Google Analytics Alternative
NOME NOME NOME NOME

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Casal é preso por encomendar morte de jovem para receber seguro em MT



A vítima, Paulo Sander Alves, foi morta a tiros em fevereiro deste ano. Com morte do jovem de 20 anos, casal receberia 90% de R$ 2 milhões.
Um homem e uma mulher foram presos nesta terça-feira (8) no município de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, suspeitos de encomendarem a morte de um jovem de 20 anos para receber parte de um seguro de R$ 2 milhões, segundo a Polícia Civil. A vítima, Paulo Sander Alves, foi morta a tiros em fevereiro deste ano. Um terceiro homem com envolvimento no crime ainda não foi localizado.A defesa do casal não foi localizada.
Fábio Sérgio Vitor e Valéria Gonçalves Teixeira foram preso durante a operação Seguro Premiado, deflagrada pela Polícia Civil e pela Polícia Militar. Os dois teriam encomendado a morte da vítima para receber 90% do valor do seguro feito em nome do jovem, ao qual Valéria era beneficiária.O valor não chegou a ser pago, já que as investigações apontaram a motivação do crime.
De acordo com a Polícia Civil, a vítima trabalhava na empresa do casal há quatro meses e foi morta dentro do estabelecimento. No dia do crime, o jovem estava de folga e foi chamado até a empresa para resolver um problema. Um terceiro suspeito teria facilitado a entrada do homem que matou a vítima.
O suspeito de abrir os portões da empresa teve mandado de prisão temporária expedido, mas ainda não foi localizado. O assassino do crime ainda não foi identificado, segundo a Polícia Civil.
Além das prisões, a polícia cumpriu seis buscas e apreensão domiciliar. Na residência do casal, a polícia apreendeu um revólver. Em outra casa, que pertence a um funcionário da empresa, também foi encontrado um revólver. O funcionário foi autuado por posse ilegal de arma e liberado após pagamento de fiança. O casal deve ficar preso até a conclusão do inquérito.


G1-MT

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog