião do Baralho” de 59 anos de idade e o filho Éder Frankle da Silva, de 35, por terem matado, de forma covarde, no ano de 2008, o garçom Francisco das Chagas Bezerra, "Chaguinha". 
Durante a operação "Abril despedaçado", realizada pela policia civil, Damião do Baralho, falou com uma emissora de televisão e, em programa com divulgação nacional, teria confessado o crime, afirmando que o cometeu em defesa do seu filho Éder, mas que os fatos não seriam do conhecimento da polícia.
Em abril do ano corrente, a equipe iniciou as investigações sobre o caso, localizando testemunhas e provas do crime, tudo arregimentado ao Inquérito Policial, sendo representando e decretada a prisão dos 02 suspeitos.
Segundo o Delegado Tony Cidorgeton, da cidade de Assu, Francisco da Chagas foi morto, a tiros e com chutes e socos, no dia 04 de julho de 2008, na Rua Dr. Luis Carlos, no bairro Frutilandia, em Assu. Damião Firmino e seu Filho, foram presos acusados de homicidio Doloso Qualificado
Outros procedimentos contra os suspeitos estão em andamento, como também contra os demais envolvidos na Operação.

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Cachorro urina nas costas de rapaz e é adotado por ele


Heinze Sánchez, de 27 anos, estava sentado na rua mexendo no celular quando, sem que ele percebesse, o animal se aproxima e faz xixi em suas costas. O vídeo, feito por uma câmera de segurança, caiu nas redes sociais e viralizou.
— Eu estava mexendo no celular. Ia responder uma mensagem e estava concentrado sentado no chão. Nem o vi chegar. 
Ele se aproximou devagar e eu só senti aquele negócio quente e tomei um susto. Quando olhei, vi que ele tinha feito xixi. Fiquei indignado com aquilo — falou Heinze rindo.
Com raiva, Heinze levanta e vai em direção ao cachorro, que corre assustado. Nas redes sociais, muita gente criticou o rapaz por chutar o animal.
— Muita gente me criticou por ter chutado ele. Mas não pegou não. Eu retraí a perna na hora. Foi uma reação do momento e não tive a intenção de machucá-lo. Ainda chegou outro cachorrinho perto e eu falei "viu o que o teu amigo fez comigo?" — contou.
O estudante de Educação Física descobriu que o vídeo estava na internet por coincidência, no último sábado.
— Estava no metrô indo à praia. Um rapaz que eu não conheço que me mostrou. Ele comentou assim "o cara foi mijado nas costas". Lembrei de mim na hora e pedi para ver. Ele me reconheceu por causa da tatuagem — falou.
Neste domingo, Heinze resolveu sair em busca do cachorro. Voltou à rua onde tudo aconteceu e perguntou aos moradores sobre o animal. Ao encontrá-lo, o estudante conta que o cão correu abanando o rabo.
— Eu fiquei com ele na cabeça porque tinha brigado com ele. Fui procurando pela vizinhança, perguntei se ele tinha dono. 
Quando o encontrei, chamei e ele veio abanando o rabo. Estava começando a chover. Fiquei brincando um tempo com ele e depois resolvi levá-lo para casa. 
Ele se aproximou de mim. É muito dócil, fica grudado, chora quando saio de casa. Faz algumas bagunças na casa do vizinho, mas é um bom cachorro — disse.
O animal recebeu o nome de Enzo Sánchez. Nas redes sociais, Heinze publicou diversas fotos do novo membro da família.
— Dei esse nome porque sempre falava que quando eu tivesse um filho, se chamaria Enzo. Agora está comigo, alimentado e limpinho — falou.
Enzo dormindo na nova casa Foto: Reprodução/Facebook Heinze Sánchez
Neste domingo, Heinze resolveu sair em busca do cachorro. Voltou à rua onde tudo aconteceu e perguntou aos moradores sobre o animal. Ao encontrá-lo, o estudante conta que o cão correu abanando o rabo.
— Eu fiquei com ele na cabeça porque tinha brigado com ele. Fui procurando pela vizinhança, perguntei se ele tinha dono.
Quando o encontrei, chamei e ele veio abanando o rabo. Estava começando a chover. Fiquei brincando um tempo com ele e depois resolvi levá-lo para casa.
Ele se aproximou de mim. É muito dócil, fica grudado, chora quando saio de casa. Faz algumas bagunças na casa do vizinho, mas é um bom cachorro — disse.
O animal recebeu o nome de Enzo Sánchez. Nas redes sociais, Heinze publicou diversas fotos do novo membro da família.
— Dei esse nome porque sempre falava que quando eu tivesse um filho, se chamaria Enzo. Agora está comigo, alimentado e limpinho — falou.

ASSISTA AO VÍDEO:


sexta-feira, 13 de outubro de 2017

BARBÁRIE:Crianças são encontradas mortas em porta-malas de carro


As meninas estavam desaparecidas havia vinte dias, e tinham 3 anos de idade, segundo a PM
O bairro de São Miguel Paulista: local onde corpos das crianças foram encontrados (Reprodução/Google Street View/Veja SP)
Os corpos de duas meninas de 3 anos cada foram achados dentro do porta-malas de um carro, um Fiat Fiorino, em São Miguel Paulista, na Zona Leste. Elas estavam desaparecidas havia vinte dias. As informações são do programa Brasil Urgente, da TV Band.
O Fiat – um veículo roubado em Itaquera, também na Zona Leste – foi abandonado em um terreno baldio cinco dias atrás. Devido ao forte cheiro, os moradores acionaram a polícia nesta quinta (12). Ao arrombar o carro, os PMs encontraram os corpos em decomposição. A mãe de uma das meninas reconheceu a filha devido à roupa que ela estava usando.
De acordo com vizinhos das meninas, as duas, que eram amigas, estavam brincando na rua, quando foram levadas por um casal não-identificado.
Segundo a PM, que investiga o caso, ainda não se sabe o que teria motivado o crime. A polícia vai ouvir moradores da região para esclarecer os fatos e, assim, chegar aos autores do crime.

Polícias Civil,Militar do RN e PB prendem companheira de assaltante de Banco


Na trade desta quinta-feira 12, a Policia Civil da Regional de Patu, com apoio do Grupo Tático Operacional (GTO) de Patu (com base em Caraúbas) e Polícia Militar da Paraíba, prenderam uma jovem portando um revolver calibre .38 com numeração raspada.
A ação aconteceu no Bairro Manoel Forte, em Belém do Brejo do Cruz, cidade situado no extremo norte do Estado da Paraíba. A polícia recebeu informações de populares dando conta que o foragido da justiça “Carlinhos de Beco”, que é suspeito de praticar diversos roubos a Bancos estava em uma residência no Bairro a cima citado. Os policiais realizaram diligências no intuito de localizar e prender o acusado; ao realizar buscas no interior da residência apontada como esconderijo do assaltante, foi encontrado no quarto do casal uma arma de fogo municiada. Sua companheira identificada como Gesca Taisci Tavares Dantas, foi presa em flagrante.
O material apreendido e Gesca Taisci foram conduzidos para a Delegacia de Plantão de São Bento, onde ficará à disposição da justiça e responderá pelo delito de porte ilegal de arma de fogo.

Icém Caraúbas 

Homem que 'tirou' CNH aos 12 anos é preso por fraude em Catalão-MG


Foto: Reprodução/ PRF
Um homem, de 32 anos, de idade foi detido na tarde desta quinta-feira(12) na BR 050, em Catalão, por apresentar uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsa.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o detido - cuja identidade não foi revelada- que viajava em um Ford Del Rey, saiu de Uberlândia, em Minas Gerais, com destino a Caldas Novas, acompanhado de sua esposa e dois filhos de cinco e 14 anos, foi parado em abordagem de rotina na Unidade Operacional da PRF em Catalão.
Ao solicitar a documentação do veículo e do condutor, os agentes constataram que no documento de habilitação a data de nascimento é de 1985 e que ele foi habilitado em 1997 aos doze anos de idade.
Posteriormente ele confessou à PRF que comprou o documento pela internet e que pagou por ele a quantia de R$ 1.900,00.

Portal730

Criança de três anos é baleada na cabeça em cidade do interior da Paraíba


As duas vítimas foram levadas para o Hospital de Trauma de Campina Grande (Foto: Reprodução/TV Paraíba/Arquivo)
Uma criança de apenas três anos foi baleada na cabeça na madrugada desta quinta-feira (12) na zona rural de Aroeiras, cidade localizada a 188 km de João Pessoa. O pai do menino também foi ferido a balas no peito e no braço.
Os dois foram encaminhados para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. 
De acordo com o serviço social do hospital, a criança está na Unidade de Tratamento Intensivo, em estado grave. Já o homem, de 30 anos, encontra-se no bloco cirúrgico e seu estado é estável.
Segundo o delegado responsável pelo caso, Danilo Orengo, a ação aconteceu após alguns homens (a polícia ainda investiga quantos estavam envolvidos) tentarem roubar uma residência localizada em um sítio no local. O dono da casa revidou a ação dos assaltantes, que fugiram.
Durante a fuga, eles teriam avistado o pai e o menino passando próximo ao local em uma motocicleta. Segundo o delegado, foi neste momento que eles, sem motivo aparente, teriam disparado contra as vítimas, atingindo-as. 
Mesmo baleado, o pai conseguiu pilotar até a zona urbana de Aroeiras para pedir ajuda. Imediatamente eles foram transferidos para Campina Grande. De acordo com o delegado, ninguém da família procurou a polícia para prestar a queixa. Por conta disto, ele designou que uma equipe sua se dirigisse ao hospital para colher depoimentos. 
A polícia está realizando diligências, mas até o fechamento desta matéria, ninguém foi preso.

Do Portal Correio

Detran-RN deve implantar CNH digital no RN até o final de janeiro de 2018


Foto/Reprodução
O Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (Detran/RN) prevê para janeiro de 2018 a implantação da Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e). A informação é destaque no G1 RN.
Por determinação nacional, o órgão já tinha até o dia 1º de fevereiro para disponibilizar a carteira virtual a quem tiver interesse.
De acordo com a assessoria de imprensa do Detran do RN, o órgão iniciou o planejamento para a disponibilização do documento, mas ainda aguarda uma reunião que será marcada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), com objetivo de discutir “detalhes técnicos” que envolvem a nova tecnologia.
Ainda de acordo com o órgão, por enquanto não há previsão de cobrança pela CNH digital. Em Goiás, onde o serviço começou a funcionar em modelo piloto nesta terça-feira (10), a estimativa é que a partir de janeiro sejam cobrados R$ 10 pelo uso do aplicativo. De acordo com o governo federal, caberá a cada Detran cobrar ou não pela via digital, e determinar um valor.
Em agosto, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou uma resolução que muda o cronograma da Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e), documento que será emitido por meio de aplicativo no celular com o mesmo valor jurídico da carteira impressa utilizada atualmente. O aplicativo é dispobilizado pelo Contran e poderá ser baixado pelas lojas virtuais da Apple e do Google