Google Analytics Alternative
NOME NOME NOME NOME

domingo, 13 de novembro de 2016

Vídeo mostra momento que homens invadem salão e matam cabeleireiro na Bahia



Valdir Macário morreu após ser baleado dentro do próprio estabelecimento.
Imagens do circuito interno do Salão Valdir Cabeleireiro mostram o momento que dois homens invadiram o estabelecimento e dispararam contra o dono, Valdir Macário, na noite deste sábado (12). Nas imagens, é possível ver várias pessoas correndo, entrando no salão, e em seguida, dois homens armados aparecem. Valdir era conhecido por ser especializado em cabelos crespos.
Duas mulheres que estão sentadas em outro cômodo do salão, parecem desesperadas e sem saber como agir. Uma outra mulher aparece, senta ao lado delas, mas depois vai embora. Durante um minuto do vídeo, não é possível ver o que acontece, mas um dos homens, com uma arma longa nas mãos volta para a entrada, fala com uma das mulheres e depois volta novamente para onde Valdir estaria.
Em seguida, as duas mulheres tapam os ouvidos e através do espelho é possível ver uma movimentação. Seria nessa hora que Valdir seria atingido pelos disparos. Depois, os homens saem correndo e fogem do estabelecimento.
Valdir Cabeleireiro

Crime
O capitão César Mendes, da 26ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Brotas), informou que dois homens armados com metralhadoras invadiram o salão, que fica no primeiro andar de um prédio, e já chegaram atirando contra Valdir, que no momento atendia uma cliente. Segundo a polícia, outros dois criminosos aguardaram a ação do carro. Nada foi levado do estabelecimento e não houve outras vítimas.
Toda a movimentação foi registrada pelas câmeras de segurança do local. "Não pudemos ainda ver ao certo qual o modelo do veículo e é possível que outro carro tenha dado cobertura", disse o capitão. Ainda não há informações sobre autoria, nem sobre a motivação do crime, que atraiu dezenas de curiosos ao local. A área foi isolada pela Polícia Militar e, por volta das 21h, a Polícia Civil deu início ao levantamento cadavérico. O crime será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).  






Correio24hs

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog