NOME NOME NOME NOME NOME

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Grafiteiros pintam faixas de pedestres em 3D para 'forçar' parada de motoristas em cidade de MT



Quatro faixas de pedestres foram feitas nas principais avenidas de Primavera do Leste. Objetivo é reduzir o número de acidentes.
Quatro faixas já foram pintadas em 3D em Primavera do Leste (Foto: Presto Vintetreis/ Arquivo pessoal)
Dois grafiteiros pintaram quatro faixas de pedestres em terceira dimensão (3D) nas principais avenidas de Primavera do Leste, a 239 km de Cuiabá, na semana passada. O objetivo é reduzir o número de acidentes causados por excesso de velocidade.
O artista Walyson Nogueira, conhecido como Presto VinteTreis, que trabalha há quatro anos com grafite, contou que as faixas foram pintadas no centro da cidade e na Avenida do Lago, no Bairro Jardim Riva.
Segundo ele, um motorista chegou a descer do carro para conferir a pintura.
"Teve um motorista que desceu do carro e bateu com a mão no chão para ter certeza de que era apenas uma pintura", disse.
Presto VinteTreis afirmou que ele e o amigo, conhecido pelo nome artístico de Babu SeteOito, foram contratados pela prefeitura do munícipio para fazer as pinturas. "A prefeitura viu as fotos e o pessoal gostou, então contrataram a gente para grafitar as ruas", contou.
Ele conta que a técnica de ilusão de ótica faz o condutor reduzir a velocidade para ver se consegue passar pela faixa de pedestres, diminuindo, assim, o número de acidentes de trânsito.
"Muitos motoristas reduzem a velocidade porque as faixas ficam como se fossem barras flutuantes na sua frente", afirmou.
A iniciativa já foi adotada em vários países com o objetivo de reduzir atropelamentos, como China, Índia, Geórgia e Islândia. A ideia é usar a ilusão de ótica como um fator a mais para fazer o motorista reduzir a velocidade e permitir a passagem dos transeuntes.
Faixas foram pintadas nas principais vias da cidade (Foto: Presto Vintetreis/ Arquivo pessoal)
G1-MT

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog