NOME NOME NOME NOME NOME

sábado, 22 de abril de 2017

Mãe é presa suspeita de ser mandante da morte da própria filha, de 13 anos,



O padrasto já havia sido preso e indicou a mãe como mandante por ciúmes da menina com ele.
A Polícia Civil de Santa Cruz do Sul, no estado do Rio Grande do Sul, prendeu na madrugada desta sexta-feira (21/04) a mãe da adolescente, de 13 anos, encontrada morta no sábado (15/04) em um matagal, na localidade de Rio Pardinho, naquele município. O padrasto da menina, principal suspeito do crime, já havia sido preso nessa quinta-feira (20/04). A mãe, de 54 anos, foi apontada pelo padrasto, de 30 anos, como mandante do crime.
Segundo a delegada Lisandra Carvalho, da Delegacia para Criança e Adolescente (DPCA) de Santa Cruz, a menina teria saído de casa perto do meio-dia de sexta-feira (14/04), acompanhada do padrasto para comprar chocolates. A mãe teria registrado o desaparecimento às 15h. O padrasto foi visto sozinho uma hora depois de ter saído de casa e disse que a menina teria ficado no mercado. Porém, de acordo com as investigações, a adolescente não esteve no estabelecimento.
Quando o padrasto, que é sobrinho da mãe da vítima, foi preso ele já estava pronto para se entregar à Polícia . Em depoimento confessou o crime e apontou que teria feito a mando da própria mãe da menina, pois a mulher teria ciúmes da adolescente com ele. De acordo com o padrasto, os dois tinham um relacionamento e a mãe desconfiava e tinha ciúmes.
Antes de ser presa, a mãe compareceu à Delegacia, com uma advogada para, segundo ela, agilizar as investigações da Polícia. Em depoimento, ao ser confrontada com a versão do padrasto, passou mal e teve que ser conduzida a um hospital, no bairro Santa Vitória. Neste meio tempo, a prisão preventiva por feminicídio foi decretada e ela foi presa.
A vítima foi encontrada na localidade de Rio Pardinho, distante dois quilômetros do local onde morava. O padrasto já havia trabalhado naquele local. O corpo da menina tinha marcas de estrangulamento e um machucado na cabeça, semelhante a ferimentos provocados por pancada. O padrasto deverá ser indiciado também por estupro de vulnerável, além de feminicídio. A Polícia ainda vai investigar a omissão da mãe em relação ao relacionamento da filha com o padrasto – salientou a delegada.

Fonte: DPCA/ Santa Cruz do Sul
Cecy Quadros Raicik

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog