NOME NOME NOME NOME NOME

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Bandido tenta fugir de audiência e é morto por agente penitenciário em MT



De acordo com informações recebidas pela reportagem, o detento tentou a fuga diversas vezes, sendo contido verbalmente pelo agente.
Manaces dos Santos Dutra morreu após ser baleado com um tiro nas costas, por um agente penitenciário, ao tentar fugir de uma audiência de custódia, às 17h deste domingo (2), dentro do Fórum de Cuiabá. A informação foi confirmada pelo Sindicato dos Agentes Penitenciários de Mato Grosso (Sindspen).
De acordo com informações da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), após a audiência de custódia com a juíza da 9ª Vara Criminal, Renata Parreira, Manaces estava sendo encaminhado para a área da carceragem do Fórum e conseguiu soltar as algemas. Em fuga, recebeu ordem de parar, mas continuou correndo. O agente, então, atirou nas costas do custodiado.
“Depois de tentar fugir várias vezes e ser contido pelo agente, o detento conseguiu se desvencilhar do agente. Para não deixá-lo fugir, o agente atirou nas costas do criminoso. Mas, afirmo que o agente atirou apenas para conter o detento que queria fugir. Em nenhum momento, a intenção era matar”, disse um outro agente penitenciário por telefone. O nome foi preservado pela reportagem a pedido do agente. 
Após ser baleado, o criminoso foi encaminhado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Pronto-Socorro de Cuiabá (PSMC), em estado grave. Por volta das 18h45, foi confirmada a morte. 
O agente penitenciário, que atirou no custodiado, prestou depoimento e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), foi ao locale para realizar a perícia.
A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso.  

Ficha criminal
Manaces foi autuado por furto neste final de semana, na capital, e após a audiência de custódia teve prisão decretada pela Justiça. Anteriormente, ele esteve preso na Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá, de onde saiu no dia 23 de fevereiro. Ele era monitorado por tornozeleira eletrônica.

Outro lado
Por meio de nota, a Sejudh informou que abriu um Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD), para apurar o fato e que o servidor teve a arma recolhida. O agente será ouvido pela delegada Juliana Palhares da Polícia Civil ainda neste domingo (2). 

Leia a nota na íntegra
A Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos informa que abriu procedimento interno para apurar a ocorrência envolvendo disparo de arma de fogo feito por um agente penitenciário de plantão, que atingiu o preso Manaces dos Santos Dutra, no interior do Fórum de Cuiabá, na tarde deste domingo (02.04). 
Após audiência de custódia com a juíza da 9a Vara Criminal, Renata Parreira, os presos estavam sendo encaminhados para a área da carceragem do Fórum, e um deles, Manaces Dutra, conseguiu soltar as algemas de mão para fugir, quando recebeu ordem para que parasse, mas permaneceu em fuga, momento em que o agente penitenciário fez o disparo.
O Samu foi acionado imediatamente, deu o primeiro atendimento e encaminhou Manaces ao Pronto Socorro Municipal de Cuiabá, que não resistiu ao ferimento.
Manaces foi autuado por furto neste final de semana, na capital, e após a audiência de custódia teve prisão decretada pela justiça. Anteriormente, ele esteve preso na Penitenciária Central do Estado, em Cuiabá, de onde saiu no dia 23 de fevereiro deste ano, e era monitorado por tornozeleira eletrônica.
A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa foi acionada e está no Fórum iniciando as investigações. 
O agente penitenciário teve a arma recolhida e será ouvido pela delegada Juliana Palhares, da DHPP. A Unidade de Correição da Sejudh está acompanhando a ocorrência.

Repórter MT

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog