NOME NOME NOME NOME NOME

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Menina de 13 anos relata abuso pelo padrasto em carta a Papai Noel



Adolescente relatou que sofria abusos do padrasto em uma carta escrita para o "Papai Noel" (Foto: Reprodução/TV TEM)
Em uma carta endereçada ao Papai Noel, uma menina de 13 anos pede um tênis, uma camiseta ou calça jeans e faz uma revelação surpreendente ao 'bom velhinho': "Meu padrasto abusou de mim, mas não conta pra ninguém."
A carta, escrita à mão em boa caligrafia, foi vista pelo professor da escola pública onde a menina estuda, em Bauru, interior de São Paulo, e acabou virando caso de Justiça. A garota foi retirada de casa pelo Conselho Tutelar e levada para um abrigo mantido pela Secretaria de Bem Estar Social da prefeitura. O padrasto está sendo investigado.
O professor contou à TV Tem que os alunos, com idade entre 7 e 13 anos, foram estimulados a escrever cartas com pedidos natalinos no início de dezembro. O plano era enviar as correspondências para o programa Papai Noel nos Correios para que fossem adotadas por pessoas interessadas em atender aos pedidos. Quando ele se deparou com a cartinha da menina, tomou um susto.
O professor, que preferiu não se identificar para evitar a exposição da aluna, contou que, nas aulas, ela já vinha dando sinais de que algo não estava bem em sua casa. A estudante passou a ter problema de indisciplina e desinteresse e a impressão era de que trazia problemas de fora da escola.
Em conversa com a psicóloga Sarah Catarina Axcar, da Secretaria de Bem Estar Social, a menina contou que sofria abuso sexual do padastro desde os seis anos. Disse ainda que nunca o denunciou porque ele ameaçava matar a mãe dela.
De acordo com a profissional, as ameaças à vítima para exigir o silêncio é uma outra forma de abuso, sobretudo quando se trata de alguém da família. Ainda segundo ela, a mãe da menina teve dificuldade para aceitar a verdade. “A família reluta em aceitar porque é um sofrimento muito grande, mas se trata de uma crueldade que precisa ser interrompida”, explicou.
Com a denúncia do Conselho Tutelar, o padrasto da garota chegou a ser preso, mas conseguiu habeas corpus para responder ao processo em liberdade. A família está sendo acompanhada. A investigação corre em segredo de justiça na Vara da Infância e da Juventude de Bauru.
O professor que descobriu o caso decidiu adotar a cartinha da menina. Neste sábado, 24, véspera do Natal, ela receberá presentes. Antes de denunciar o abuso numa frase solta no texto, ela havia feito um pedido singelo ao Papai Noel: “Eu queria muito um tênis, uma camiseta, e uma calça ou short, porque eu só uso chinelo. Eu tenho dois shorts e uma calça jeans. Eu moro em Bauru e tenho 13 anos.”

Portal do Holanda

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog