NOME NOME

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Após ameaças na internet, elemento invade igreja esfaqueia 4 em Aparecida de Goiânia



O agressor teria afirmado à Polícia Militar que “deveria fazer diferenciação entre negros e brancos”.
Quatro pessoas foram esfaqueadas dentro de uma Igreja Mórmon localizada no Setor Colina Azul, em Aparecida de Goiânia. O agressor, Uilker Teixeira Alves, de 28 anos, teria afirmado à Polícia Militar (PM) que assistiu a um vídeo no Youtube e que “deveria fazer diferenciação entre negros e brancos”. O crime ocorreu na manhã deste domingo (2) durante um culto. As informações são da Polícia Militar.
Todas as vítimas foram levadas para o Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia (HUAPA) e nenhuma delas corre risco de morte. A PM informou que ainda não entendeu se a motivação do crime realmente tem viés racista ou se foi apenas “uma desculpa” usada por Uilker.
O jovem atualmente cumpre pena em regime aberto por lesão corporal. Mas Uilker também tem passagens por resistência à prisão e desacato à autoridade.
Dentro da igreja, um dos fiéis conseguiu atingir Uilker com um soco. Após o golpe, ele caiu no chão e foi imobilizado. Com a chegada da polícia, o agressor foi levado à Huapa onde recebeu atendimento médico. Em seguida, ele foi encaminhado para o o 1º DP de Aparecida.
Homem que esfaqueou fiéis dentro de igreja fez ameaças pela internet


As vítimas esfaqueadas neste domingo (2) dentro da Igreja Jesus Cristo dos Últimos Dias, localizada na Rua Albatroz , no Setor Colina Azul, em Aparecida de Goiânia, estão internadas em estado regular, segundo informações do Hospital Estadual de Urgências de Aparecida de Goiânia (Huapa).
De acordo com o hospital, três homens, vítimas de ferimentos por arma branca, deram entrada na unidade às 10h57, trazidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Uma das vítimas, de 40 anos, sofreu diversos ferimentos, foi atendido pela equipe cirúrgica e aguarda realização de exames de imagem.
Outra vítima, de 42 anos, também foi atingido múltiplas vezes, passou por sutura e está em observação. Já a terceira vítima, de 31 anos, foi atingido no punho direito, passou por avaliação cirúrgica e será transferido para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), para realização de cirurgia vascular. Segundo a assessoria do hospital, esse procedimento não faz parte do perfil do Huapa.
A quarta vítima, de 33 anos, deu entrada na unidade às 12h25, encaminhado do Cais Colina Azul, vítima de ferimentos por arma branca. O paciente foi atendido pela equipe multidisciplinar do hospital, passou por avaliação ortopédica, por procedimento de sutura na mão esquerda e recebeu alta às 13h20. A unidade informou ainda que não há previsão de alta para os dois pacientes que ainda estão no Huapa.

Mais Goiás
<

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog