NOME NOME NOME NOME

segunda-feira, 6 de março de 2017

Jovem é morta após ser baleada em tentativa de roubo de caminhonete



Dupla fez emboscada com galhos na pista, obrigando condutor a parar.Adolescente prima da vítima se feriu; suspeitos foram presos em Luziânia, GO.
Yasmin foi morta após ser baleada em tocaia para tentar roubar caminhonete (Foto: Reprodução/Facebook)
Uma jovem de 23 anos morreu após ser baleada durante uma tentativa de roubo a caminhonete em que ela estava, em Luziânia, no Entorno do DF. Segundo a Polícia Civil, Yasmin Luciene foi atingida depois que dois homens criaram uma emboscada para parar o veículo, colocando galhos de árvore na pista. Uma prima da vítima, de 15 anos, ficou ferida. Os suspeitos foram presos. 
De acordo com o delegado Marcus Brener, as duas estavam acompanhadas do marido de Yasmin e de um amigo quando voltavam no Lago Corumbá IV, no sábado (4), depois de passar o dia em um barco no local. Ao verem o obstáculo na pista, o esposo da jovem desceu para retirá-lo.
Nesse momento, os autores saíram de um matagal com armas na mão. O outro rapaz, que estava de carona e era o dono da caminhonete, se apavorou , pulou para o banco do motorista e acelerou, deixando o outro homem para trás. Os suspeitos se assustaram e acabaram atirando, acertando a jovem na cabeça", disse o delegado.
Ela foi levada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Já a adolescente teve o rosto atingido com estilhaços do vidro que a bala acertou. Segundo a polícia, ela não corre risco de morte.
Brener explicou que o marido de Yasmin foi agredido pela dupla, que fugiu em seguida. Logo depois, ele seguiu à pé até o lago, onde pediu ajuda e pegou uma carona até o hospital.
Horas após o crime, a dupla foi detida no Setor Fumal, também em Luziânia. O responsável pelo caso disse que, em depoimento informal, eles confessaram o assassinato e disseram que queriam roubar a caminhonete.
Eles devem ser indiciados por latrocínio - que é o roubo seguido de morte. Se condenados, podem pegar até 30 anos de prisão.

Sílvio Túlio Do G1 GO

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog