NOME NOME NOME NOME NOME

terça-feira, 10 de outubro de 2017

PMs que trabalham na Rocinha denunciam que receberam sanduíches mofados



A Polícia Militar afirmou que os sanduíches foram substituídos e que a empresa terceirizada responsável pelo fornecimento dos lanches foi notificada.
PMs que trabalham na Rocinha denunciam que receberam pão mofado de lanche. (Foto: Reprodução/ TV Globo)
Policiais militares que estão trabalhando na Rocinha, na Zona Sul do Rio, tiveram uma surpresa desagradável na segunda-feira (9). Eles reclamaram da qualidade do lanche entregue pela corporação aos agentes. Um sanduíche que continha pão e queijo foi oferecido, mas eles estavam mofados.
A Polícia Militar afirmou que os sanduíches foram substituídos e que a empresa terceirizada responsável pelo fornecimento dos lanches foi notificada.
Pães que policiais militares que trabalham na Rocinha afirmam que receberam de lanche. (Foto: Reprodução/ TV Globo)
Nova ação na comunidade
Agentes das Forças Armadas voltaram à Rocinha, na Zona Sul do Rio de Janeiro, no começo da manhã desta terça-feira (10), para auxiliar policiais em uma ação no interior da comunidade. A PM faz uma varredura na área de mata e as forças armadas auxiliam no apoio técnico, enquanto os policiais buscam armas, drogas, munições e traficantes que possam estar escondidos nas áreas mais escondidas da favela. Nas redes sociais, moradores relataram tiroteios nesta manhã.
Ainda segundo a secretaria de Segurança Pública, a ação é pontual e as tropas não permanecerão na comunidade após o fim dessa operação. Os militares chegaram à comunidade por volta das 5h40. Os militares voltaram à Rocinha 11 dias após a retirada das tropas federais da comunidade.
De acordo com o Comandante do Batalhão de Choque, duas menores foram apreendidas e uma mulher, identificada como Lorrane Souza Pereira, foi presa nesta madrugada com uma mala cheia de drogas. O flagrante foi registrado na 14ª DP.
Elas carregavam 58 trouxinhas e 20 sacos pretos contendo cocaína, 468 trouxinhas e 105 tabletes de maconha, 400 unidades de sacos plásticos para endolar drogas, papéis contendo anotações da contabilidade do tráfico, além de dois celulares e uma balança de precisão.
Desde o começo da manhã, alguns militares já estavam na delegacia da região e comboios atravessavam o Túnel Rebouças em direção à favela. O Comando Militar do Leste confirmou a participação do Exército e das outras forças e uma operação da Secretaria de Segurança na região.

G1

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog