NOME NOME

quinta-feira, 23 de maio de 2019

Seis brasileiros são encontrados mortos em apartamento no Chile



Mortos são quatro pessoas de uma família de SC e um casal de SP. Grupo estava em Santiago para comemorar o aniversário de uma das vítimas, que completaria 15 anos
Fabiano de Souza, 41; e a mulher Débora Muniz Nascimento de Souza, 38, e seus dois filhos; Caroline, de 14, e Felipe, de 13, morreram na tragédia. Foto: Facebook/Reprodução
Seis brasileiros foram encontrados mortos na noite desta quarta-feira (22) em um apartamento localizado no centro de Santiago, capital do Chile. As vítimas são quatro pessoas de uma família de Florianópolis e um casal do interior de São Paulo. Os nomes deles são Fabiano de Souza, 41 anos; e a mulher Débora Muniz Nascimento de Souza, 38, e seus dois filhos; Caroline, de 14, e Felipe, de 13; e o casal Jonathas Nascimento Krueger (irmão de Débora), 30, e Adriana Padilha Krueger. Cinco das vítimas são catarinenses e uma é goiana.
O grupo de brasileiros estava em Santiago para comemorar o aniversário de Caroline, que completaria 15 anos nesta sexta (24). Os turistas estavam de férias e haviam alugado um apartamento, por meio de uma plataforma na internet, no centro de Santiago. Eles estavam havia uma semana na cidade. O caso aconteceu em um edifício localizado na Rua Santo Domingo, a doze quadras do Palácio de la Moneda, sede do governo chileno e ponto turístico na cidade.
Jonathas Nascimento Krueger (irmão de Débora), 30, e Adriana Padilha Krueger estão entre as vítimas. Foto: Facebook/Reprodução
Segundo o Itamaraty, os parentes das vítimas suspeitaram que algo poderia ter acontecido após não conseguirem mais contato com os familiares. Ao procurarem um delegado em Santa Catarina, o policial ligou para um telefone que o Consulado do Brasil em Santiago disponibiliza para que brasileiros em problemas entrem em contato. Um diplomata brasileiro foi até o prédio e chamou os bombeiros, que encontraram os corpos no apartamento, que exalava um forte cheiro de gás.
O Corpo de Bombeiros do Chile acredita que as mortes tenham sido causadas por um vazamento de gás. Todo o prédio foi esvaziado durante as operações. “Havia seis pessoas mortas, quatro adultos e dois menores. Possivelmente, a morte foi causada por emanação de gás”, disse o comandante Rodrigo Soto. As autoridades ainda não sabem qual seria a causa do vazamento e os bombeiros realizam perícias no local, de acordo com a imprensa chilena. Quando a polícia chegou ao apartamento, notou que todas as janelas estavam fechadas, o que pode ter provocado a grande concentração de gás.
Apartamento exalava um forte cheiro de gás. Foto: cbsantiago/Twitter/Reprodução
Agência Estado


comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog