Google Analytics Alternative
NOME NOME NOME NOME

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

'Recepção fatal' Criminosos são executados logo após saírem da prisão em MT



Os corpos de Humberto Chaves Mendes, 38, e Kened Lucato, 28, foram encontrados a cerca de 200 metros da Cadeia Pública de Peixoto de Azevedo.
Os ex-presidiários Humberto Chaves Mendes, 38, e Kened Lucato, 28, foram assassinados logo após serem liberados da Cadeia Pública do município de Peixoto de Azevedo (700 km de Cuiabá), na noite de terça-feira (29). Eles cumpriram pena pelos crimes de tráfico de drogas, homicídio e estupro.
De acordo com informações da Polícia Militar, os corpos de Humberto e foram encontrados a 200 metros da penitenciária com marcas de tiro.
No momento do crime, Humberto e Kened portavam os alvarás de soltura recebidos poucas horas de serem executados. 
Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML), para dar início aos procedimentos.
A Polícia Civil, até o momento, não tem informações sobre quem teria cometido o duplo assassinato.
O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.
Sistema falho
O presidiário Leandro Real Pereira, 24, morreu após ter seu corpo esquartejado na Penitenciária Regional Major Zuzi, no município de Água Boa (730 km de Cuiabá). De acordo com informações do diretor da penitenciária, Bruno Henrique Ferreira Marques, após retalhar o corpo do detento, os "companheiros" de cela jogaram pedaços do corpo de Leandro na caixa de esgoto do presídio.
A morte do detento, que fazia parte da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), só foi descoberta no dia seguinte. Após notarem que a rede de tubulação de esgoto havia entupido. Ao verificarem, os agentes encontraram os restos mortais. 

Reporter MT

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog