NOME NOME

sábado, 10 de novembro de 2018

Mulher suspeita de ser mandante de assalto à casa da própria vizinha na Paraíba



Josefa Cristina Marinho Santos, vizinha de Maria Amélia, é suspeita de ser a mandante do assalto. Foto: TV Manaíra/ Reprodução
Para a comerciante Maria Amélia da Costa, 58 anos, o perigo pode morar ao lado. Surpreendida por dois homens que entraram na sua casa na tarde desta quinta-feira, ela foi esfaqueada no pescoço e teve vários objetos de casa levados pelos assaltantes numa bicicleta. O que eles queriam mesmo eram R$ 7 mil que ela guardava em casa. Josefa Cristina Marinho Santos, sua vizinha, sabia da existência desse dinheiro.E a bicicleta que os bandidos usaram na fuga era dela.Agora ela é suspeita de participação no crime pela polícia.
O caso aconteceu no bairro Brasília, localizado em Bayeux, Região Metropolitana de João Pessoa. Os dois criminosos surpreenderam Maria Amélia dizendo que estavam à procura de Micael da Silva Araújo, 19 anos, neto da dona da casa, que não estava no local no momento da abordagem. A dupla agiu com agressividade.
A vizinha da vítima foi levada até a Central de Polícia para prestar esclarecimentos e alegou que não tinha envolvimento com o caso.“Eu estava na hora do fato que aconteceu e eles entraram atrás do neto dela dizendo que ele estava devendo. Me renderam e não me deixaram sair, levaram roupas dele, esfaquearam ela e eu saí na rua pedindo socorro. Eles também levaram a minha bicicleta. Não sou envolvida com nada de errado,todos me conhecem.Quem não deve,não teme. Eu estou aqui tranquila”, explicou a suspeita.
Ainda na noite da quinta-feira, a PM apreendeu um menor de 16 anos no bairro Várzea Nova, em Santa Rita,que teria participado do assalto. Ele tentou fugir entrando em um veículo de transporte alternativo, mas foi impedido pelos policiais. Em depoimento, o menor explicou que receberia cerca de R$ 10 mil para matar Maria Amélia. Ele foi encaminhado à Central de Polícia e autuado por tentativa de homicídio.
Após o assalto, Maria Amélia da Costa foi socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento de Bayeux (UPA) e em seguida, encaminhada ao Hospital de Trauma de João Pessoa. A assessoria do hospital informou que o quadro clínico da vítima é considerado grave.

OP9
<

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog