NOME NOME NOME NOME NOME

domingo, 4 de dezembro de 2016

Mãe de atacante da Chape diz que filho tinha reclamado de avião da LaMia



De acordo com Eliete Bezerra da Silva, Lucas Gomes disse que a aeronave era “pequena e velha” e não deveria ser usada pelo time.
A mãe do atacante Lucas Gomes, morto na tragédia da Chape, contou ao Metrópoles que o filho já havia reclamado de más condições do avião da LaMia, que se acidentou na Colômbia na última terça-feira (29/11). Eliete Bezerra da Silva está em Chapecó para as últimas homenagens às vítimas da tragédia que abalou o país e o mundo.
Ela viajou de Bragança, no Pará, ate Chapecó. Foram três aviões, mais de 12 horas e um sofrimento imenso. “Meu filho estava aqui em Chapecó há um ano. Antes, tinha passado pelo Fluminense. Estava feliz por estar aqui”, contou.
No entanto, Eliete revelou que o filho já havia reclamado a ela e à esposa das condições do avião da LaMia. A mulher do jogador preferiu aguardar pelo corpo do marido no Pará, para onde o corpo será levado ainda neste sábado e deve ser enterrado na segunda-feira (5).
“Ele disse que o avião era pequeno, velho e que não devia ser usado por um time como a Chapecoense. Ele achava que os jogadores mereciam um avião mais bem preparado”, completou a mulher, enquanto seguia no mesmo táxi da reportagem para a Arena Condá.
Em outubro deste ano, a Chape havia contratado a empresa LaMia para levar a delegaçao do clube ate Barranquilla, na Colômbia, onde a equipe catarinense enfrentou o time da cidade, também pela Copa Sul-Americana.

  
Metropolis

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog