NOME NOME NOME NOME

quarta-feira, 22 de março de 2017

Homem diz como matou irmã do desembargador Cláudio Santos



Foi preso no fim da manhã desta terça-feira (21), o segundo suspeito de envolvimento na morte da empresária Célia Márcia Santos Cirne – irmã do desembargador Cláudio Santos, do Rio Grande do Norte. O crime ocorreu em 24 de dezembro de 2016, em Campina Grande, no Agreste paraibano, e o suspeito foi preso na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte.
De acordo com a Polícia Civil, o preso Cícero Wellington Batista  da Silva, 25 anos, assumiu a autoria dos disparos e disse que a intenção era roubar o carro, confessando que atirou porque a mulher fechou o vidro do veículo e prendeu a mão dele na hora do roubo. 
“Passamos quase três meses tentando localizar essa pessoa. Ele informou que ele foi na intenção de roubar o carro. Tudo que foi levado foi a bolsa da vítima e não tinha nenhuma quantia nessa bolsa.
Na hora do roubo, ordenou para que a vítima descesse do veículo, o vidro que estava aberto começou a se fechar e ele ficando com as mãos presas foi nesse momento que disparou”, relatou a delegada de homicídios Ellen Maria.
Ao G1, o suspeito disse está arrependido. “Sei que falando isso não vai trazer ela de volta nem vai confortar a família dela. Foi rápido, não sei nem explicar. Só quero dizer que estou arrependido e quero pagar pelo que fiz”.

DO G1

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog