NOME NOME NOME NOME NOME

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Advogado mata própria mãe, diz polícia



Crime aconteceu em junho na cidade de Itaqui-RS. A polícia registrou o caso como suicídio, mas, após realização de perícias, foi constatado que se tratava de um homicídio
Foto/Divulgação
A Polícia Civil de Itaqui prendeu, nesta quarta-feira (16), um homem de 47 anos suspeito de ter matado a própria mãe em Itaqui, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul.
Conforme a delegada Elisandra Batista, o crime aconteceu em 16 de junho. Na ocasião, o suspeito, que é advogado, chamou a polícia e alegou que,ao chegar em casa, encontrou a mãe morta com um tiro na cabeça. 
A polícia registrou o caso como suicídio, mas, após realização de perícias, foi constatado que se tratava de um homicídio. A informação é da Rádio Gaúcha e da Polícia Civil.
— Foi feita perícia e chegamos a conclusão de que foi um homicídio. Um dos indícios constatados foi de que a vítima seria destra e teria que ter atirado com a mão esquerda, uma vez que estava com um molho de chaves na mão direita — explica a delegada Elisandra Batista.
O crime completou dois meses nesta quarta-feira (16). O advogado foi preso temporariamente por 30 dias e a polícia espera concluir o inquérito neste período para pedir a prisão preventiva do suspeito. Segundo a investigação, até o momento foi apurado que a motivação do crime seria por herança. Em novo depoimento nesta quarta-feira, o suspeito permaneceu em silêncio e alegou que só falará em juízo.

Au Online

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog