Google Analytics Alternative
NOME NOME NOME NOME

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Acusado de estuprar crianças é preso após divulgação de retrato falado em MT



ele foi reconhecido após a divulgação do retrato falado. Na delegacia, uma das vítimas reconheceu Valdeci como o autor de um estupro ocorrido,no mês de outubro.
Menos de 24 horas depois de ter seu retrato falado divulgado, Valdeci da Silva, 43, apontado como estuprador de crianças, foi preso pela Polícia Militar na tarde desta quarta-feira (09), no bairro Jardim Shangri-La, em Cuiabá. O bandido tinha um mandado de prisão preventiva em seu desfavor.
De acordo com informação da Polícia Militar, ele é acusado de ter estuprado ao menos três meninas na região do CPA. Ele caminhava por uma das ruas do  bairro Shangri-La, quando uma pessoa o reconheceu pelo retrato falado divulgado pela Polícia Civil, na terça-feira (08).
Em seguida, acionou o Centro Integrado de Operações e Segurança Pública (Ciosp), relatando o paradeiro do estuprador. Policiais militares se deslocaram até o local e prenderam Valdeci. Com o acusado, os militares encontraram uma porção de droga e uma grande quantia de dinheiro em espécie.
Valdeci foi levado até o Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc), do bairro Planalto para providências. Na delegacia, a vítima de 10 anos reconheceu Valdeci como autor do estupro no bairro Nova Canaã. 

Histórico

Na terça-feira, a Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), divulgou o retrato falado de Valdeci. De acordo com informações dos policiais, os alvos do bandido são meninas de 07 a 10 anos de idade.
Conforme a Deddica, o bandido agia nas proximidades de escolas. Ele transitava em uma motocicleta Fan cor preta, e costumava abordar as meninas iniciando uma conversa, perguntando se conhecem uma pessoa com um nome aleatório. Por coincidência, em alguns casos, as crianças conhecem alguém com o nome dito pelo estuprador, o que gerava aproximação com o bandido.
Em outros casos, o estuprador chegava a oferecer cerca de R$ 5 reais, para que a criança comprasse doces, com o objetivo que a vítima se aproximasse dele.

Repórter MT

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog