NOME NOME NOME NOME NOME

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Homem é preso e confessa ter decapitado duas de nove vítimas em Novo Gama-GO



Foto: Divulgação/PCGO
Policiais civis do Grupo de investigações de Homicídios (GIH) de Novo Gama, localizado na região do Entorno do Distrito Federal, prenderam, nessa terça-feira (6), um homem de 24 anos que alega ser autor de nove homicídios qualificados. Carlos Henrique dos Santos, por alcunha “Galeguinho”, confessou ter degolado duas de suas vítimas.
O crime contra a última vítima, Uenes S. Nunes, de 31 anos, chamou a atenção da polícia pelo motivo fútil: uma discussão devido ao fato de a vítima ter bebido do conteúdo de uma garrafa de aguardente de cana pertencente ao autor sem a autorização deste. Após uma briga, a vítima foi embora. Carlos, na companhia de um comparsa, decidiu ir atrás de Uenes. Ao chegarem à residência da vítima, decidiram cometer o assassinato enquanto Uenes dormia.
Depois disso, os autores comentaram a respeito do crime que tinham cometido a uma mulher, a qual afirmou só acreditar se eles apresentassem provas. A dupla, então, retornou à residência, além de decapitar a vítima, ainda deceparam uma mão e orelha.
Carlos relatou à Polícia Civil de Goiás ter permanecido com a cabeça da vítima na varanda de sua residência e voltou a consumir bebidas alcoólicas. Em seguida, ele e o comparsa enterraram as partes decepadas da vítima em uma chácara.
Nessa segunda-feira (5), Carlos desenterrou a cabeça e a mão da vítima e, colocando-as em uma mochila, pegou carona rumo ao Parque Vaquejada. Nas proximidades desse local, o autor abandonou as partes de Uenes na estrada.
O mandado de prisão temporária contra Carlos foi cumprido em uma chácara no Vale das Andorinhas. Durante as investigações, levantou-se ainda que Carlos havia decapitado outra vítima quando ainda era menor, em 2010. As diligências da PCGO prosseguem com vistas à apuração apuração da co-autoria e obtenção de mais detalhes do crime.

Texto JBr

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog