NOME NOME NOME NOME NOME

domingo, 1 de outubro de 2017

Túmulo de Chico Xavier é vandalizado em Uberaba



O vidro blindado que protege o busto de Chico Xavier, no Cemitério São João Batista, em Uberaba, apareceu trincado e com marcas de pancadas neste sábado (30). Alguns pedaços de tijolos foram encontrados próximo ao local. O filho do médium, Eurípedes Higino, acredita que o ato de vandalismo foi motivado por intolerância religiosa. Esta não é a primeira vez que algo parecido ocorre. Em junho de 2015, o túmulo de Chico também foi vandalizado.
Por telefone, Eurípedes contou que por volta das 11h uma vendedora de flores, dona de uma banca que fica no cemitério, ligou contando que alguém havia tentado quebrar o vidro que protege o busto do médium.
“Desagradável. Isso foi maldade, vandalismo. Não acredito que iriam roubar, não. Imagine como a gente fica quando algo assim acontece. Mesmo que fosse um ser humano qualquer, já ficaríamos tristes; agora imagina sendo com o meu pai, Chico Xavier, que nunca mexeu com ninguém e é referência de caridade e bondade”, desabafou Eurípedes.
Sobre registrar boletim de ocorrência denunciando o ato, o filho do médium disse que preferiu não acionar a Polícia Militar (PM). "Não adianta. Da outra vez aconteceu a mesma coisa e não resolveram nada. A sujeira em volta do túmulo também é triste de ver. A melhor coisa por agora foi pedir voz à imprensa", acrescentou.
Eurípedes afirmou que, na próxima segunda-feira (2), vai providenciar uma grade em volta do vidro, da mesma forma que foi feito com o túmulo em 2015. "Não vou trocar o vidro. Vou deixar como história para Uberaba ver que não há segurança na cidade", ressaltou o filho de Chico.
Sidnei Pereira, que foi enfermeiro de Chico e hoje é voluntário da Casa Espírita da Prece, contou que assim que foram avisados do vandalismo, ele e Eurípedes foram até o cemitério, onde conversaram com a recepcionista sobre o ocorrido. "Ela disse que ia repassar a informação para a direção. O Eurípedes preferiu nem acionar a polícia porque da outra vez não resolveu e agora que não vão resolver. É muita insegurança e descuido naquele cemitério. Triste a situação", comentou.

Segurança no cemitério e policiamento
O diretor do departamento de cemitérios em Uberaba, Carlindo Ferreira, afirmou à reportagem do G1 que a própria direção se ofereceu para trocar o vidro vandalizado. "A manunteção de túmulos não é obrigação da Prefeitura, é da família. Mas em consideração a tudo que Chico Xavier representa para Uberaba, a direção do cemitério vai providenciar a troca do vidro que protege o busto do médium, mas isso só pode ser feito assim que o filho dele liberar a chave. Aquilo que foi danificado, na próxima segunda-feira (2) vai ser reposto", disse.
Porém, em relação à segurança do cemitério, Ferreira informou que no local não há sistema de segurança, apenas dois vigias que pernoitam e não fazem vistoria. "A maioria dos roubos e vandalismos acontecem de madrugada. Não temos sistema de vigilância, nem Guarda Municipal para dar apoio constante",
Carlindo também acrescentou que há dificuldade em fazer a limpeza do cemitério, porque a equipe de trabalho está reduzida. "Mas sempre que passarem pelo túmulo do Chico Xavier, vão ver que está sempre limpo, vai estar sujo por conta de folhas que caíram durante o dia", justificou.
Já sobre a declaração de Eurípedes Higino em relação o não acionamento da Polícia Militar, o comandante da 67º Batalhão da Polícia Militar (6ºBPM) de Uberaba – área responsável pelo policiamento na região do Cemitério São João Batista – o tenente-coronel Waldemir José de Freitas se posicionou sobre o assunto.
"Todos os fatos de algum delito que requer alguma intervenção de segurança pública imediata, com o acionamento da polícia, nós vamos até o local, fazemos o registro da ocorrência. Agora, a frequência disso, em até especial nesta situação, é caso de investigação da polícia judiciária. Ele não queixou de falta de segurança, ele questionou o fato de não ter sido dado sequência a uma ação anterior. Até porque a segurança de cemitério é de competência do Município", justificou.

Fonte: G1

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog