NOME NOME NOME NOME NOME

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

EUA: garoto de 7 anos é algemado e detido após agredir professora



Autoridades justificam que ele teria sido enquadrado na lei "Florida Mental Health Act"
Garoto de 7 anos, que teria chutado professora, foi detido e levado a hospital (Foto: Reprodução/Facebook)
Um vídeo que circula pela internet mostra um garoto de sete anos de idade algemado enquanto saía da viatura da polícia de Miami, na Flórida, depois de ser retirado da escola por chutar a professora e puxar seu cabelo. 
Segundo a rede de notícias americana CBS News, o caso teria ocorrido na última quinta-feira (24), quando uma professora do colégio Coral Way Bilingual K-8 Center pediu ao menino que parasse de brincar com a própria comida. O aluno se recusou a obedecê-la, foi tirado da cantina onde estava e acabou por agredir a professora até que os dois caíssem no chão.
O menino foi apreendido e levado até o Hospital Infantil de Miami — as autoridades justificam que ele teria sido enquadrado na lei "Florida Mental Health Act", que sugere que a criança teria problemas mentais que representassem um perigo para ela mesma e outras pessoas.
Em entrevista à agência de notícias Associated Press, a mãe do menino, Mercy Alvarez, chamou o procedimento de "abusivo": "É muito para um garoto desta idade passar por este tipo de situação. Não pode ser normal", afirmou. 
O incidente teria sido motivo de discórdia entre os próprios pais do menino: ao serem notificados sobre o ocorrido, os dois foram até a escola e, segundo a mídia local, apenas o pai teria concordado que o filho fosse detido sob a legislação dos transtornos mentais vigente na Flórida — pela qual uma pessoa pode ser apreendida involuntariamente por até 72 horas caso apresente indícios de doença mental. A mãe, entretanto, teria discordado da apreensão, negando que o garoto tivesse qualquer tipo de problema. A professora não apresentava ferimentos visíveis. 
O chefe do distrito policial local, Ian Moffett, declarou em comunicado que é "raro" que estudantes desta idade sejam enquadrados na lei de saúde mental, mas endossou que "a ação foi necessária para prevenir comportamentos violentos que pudessem resultar em danos para ele mesmo e outros".
De acordo com a CBS, a corregedoria da polícia local — Professional Compliance Unit — investiga o incidente. 

DO R7

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog