NOME NOME NOME NOME NOME

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Jovem de 24 anos contrata pistoleiro por R$ 5 mil, mata o marido e termina presa em Macaíba-RN



O delegado Normando Feitosa, de Macaíba, e sua equipe de agentes civis, conseguiram elucidar e prender todos os envolvidos num crime de pistolagem que aconteceu às 7h10 do dia 18 de agosto de 2016, no Conjunto Aquarela, em Macaíba.
A vítima foi o crediarista Rômulo Barbosa da Cunha, de 34 anos. Foi executado a tiros por um pistoleiro a mando da mulher, Amanda Karoline da Silva Cunha, de 24anos.
O pistoleiro contratado por Amanda Karoline para matar Rômulo Barbosa foi Romário de Abreu Guedes, de 18 anos, que contou com apoio de Francinilson Pereira, de 21 anos.
Logo no início das investigações os policiais já ficaram com certa desconfiança do comportamento de Amanda Karoline, que na época negava ter qualquer conhecimento.
As investigações foram se aprofundando e nomes foram surgindo. Os policiais conseguiram informações que a vítima batia na mulher e que isto poderia ter motivado o homicídio.
Os agentes seguiram os passos de Amanda Karoline, que já estava morando com um namorado em Parnamirim. Ela tentou jogar a culpa no namorado de uma ex de Rômulo.
Com informações precisas, os agentes conseguiram a confissão de Amanda Karoline e do pistoleiro Romário de Abreu Guedes. Eles contaram detalhes como tudo aconteceu.
Amanda Karoline admitiu ter pago R$ 5 mil e dado a arma ao pistoleiro para matar o marido.
Em sua explicação, Amanda Karoline disse que apanhava de facão e cinto do marido. Que era obrigada a fazer sexo com outros homens e mulheres na frente do marido.
Amanda Karoline narrou que por este motivo contratou o pistoleiro e armou com eles para matar o marido Rômulo na porta de casa quando ele fosse saindo para o trabalho.
De fato, foi o que aconteceu. Ela saiu na frente, deu o sinal para o pistoleiro, que estava perto, e quando ele foi fechar o portão, Romário de Abreu se aproximou e efetuou os disparos.
Depois disto, ela narra que socorreu o marido para a UPA, mas ele não resistiu aos tiros. Em seguida os policiais descobriram tudo e, com ordem judicial, prendeu todos os envolvidos.
Nesta terça-feira, 13, quando perguntada se estava arrependida de ter mando matar o marido, Amanda Karoline ficou em silêncio. Demonstrou frieza em sua forma de falar.
Os policiais, por dever do ofício, investigam, se a motivação do crime narrada por Amanda Karoline é verdadeira. Ela pode ter matado o marido para ficar com o patrimônio dele.
Os policiais encontraram na casa dela R$ 20 mil em dinheiro, uma Combi cheia de mercadoria e um Ford K, entre outros pertences de valor de Rômulo Barbosa.
Os agentes também devem investigar se realmente Romulo batia na mulher e se de fato o casal praticava orgia sexuais, conforme narrou Amanda Karoline.
O pistoleiro Romário (camiseta verde clara à esq. na foto) e seu comparsa Francinilson também confessaram o crime. O delegado desconfia que outros homicídios ocorridos no município tenham sido praticados por eles.O caso deve ser enviado a Justiça nos próximos dias.



Cezar Alves/MH

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog