NOME NOME NOME NOME

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Menina denuncia por carta que pai estuprou irmãs 11 e 15 anos



A menina entregou a carta à professora e o acusado foi preso em flagrante. Além dos estupros ele vai responder por crime de maus tratos.
Adão Ferreira da Silva, 41, foi preso pela Polícia Militar na noite de quinta-feira (23), acusado de estuprar as duas filhas de 11 e 15 anos, na cidade de Araguaiana (455 km de Cuiabá).
"Além do crime de estupro de vulnerável, ele foi preso por maus tratos não só com as duas filhas, mas também com a menor de 11, e seu filho de 14. Eles viviam em péssima condições", disse o comandante do Núcleo de Polícia Militar de Araguaiana.
O crime teria acontecido na noite de quarta-feira (22). De acordo com o boletim de ocorrência, a denúncia foi feita por meio de uma carta escrita pela filha de 12 anos do acusado, que foi entregue à professora da menina.

Na carta, ela denunciava os estupros sofridos pelas irmãs.
A menina que denunciou o pai, detalhou que ele passou a mão nas irmãs, além de cometer sexo oral e conjunção carnal com elas.
Ao ler a denúncia, a professora imediatamente acionou a diretora da escola onde as vítimas estudam.
Assim que avisada, a diretora encaminhou as crianças ao Conselho Tutelar. Ao chegarem ao local, as meninas confirmaram que foram estupradas pelo pai. A partir da confirmação a Polícia Militar foi acionada.

A Polícia informou que a denunciante de 12 anos não foi estuprada.
Assim que o caso foi repassado à polícia, o acusado foi preso em sua casa em uma zona rural, na colônia de moradores de uma fazenda chamada Santa Eulália.
“Nós fomos acionados pelo Conselho Tutelar da cidade afirmando que as duas crianças tinham sido estupradas. Desta forma, fomos até a casa do acusado e o prendemos em flagrante. Além do crime de estupro de vulnerável, ele foi preso por maus tratos não só com as duas filhas, mas também com  a menor de 12, e seu filho de 14. Eles viviam em péssima condições", disse o comandante do Núcleo de Polícia Militar de Araguaiana, subtenente PM Elton Vieira de Sousa,
As crianças serão encaminhadas para o Conselho Tutelar da cidade, já que a mãe delas está presa por tráfico de drogas na cidade de Piranhas (GO).
Já o acusado, foi encaminhado para a Cadeia Pública da cidade, onde deve ficar preso preventivamente por 30 dias.
Ele irá responder pelos crimes de estupro de vulnerável e maus tratos.
O caso será investigado pela Polícia Civil.

Repórter MT

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog