Google Analytics Alternative
NOME NOME NOME NOME

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Suspeito de matar sobrinha-neta de Sarney tem prisão decretada



Juíza entendeu que Lucas Porto poderia comprometer investigações caso não fosse preso.
Reprodução/Facebbok
Lucas Leite Ribeiro Porto, de 37 anos, principal suspeito de assassinar Mariana Menezes de Araújo Costa Pinto, sobrinha-neta do ex-presidente José Sarney (PMDB), teve a prisão preventiva decretada e já está preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.
No entendimento da juíza Andrea Maia, havia a possibilidade de que ele, sendo parente de testemunhas (Lucas é casado com a irmã da vítima) poderia intimidá-las e atrapalhar a instrução processual.
Divulgação/Polícia Civil
Mariana Costa foi encontrada em seu apartamento em São Luís (MA) na noite do último domingo (13/11). Ela chegou a ser levada a um hospital particular da capital maranhense, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo o laudo, a sobrinha-neta de Sarney morreu asfixiada por um travesseiro depois de ter sido estrangulada.
De acordo com a perícia da Polícia Civil, o empresário foi ao prédio para deixar a própria Mariana e as duas filhas após participarem de um culto. Porém, ele subiu uma segunda vez ao apartamento da cunhada e, após descer em definitivo, fez longas ligações no hall do edifício.
Segundo a polícia, as câmeras do Condomínio Garvey Park foram fundamentais para efetuar a prisão. Porto foi autuado em flagrante. Após prestar depoimento, ele foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas.
Ainda de acordo com a polícia, o suspeito tinha marcas de arranhões no corpo e no rosto. As câmeras do prédio mostram ele saindo correndo pelas escadas. O suspeito é filho dos donos do grupo Planta Engenharia.
Segundo informações preliminares da polícia, Mariana teria sido encontrada pelas filhas de 11 e 9 anos em sua cama. Ela era casada com Marcos Renato, empresário do ramo de laticínios no Maranhão.

Globo

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog