NOME NOME NOME NOME

quinta-feira, 16 de março de 2017

Enfermeiro mata namorada a facadas e é preso em MT



Conforme informações preliminares, Luiz Otávio da Silva não aceitava o término do namoro e pretendia se entregar à polícia ainda hoje.
A Polícia Civil prendeu na tarde desta quinta-feira (16), o enfermeiro e estudante de Direito Luiz Otávio da Silva, que é acusado de assassinar a facadas, a namorada e estudante universitária, Ivone Oliveira Gomes, 24, no bairro Osmar Cabral, em Cuiabá, nesta madruagada.
A prisão do acusado aconteceu por volta das 13h30, na cidade de Várzea Grande, por policiais civis da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
Conforme informações preliminares, o assassino não aceitava o término do namoro e pretendia se entregar à polícia ainda hoje.
Ele foi a última pessoa a ser vista saindo da casa de Ivone, na noite de quarta-feira. 

A prisão
Segundo a Polícia Civil, os policiais conseguiram chegar até o acusado, por meio de uma denúncia no serviço 197 da Polícia Judiciária Civil, no Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Ciosp). 
A prisão do enfermeiro foi efetuada na região central de Várzea Grande, depois de buscas, desde o atendimento da ocorrência, no final desta quinta-feira.
“Realizamos intensa saturação de áreas em Várzea Grande e, com ajuda desse denunciante, o suspeito se viu acuado pelo cerco policial”, explicou a delegada Juliana Chiquito Palhares, responsável pelas investigações.
Luiz está na sede da DHPP para ser autuado em flagrante no crime de homicídio qualificado com qualificadora em feminicídio (contra mulher e por razões da condição de gênero ou simplesmente por ser mulher) e meio cruel.
A delegada informou que por não haver tempo hábil, o enfermeiro será apresentado em audiência de custódia na sexta-feira (17).

Convívio
Conforme a delegada Juliana, Luiz e Ivonete estudavam na mesma sala de uma faculdade particular, localizada na Avenida Beira Rio, em Cuiabá. 
O acusado era o responsável por pagar o aluguel da quitinete e ainda ajudá-la com a faculdade. Em Cuiabá, Ivone morava sozinha. Toda família dela vive no estado do Pará. Aproveitando-se disso, Luiz matou a universitária com 10 facadas na região da cabeça e do pescoço.
"Ele aproveitou que estava sozinho com a vítima e a matou. Uma morte de forma brutal", disse a delegada.
Pouco depois do horário em que o crime aconteceu, Luiz Otávio publicou uma mensagem no "Facebook", com os dizeres: "O amanhã pertence a Deus". 
Nesta manhã, várias pessoas comentaram a postagem, afirmando que o enfermeiro teria matado a namorada. 

O assassinato
A vítima, Ivone Oliveira Gomes, 24 anos, foi encontrada morta, na noite de quarta-feira (15), por volta das 22 horas. O corpo estava em cima da cama, dentro da quitinete, em que morava no bairro Osmar Cabral, em Cuiabá,. A estudante foi morta por vários golpes de faca na região do pescoço e da cabeça.
Segundo a amiga, que dividia a quitinete, a vítima teve um relacionamento conturbado com Luis Otávio, por aproximadamente quatro meses. Ela  tentava terminar, mas o namorado não aceitava o fim do relacionamento.
Luiz tinha a chave da casa e devolvia posteriormente para vítima. Mas, conforme a amiga, ontem sentiu falta da chave e quando chegou do trabalho encontrou a porta trancada, sem sinais de arrombamento e todos os pertences da vítima no lugar, inclusive o celular.

Repórter MT

comentário(s) pelo facebook:

Um comentário:

  1. Esse monstro nunca foi enfermeiro, apenas está enfermeiro. Pq quem é enfermeiro salva vidas e não tira vida. Não é digno de estar na nossa categoria. Rogo a Deus que nunca mais na vida consiga uma vaga para esta nobre profissão, pois aqui é para pessoas de bem e não para assassinos covardes

    ResponderExcluir

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog