NOME NOME NOME NOME NOME

sábado, 27 de maio de 2017

Bêbado, pai é flagrado estuprando a filha de 13 anos com deficiência mental em MT



O flagrante foi da mãe da vítima que afirma ter encontrado o ex-marido em cima da menina e com o pênis para fora das calças.
A Polícia Civil prendeu na tarde desta sexta-feira (26) o auxiliar de serviços gerais, C.S.S., de 34 anos, que é acusado de estuprar a filha, M.V.B.S., de 13 anos, que possui deficiência mental. A prisão aconteceu no bairro no Jardim Primaveras, na cidade de Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá).  
"Quando fui até o quarto da minha filha, encontrei o bandido com as calças abaixadas e com o pênis para fora. Na hora fiquei desesperada, não soube o que fazer. Na hora me deu vontade de pular no pescoço dele”, explicou a dona de casa.
A denúncia foi feita na noite de quinta-feira (25), pela mãe da vítima. Em entrevista,a dona de casa contou que tudo aconteceu por volta das 22h quando ela se preparava para dormir.
“Eu estava deitada no meu quarto, quando fui até a sala ver se meu ex-marido estava por lá. No entanto, quando cheguei ao cômodo percebi que ele não estava. Quando fui até o quarto da minha filha, encontrei o bandido com as calças abaixadas e com o pênis para fora. Na hora fiquei desesperada, não soube o que fazer. Na hora me deu vontade de pular no pescoço dele”, explicou a dona de casa à reportagem.
"Minha filha não fala, não anda, ela se alimenta por sonda e faz todas as suas necessidades nas fraldas. Quando eu perguntei sobre os estupros, ela olhou pra mim e balançou a cabeça, afirmando que ele já havia a estuprado", disse a mãe da vítima.
Marli disse que a vítima explicou por meio de gestos que essa não foi a primeira vez que sofreu abusos por parte do pai.
“Minha filha não fala, não anda, ela se alimenta por sonda e faz todas as suas necessidades nas fraldas. Quando eu perguntei sobre os estupros, ela olhou pra mim e balançou a cabeça, afirmando que ele já havia a estuprado. Provavelmente ele abusou dela outras vezes", contou.
A dona de casa disse que jamais desconfiou de qualquer ato do ex-marido e que ele até era um bom pai e acredita que o criminoso possa ter cometido o ato por estar bêbado.  
“Jamais passou isso pela minha cabeça. Eu nunca imaginei que o homem que eu convivi por mais de oito anos pudesse fazer isso com a filha dele. Até agora a minha ficha não caiu. Ele era um bom pai. O comportamento dele era normal. Ele era atencioso, carinhoso, brincalhão com os filhos. Ele estava bêbado e a cachaça é um problema”, disse.
Logo após o crime o acusado fugiu. Na tarde desta sexta-feira, os policiais receberam uma denúncia e prenderam o estuprador no Parque Florestal, no bairro Jardim Primaveras. 
Ele foi encaminhado para a delegacia de polícia e deverá ficar preso temporariamente por 30 dias.
O caso será investigado pela Polícia Civil. 

Repórter MT

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog