Google Analytics Alternative
NOME NOME NOME NOME

domingo, 27 de novembro de 2016

Homem não aceita fim de relacionamento e mata ex-companheira a facadas em Manaus



Vanderlice, a filha de seis anos e o ex-marido e autor do crime, Jessé James Silva. O casal estava junto há mais de oito anos – foto: reprodução
Jessé James Silva, 46, matou a golpes de faca a ex-companheira, Vanderlice Aragão, 25, na tarde deste sábado (26), por volta das 15h. A Polícia Militar destaca que a motivação do crime tenha relação com o fim do relacionamento, já que Jessé não aceitava a separação. A vítima deixa uma filha de seis anos, fruto do relacionamento com o infrator.
Vanderlice foi encontrada morta no banco de trás de um veículo modelo Fox, de cor de vermelha e placa JXM-6993, que estava estacionado na garagem da residência onde a família do acusado mora, localizada na rua Rio Branco, bairro São Raimundo, Zona Oeste de Manaus.
Uma amiga da vítima, identificada como Sônia Santos, relatou à equipe de reportagem do Portal EM TEMPO que o casal estava junto há pouco mais de oito anos e que, até então, transpareciam uma imagem boa perante a sociedade, mas nos últimos meses, após constantes crises de ciúmes, Jessé teria revelado que mataria a companheira.
“Ele passou a ameaçá-la e, então, ela decidiu pedir a separação. Na primeira vez, ela ficou seis meses morando na minha casa e estava tudo indo bem. Nós trabalhávamos e frequentávamos a academia. Há pouco mais de um mês, eles decidiram voltar e tentar conviver juntos, mas recentemente ele não gostou de ver mensagens no celular dela e então disse que a mataria. Ele chegou a estrangulá-la e foi então que o casal se separou pela última vez”, informou.
Ainda de acordo com Sônia, era por volta das 11h quando a vítima recebeu uma mensagem do ex-marido pedindo um encontro. O conteúdo dizia que era para irem até um cartório no Centro da cidade para formalizarem a documentação de um possível acordo de separação de bens.
"Estávamos na feira do produtor do bairro Santo Antônio quando ela recebeu a mensagem. Eu pedi para que ela não aceitasse o encontro, pois eu temia pela vida dela, mas infelizmente o pior aconteceu. Eu queria voltar no tempo, apenas algumas horas, para evitar que a minha amiga tivesse esse destino trágico”, declarou Sônia com lágrimas nos olhos.
Vizinhos da residência onde os pais de Jésse moram informaram que a relação do casal era tranquila e que nunca souberam ou presenciaram situação onde o acusado agredisse a vítima.
Uma moradora da região revelou que por volta das 15h ouviu um disparo de arma de fogo e imediatamente a casa foi toda trancada. “Não deu tempo de vê-lo sair da residência. Com certeza ele está escondido aí dentro. São três casas, uma do lado da outra, a família deve estar encobrindo. É aquele ditado, pode não prestar, mas a família defende até a morte”.
A polícia militar informou que realizou buscas em toda a área da residência, com o intuito de localizar o acusado, mas a família informou que ele havia fugido da cena do crime. “Nós realizamos buscas apenas em uma residência, que foi onde aconteceu o crime. Apesar das casas ao lado pertencerem à pessoas da mesma família, infelizmente são outros endereços e nós não podemos entrar sem o consentimento dos proprietários, a não ser que exista um mandado de busca no local”, informou um PM.
O Instituto Médico Legal e peritos do Departamento de Política Técnico Científica (DPTC), da Polícia Civil do Amazonas, estiveram no local para realizar a perícia no veículo onde o corpo de Vanderlice foi encontrado, mas não revelaram detalhes sobre o ocorrido. Informaram apenas que a vítima foi esfaqueada nas regiões do pescoço, rosto, abdômen e costas.
A Delegacia Especializada em Homicídio e Sequestro (DEHS) deve investigar o caso.

Fonte: Isac Sharlon/ EmTempo

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog