Google Analytics Alternative
NOME NOME NOME NOME

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Brasileiro é condenado a 13 anos de prisão por estupro na Irlanda



Rafael Tiso ficará preso no país europeu por ter violentado uma mulher em um beco, em Dublin; após cumprir a sentença, ele será deportado para o Brasil.
Condenado. Após cumprir pena, mineiro será deportado ao Brasil e ficará impossibilitado de retornar à Irlanda pelos próximos dez anos
O Brasileiro Rafael Tiso, de 31 anos, foi condenado a 13 anos de prisão nessa terça-feira (1º), pela Corte Central Criminal de Dublin, capital da Irlanda, pelo estupro de uma jovem de 23 anos. A violência deixou a vítima seriamente ferida.
Segundo as investigações da polícia irlandesa, câmeras de segurança flagraram Tiso deixando uma boate acompanhado da vítima, que estava alcoolizada e sob efeito de ecstasy. O mineiro levou a mulher até um beco e a estuprou durante quarenta minutos. Após o crime, Tiso retornou à boate por mais uma hora antes de ir embora sem prestar socorro à vítima.
A mulher foi encontrada por testemunhas. Ela estava deitada no chão do beco, com as pernas abertas e seriamente ferida. Várias marcas de sangue estavam no local e no corpo da vítima. A jovem foi socorrida ao hospital com diversas lacerações. Por causa da violência no estupro, a mulher não poderá dar a luz por parto natural.
No início das investigações, Rafael Tiso afirmou que o sexo com a vítima havia sido consensual, mas voltou atrás e confessou o crime em 18 de janeiro. Desde então, estava preso sob custódia.
A defesa alegou que o mineiro usava medicamentos contra a ansiedade, o que poderia tê-lo motivado a cometer o crime após a ingestão de bebidas alcoólicas. Além disso, um exame psicológico concluiu que o mineiro tinha um risco moderado a baixo de cometer um segundo estupro se permanecesse em liberdade. Depoimentos de ex-namoradas também foram usados na tentativa de inocentar o jovem.
A Corte, no entanto, declarou Tiso culpado por estupro, estupro oral, assédio sexual agravado e agressão por assédio sexual. A soma das penas chega a t13 anos de prisão na Irlanda, deportação ao Brasil ao final da pena e impossibilidade de retornar ao país nos dez anos seguintes.
Rafael Tiso nasceu em Três Pontas, no Sul de Minas, e foi para a Irlanda em 2014, para melhorar os conhecimentos de inglês. Ele residia em Dublin, onde trabalhava transportando pessoas de bicicleta pela cidade, uma profissão conhecida como rickshaw.

O Tempo

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog