NOME NOME

sábado, 15 de junho de 2019

Náufragos de barco que afundou em Noronha chegam a Natal


Marinha do Brasil resgatou nove dos dez náufragos da embarcação Navegantes, que afundou quando seguia do Recife para o Arquipélago. Buscas por desaparecido continuam.
Nove pessoas que estavam em embarcação que naufragou em direção à Noronha foram resgatadas pela Marinha na noite de quinta-feira e chegaram a Natal nesta sexta-feira. Foto: Alexandre Cassiano/TV Ponta Negra
“Foi tudo muito rápido. Foi Deus quem nos salvou”. Muito emocionado, Edivan Baracho, um dos passageiros da embarcação Navegantes, que naufragou na direção do caminho do Arquipélago de Fernando de Noronha na quinta-feira (13), definiu assim o resgate dele e de oito colegas retirados do mar. O potiguar do município de Touros, no Litoral Norte do Rio Grande do Norte, chegou ao continente ao lado dos colegas no Navio-Patrulha Guaíba pouco antes das 11h desta sexta (14).
O grupo foi encontrado na noite da quinta-feira, mais de 12h depois que o barco afundou. A Marinha do Brasil continua em busca de um tripulante, identificado apenas como Marcos, que continua desaparecido. De acordo com informações dos resgatados, a embarcação estava carregada com material de construção. “Só Deus sabe o que passamos, pois não é fácil. A gente pensa muito na família. Quando vimos o navio da Marinha, fiquei muito feliz. Graças a Deus estamos voltando”, desabafou o pernambucano Paulo Penha de Moura, que também trabalhava na embarcação.
Os nove tripulantes resgatados foram recebidos pelo Comando do 3º Distrito Naval e seguiram em ambulâncias para a realização de exames. Eles foram divididos em dois grupos e, antes de seguiram para a unidade de saúde, se abraçaram comemorando a vida.
Tárcio Barbosa, que trabalhava na embarcação ao lado do pai, Paulo, relatou nunca haver passado por situação semelhante. Já Paulo afirmou já ter embarcado outras vezes, principalmente com destino a Noronha, mas nunca tinha vivido um naufrágio.
Paulo trabalhava ao lado do filho, Tárcio Barbosa, na embarcação. Ambos relataram nunca haver passado por situação semelhante. Paulo acredita que o barco naufragou devido aos ventos fortes. “Conseguimos sair rápido da embarcação e um de nós, Marcos, também ficou na água, mas devido à escuridão não conseguimos mais vê-lo”, relatou.
A embarcação Navegantes saiu do Recife, no dia 12 de junho e naufragou a uma distância de 80 milhas náuticas do continente, o equivalente a 148 quilômetros de distância de João Pessoa (PB). Confira os nomes dos nove náufragos resgatados pela Marinha:
Edivan Baracho
Evaldo Alves
Daniel Soares
Múcio Ramos
César Cláudio
Paulo Penha de Moura
Milton Luiz
Severino Ramos
Tárcio Barbosa
OP9

sexta-feira, 14 de junho de 2019

Mulher afogada em túnel em Recife-PE salvou esposa e amiga antes de morrer


Mirelly Paula da Silva, 34 anos, estava no carro com a esposa, Thaís Castelly, e a chefe e amiga, Jaqueline Maria de Silva Lima. O veículo em que as três estavam foi coberto pela água no túnel do Pina
Mirelly tinha 34 anos e morreu afogada no Túnel do Pina. Ela deixou uma filha de seis anos. Foto: Facebook/Reprodução
A mulher que morreu afogada na noite da quinta-feira (13) após o carro em que estava ser coberto pela água no túnel do Pina salvou as outras duas pessoas no veículo antes de morrer. Cuidadora em um abrigo de crianças, Mirelly Paula da Silva, 34 anos, estava no carro com a esposa, Thaís Castelly, e a chefe e amiga, Jaqueline Maria de Silva Lima. A Polícia Civil abriu um inquérito para o caso.
A tragédia ocorreu por volta das 20h de ontem, quando as três amigas deixavam um shopping na Zona Sul. O corpo de Mirelly foi liberado pelos familiares na manhã desta sexta-feira e o sepultamento está previsto para acontecer nesta tarde, no Cemitério de Guadalupe, em Olinda.
Thaís contou que o local não estava sinalizado e que as três não teriam percebido a quantidade de água que havia no túnel. “Só quando descemos, vimos que tinha muita água. A gente falou ‘vamos sair do carro que vamos morrer'”, lembra ela. Foi aí que Mirelly socorreu a esposa e a amiga. “Ela soltou o cinto dela e saiu pela janela de costas, mas eu disse que não conseguia sair. Ela me disse para abrir a janela e me puxou. Quando fez isso, o carro afundou com a chefe dela dentro. Ela puxou a chefe e ficamos as três nadando”, conta Thaís.
Thaís estava com Mirelly há sete anos. As duas tinham uma filha. Foto: Gabriela Castello Buarque/OP9
Mirelly também foi a primeira a pedir socorro. “Um homem veio com o carro e mandou uma mangueira para que eu puxasse. Eles começaram a me puxar, e eu estava olhando para trás e gritando o nome dela. Ela estava nadando, e depois a ouvi pedir socorro. Ela desceu e não subiu mais”, fala Thaís. Nessa hora, um policial chegou no local e mergulhou para tentar salvar Mirelly. Em seguida, outros policiais e até mesmo populares ajudaram nas buscas, mas sem sucesso.
Muito abalada enquanto os trabalhos continuavam, Thaís foi levada para um local afastado do túnel. “Não me deixaram chegar perto de onde ela estava. Eu perguntei se tinham achado o corpo dela e o policial me disse que não, mas eu sabia que tinham encontrado, só não queriam dizer. Thaís e Jaqueline saíram do local em uma viatura da polícia. “Quando estávamos no carro, a chefe dela desmaiou. O policial foi reanimá-la e eu vi um monte de gente em volta de alguma coisa. Ali eu já sabia que era ela [Mirelly]”.
Antes de chegarem na Delegacia de Boa Viagem, elas foram levadas para o Hospital da Restauração, no Derby. “Quando chegamos lá eu pedi para o policial me falar a verdade. Então, ele me contou que tinham encontrado o corpo dela, e ela estava com os pertences dela na mão”, diz Thaís. As duas estavam juntas havia sete anos e tinham uma filha de seis, fruto de um antigo relacionamento de Mirelly.
Em nota, a CTTU afirmou que o túnel estava devidamente sinalizado e havia sido interditado. Leia abaixo a nota na íntegra:
“A CTTU informa que o Túnel Josué de Castro, no Pina, onde ocorreu um acidente na noite desta quinta-feira (13), estava interditado e devidamente sinalizado desde que começou a alagar. No momento do acidente ainda havia um caminhão de sucção e homens que trabalhavam na retirada da água do local. No entanto, desrespeitando todos os obstáculos instalados, um veículo furou o bloqueio.
Equipes que trabalhavam na retirada da água do túnel iniciaram o resgate das vítimas, sendo uma, lamentavelmente, encontrada sem vida. A condutora do veículo apresentava sinais de embriaguez e se recusou a realizar o teste do bafômetro, tendo a Carteira de Habilitação (CNH) retida e conduzida por policiais militares à Delegacia de Boa Viagem, onde a ocorrência teve andamento”.
Uma mulher morreu após ficar presa em um carro que afundou no túnel no bairro do Pina, no final da Via Mangue, no Recife. Foto: Renato Barros/TV Clube

OP9

Governo acaba com obrigatoriedade de simulador para tirar carteira


O prazo para a implementação da nova regra é de 90 dias. Contran também diminuiu de 25 para 20 horas número de aulas práticas
Ministro Tarcísio Freitas disse que simulador não tem eficácia comprovada. Foto: Ministério das Cidades/Divulgação
O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, disse nesta quinta (13) que o governo decidiu retirar a obrigatoriedade do uso de simuladores para a expedição da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A medida foi aprovada nesta quinta-feira (13) durante a primeira reunião do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Além de acabar com a obrigatoriedade do uso de simulador, o Contran também diminuiu de 25 para 20 horas o número de aulas práticas para os aspirantes a habilitação da categoria B.
“A gente já vinha falando ao longo do tempo e hoje estamos tirando a obrigatoriedade dos simuladores, que passam a ser facultativos. Será uma opção do condutor fazer a aula ou não. Se ele julgar necessário que aquilo é importante para a formação dele, de que não está seguro de sair para aula prática, ele poderá fazer. Se não quiser, ele não terá que fazer a aula de simulador”, disse o ministro.
O prazo para a implementação da nova regra é de 90 dias. Com a mudança, o condutor terá que obrigatoriamente fazer 20 horas de aulas práticas. Se optar pelo uso do simulador, serão 15 horas de aulas práticas e 5 horas no equipamento. “O simulador não tem eficácia comprovada, ninguém conseguiu demonstrar que isso tem importância para formação do condutor. Nos países ao redor do mundo, ele não é obrigatório, em países com excelentes níveis de segurança no trânsito também não há essa obrigatoriedade. Então, não há prejuízo para a formação do condutor”, disse Tarcísio.
De acordo com o ministro, a medida visa reduzir a burocracia na retirada da habilitação. O ministro disse estimar uma redução de até 15% no valor cobrado nos centros de formação de condutores. “Isso é importante para muito centro de formação de condutores que não possuíam o equipamento. Agora eles não vão precisar adquirir o equipamento ou fazer comodato e isso certamente terá um custo na carteira. As aulas de simulador têm um custo diferente, mas dá para estimar que a gente vá ter uma redução de até 15%. A ideia é deixar que o mercado defina isso”, disse.
Placas
O Contran também reafirmou as mudanças nas placas Mercosul. As alterações ainda estão passando por ajustes técnicos e devem entrar em vigor até o final do ano. Com isso, o prazo para a implantação do novo modelo em todo o país, que era 30 de junho, foi adiado. Entre as mudanças estão a eliminação de alguns elementos gráficos e a adoção de um QR Code, um tipo de código de barras bidimensional que pode ser ativado por telefones celulares equipados com câmera e outros equipamentos.
O código trará informações mais precisas, a exemplo do local de produção da placa, o estado onde ela foi encaminhada, o veículo emplacado, entre outras informações. Segundo o diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Jerry Dias, o objetivo é garantir mais segurança na identificação do veículo, com todo o processo produtivo passando por um rígido controle. “O mais importante é que a nova placa possibilita um controle de todo o processo de emplacamento o que minimizará o risco de clonagem de placas. Com isso será possível saber onde a placa foi produzida, qual empresa fez, para onde foi encaminhada e em qual veículo ela está,” disse.
Segundo Dias, as mudanças visam dificultar a clonagem de placas e facilitar a fiscalização. “Aumentando a rastreabilidade, vamos dificultar a clonagem. A nova placa não tem condição de ser feita em qualquer lugar, alguém pode até tentar fraudar, mas isso vai ser descoberto na fiscalização, uma vez que não tem como reproduzir o mesmo código. Uma placa que não foi utilizada e for furtada, poderá ser cancelada antes que venha a ser usada em algum veículo. O controle é nacional”, disse Dias.
No Brasil, a placa começou a ser adotada em setembro do ano passado no Rio de Janeiro, no Amazonas, na Bahia, no Espírito Santo, no Paraná, no Rio Grande do Norte e no Rio Grande do Sul. Segundo o ministro, não haverá obrigatoriedade para que os proprietários de veículos troquem de placa. “Ninguém vai ser obrigado a trocar de placa. Os carros que estão com as placas antigas, permanecem. Os carros novos é que terão a placa nova. Não vai ter ônus adicional”, disse.

Embarcação que iria para Fernando de Noronha some com dez pessoas a bordo


Barco Navegantes emitiu sinal de alerta e perdeu contato com empresa dona da embarcação quando estava a 148 quilômetros da costa. Um navio da Marinha faz buscas no local.
Um barco de cargas com dez pessoas a bordo que saiu do Recife com destino ao Arquipélago de Fernando de Noronha está desaparecido desde a manhã desta quinta-feira (13). A embarcação Navegantes emitiu um sinal de alerta e perdeu contato com empresa proprietária quando estava a uma distância de 80 milhas náuticas da costa da Paraíba, o que equivale a 148 quilômetros de distância.
A Marinha confirmou o sumiço do Navegantes e emitiu um alerta a todas as embarcações que estão próximas ao local. Das dez pessoas a bordo, seis são tripulantes e quatro são passageiros. O navio-patrulha Guaíba, da Comando do 3º Distrito Naval, foi acionado desde às 13h e faz buscas na área onde o sinal do barco foi detectado pela última vez.
O Navegantes deixou o porto no Recife nesta quarta-feira (12) e tinha previsão de atracar no Porto de Noronha na manhã desta sexta-feira (14).
Leia nota da Marinha:
“Por intermédio do Comando do 3º Distrito Naval (Com3ºDN), informa que tomou conhecimento, no dia 13 de junho, do acionamento do sinal de emergência da embarcação “Navegantes”, que suspendeu de Recife, no dia 12 de junho, com seis tripulantes e quatro passageiros a bordo. Assim que recebeu a informação, a MB iniciou uma Operação de Busca e Salvamento, coordenada pelo Salvamar Nordeste, que deslocou o Navio-Patrulha “Guaíba” para a última posição conhecida da embarcação, a uma distância de 80 milhas náuticas – equivalente a 148 quilômetros – de João Pessoa-PB. Foi, ainda, emitido Aviso aos Navegantes; acionada a Rede Nacional Costeira; e realizado contato com a comunidade marítima da região, a fim de ampliar a divulgação sobre o ocorrido e alertar todas as embarcações que estejam navegando em áreas próximas para que possam apoiar as buscas”.

quarta-feira, 12 de junho de 2019

Homem é detido com CNH falsa e alega 'preguiça': 'A original dá trabalho'


De acordo com a Polícia Civil, suspeito pagou cerca de R$ 250 para fazer carteira de motorista falsa e foi detido em flagrante.
Um homem de 38 anos foi detido em flagrante portando documento de identidade falso em São Vicente, no litoral de São Paulo. Segundo a polícia, ele afirmou que falsificou a documentação porque não queria ter o trabalho de fazer corretamente o documento original.
De acordo com a Polícia Civil, eles faziam patrulhamento na Avenida Doutor Alcides de Araújo, quando localizaram o suspeito. Segundo os policiais, ele estava em um carro preto e, ao avistá-los, subiu o vidro do automóvel.
A PM considerou a atitude suspeita e resolveu abordá-lo. Nada de ilícito foi encontrado no carro e, quando os policiais pediram a documentação do suspeito, ele entregou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).
Quando a PM consultou a CNH através do sistema policial, identificou que o documento era falso. Ele confessou que havia pago R$ 250, porque tinha 'preguiça' e 'não queria ter o trabalho de fazer o documento original, já que dava trabalho', afirmando ter pago pela facilidade.
O suspeito foi conduzido ao Distrito Policial Sede de São Vicente, onde foi registrado boletim de ocorrência. A CNH foi apreendida e ele responderá por uso de documento falso.

G1


segunda-feira, 10 de junho de 2019

Ator Rafael Miguel e os pais são assassinados em São Paulo


Rafael e os pais morreram quando foram visitar a família da namorada dele
O ator Rafael Henrique Miguel morreu aos 22 anos neste domingo (9). Ele e os pais foram assassinados a tiros quando estavam na casa da namorada dele. O pai da menina é o principal suspeito do crime e está foragido.
Rafael, o pai, João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50 anos,  foram assassinados na Estrada do Alvarenga, no bairro de Pedreira, na zona sul de São Paulo. Eles havia ido ao local para conversar sobre o relacionamento dos jovens.
A família foi recebida pela jovem e sua mãe, porém, durante a conversa, o comerciante Paulo Curpertino Matias, de 48 anos, chegou ao local e atirou nas três vítimas, que morreram no local.
O ator ficou conhecido ainda criança, quando atuou em um comercial em que pedia brócolis para a mãe. Ele também esteve no elenco de "Pé na Jaca", "Cama de Gato" e "Chiquititas".

sexta-feira, 7 de junho de 2019

Médica cai em golpe no WhatsApp e recebe 'conselho' de bandido: 'Amadureça'


Golpista ainda tentou dar lição de moral, dizendo que ela deveria aprender a dizer ‘não’. Após o depósito, médica descobriu que a conta da suposta amiga que pediu dinheiro havia sido clonada.
Golpista se passou por amiga de médica, dizendo que precisava de dinheiro — Foto: Reprodução
Uma médica de 38 anos, moradora de Santos, no litoral de São Paulo, caiu em um golpe aplicado pelo Whatsapp. Em entrevista nesta sexta-feira (7), Marcela Voris explica que recebeu uma mensagem que supostamente seria de uma amiga pedindo dinheiro. Ela transferiu R$ 1.500 e horas depois descobriu que a conta da amiga havia sido clonada.
Marcela foi apenas uma entre os mais de 20 contatos que receberam mensagens de alguém que se passava pela médica Juliana Ribeiro Stivaletti, de 43 anos, na semana passada. Ela só percebeu que o aplicativo tinha sido clonado após algumas horas.
Juliana afirma que entrou em contato com o suporte do Whatsapp imediatamente e começou a divulgar em suas próprias redes sociais que havia sido clonada. Mas, quando Marcela viu a mensagem, já era tarde. A transferência de R$ 1.500 para uma agência bancária de Fortaleza, no Ceará, já tinha sido efetuada.
Médica cai no golpe do Whatsapp e leva prejuízo de R$ 1.500 em Santos, SP — Foto: Reprodução
"Ele [golpista] veio com essa história de que precisava de uma ajuda. Falou que precisava fazer um depósito para alguém, no valor de R$ 3 mil. Depois disse que já tinha conseguido R$ 1.500", conta Marcela.
Ela lembra que em nenhum momento recebeu mensagem de áudio, apenas texto. No mes dia, à noite, o golpista continuou se passando por Juliana e agradeceu a transferência. Ela contou que já sabia que tinha sido enganada e o golpista ainda tentou lhe dar uma lição de moral.
"Ele [golpista] disse parabéns, você é uma ótima amiga. Me perdoe, mas você tem que aprender a dizer não. E eu respondi que sim, fica a lição".
Golpista ainda tentou dar lição de moral, dizendo que a médica deveria aprender a dizer ‘não’ — Foto: Reprodução
Até o último domingo (2), Juliana continuava recebendo mensagens de amigos afirmando que alguém tinha entrado em contato se passando por ela. Dessa vez, de um número diferente, porém, com a foto dela.
O Boletim de Ocorrência por estelionato foi registrado no 7º Distrito Policial de Santos. O caso segue sob investigação da Polícia Civil. Informações que possam ajudar na investigação podem ser comunicadas à Polícia Militar pelo 190 ou por meio do Disque Denúncia 181. Não é preciso se identificar.

G1

quinta-feira, 6 de junho de 2019

Assinada lei que muda tratamento de dependente químico


A internação involuntária só deverá ocorrer após a formalização da decisão por médico responsável, por prazo de 90 dias
Estados como Alagoas têm projetos de acolhimento a dependentes químicos. Foto: Paulo Rios/Agência Alagoas
O presidente Jair Bolsonaro sancionou, com muitos vetos, uma lei com mudanças na política contra drogas. O texto agora prevê e facilita a internação involuntária de usuários de droga, quando esta ocorre sem o consentimento.
A lei diz que a internação se dará a pedido de familiar ou do responsável legal ou, na absoluta falta deste, de servidor público da área de saúde, da assistência social ou dos órgãos públicos integrantes do Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas (Sisnad), com exceção de servidores da área de segurança pública.
A internação involuntária só deverá ocorrer após a formalização da decisão por médico responsável, será indicada depois da avaliação sobre o tipo de droga utilizada, o padrão de uso e na hipótese comprovada da impossibilidade de utilização de outras alternativas terapêuticas previstas na rede de atenção à saúde.
Esse tipo de internação perdurará apenas pelo tempo necessário à desintoxicação, no prazo máximo de 90 dias, tendo seu término determinado pelo médico responsável. No entanto, a nova lei permite à família ou ao representante legal, a qualquer tempo, requerer ao médico a interrupção do tratamento.
“A internação, em qualquer de suas modalidades, só será indicada quando os recursos extra-hospitalares se mostrarem insuficientes”, diz a lei. “Todas as internações e altas de que trata esta lei deverão ser informadas, em, no máximo, de 72 (setenta e duas) horas, ao Ministério Público, à Defensoria Pública e a outros órgãos de fiscalização”, acrescenta o texto, que ainda deixa “vedada a realização de qualquer modalidade de internação nas comunidades terapêuticas acolhedoras”.
O texto altera a Lei 11.343/2006 e mais outras 12 para tratar do Sisnad, definir as condições de atenção aos usuários ou dependentes de drogas e tratar do financiamento das políticas sobre drogas.
Comunidades terapêuticas
A norma tem origem em projeto de lei de autoria do ex-deputado e hoje ministro da Cidadania, Osmar Terra. Embora valorize o papel das comunidades terapêuticas no tratamento de dependentes químicos, como previa o projeto aprovado no Congresso, a lei sancionada trouxe vários vetos envolvendo esses centros de reabilitação, que, em sua maioria, funcionam com base em fé religiosa, terapia pelo trabalho e pela abstinência.
Bolsonaro vetou, por exemplo, o artigo que definia a composição do Sisnad. Esse era justamente o trecho que incluía formalmente as comunidades terapêuticas acolhedoras no sistema. “O dispositivo proposto define regras de competência, funcionamento e organização de órgãos do Poder Executivo, invadindo a competência privativa do Chefe do Poder Executivo para dispor por decreto sobre tal matéria”, cita a razão do veto.
O texto determina que o tratamento do usuário ou dependente de drogas deverá ser ordenado em uma rede de atenção à saúde, com prioridade para as modalidades de tratamento ambulatorial, podendo, excepcionalmente, haver internação em unidades de saúde e hospitais gerais, mediante autorização do médico devidamente registrado no Conselho Regional de Medicina (CRM) do Estado onde o estabelecimento da internação é localizado.
De acordo com a nova lei, entende-se por Sisnad o conjunto ordenado de princípios, regras, critérios e recursos materiais e humanos que envolvem as políticas, planos, programas, ações e projetos sobre drogas, incluindo-se nele, por adesão, os Sistemas de Políticas Públicas sobre Drogas dos Estados, Distrito Federal e municípios. “O Sisnad atuará em articulação com o Sistema Único de Saúde – SUS, e com o Sistema Único de Assistência Social – SUAS”, diz a norma.
Semana e vetos
O texto sancionado institui a Semana Nacional de Políticas sobre Drogas, que será comemorada anualmente na quarta semana de junho, e dispõe sobre a internação voluntária e a involuntária, que ocorre contra a vontade do dependente.
Sobre os vários vetos, Bolsonaro rejeitou ainda o trecho da reinserção social e econômica, que previa uma reserva de 30% das vagas em empresas vencedoras de licitação para obras públicas voltadas para pessoas atendidas pelas políticas sobre drogas.
Também ficou de fora da nova lei as deduções do Imposto de Renda (IR) nas doações por pessoas físicas ou jurídicas a projetos de atenção a usuários de drogas, assim como vários pontos que tratavam da organização do Sisnad, incluindo funcionamento e composição de alguns conselhos.

Por: Agência Estado

Modelo que acusa Neymar de estupro esfaqueou o ex-marido


Em 2014, Nájila agrediu o ex-companheiro, que precisou ser socorrido e registrou um boletim de ocorrência
Foto/Reprodução
A modelo Nájila Trindade, que acusa Neymar de estupro, esfaqueou o ex-marido em 2014, segundo um boletim de ocorrência que a repórter Márcia Dantas teve acesso com exclusividade.
O desentendimento teria ocorrido porque o ex-companheiro queria ir para a balada. No momento em que ele deitou no sofá, Nájila deu uma facada no peito do ex-marido. Ao ver a situação, ela ligou para pedir socorro.
O ex-companheiro da modelo precisou ser socorrido pelos bombeiros e foi encaminhado ao hospital.
Ainda de acordo com a repórter do Primeiro Impacto, um outro boletim de ocorrência contra a modelo foi aberto pelo ex-marido, em 2016, também por agressão. Ele é o pai do filho de Nájila.
A modelo contou ainda como está sendo sua rotina em meio a polêmica e como começou a conversar com Neymar.


Primeiro Impacto

Caso Neymar: Na TV, modelo aparece e confirma estupro. Assista!


O SBT Brasil mostrou com exclusividade a primeira entrevista com a mulher que acusa Neymar de estupro
Najila Trindade Mendes concedeu entrevista ao jornalista Roberto Cabrini. Foto: Reprodução/SBT
O SBT Brasil desta quarta-feira (5) exibiu com exclusividade a primeira entrevista de Najilah Trindade, a mulher que acusa Neymar de estupro e agressão. A modelo revelou ao jornalista Roberto Cabrini sobre os momentos que teve com o jogador do PSG.
“Eu fui vítima de estupro“, afirmou Najila ao ser perguntada pelo jornalista. Cabrini indagou novamente sobre a acusação. “Agressão juntamente com estupro”, confirmou a modelo.
Najila contou que conheceu o atleta através das redes sociais e logo em seguida trocou whatsapp com Neymar. Também afirmou que sentia atração e gostaria de ficar com o acusado. Questionada sobre a possibilidade da conversa terminar em sexo, ela confirmou o objetivo. “Meu intuito era esse“, confessou.
A vítima contou a Cabrini que a falta de preservativo causou o problema, confirmou que não tinha camisinha e o jogador não havia levado. “Ele já me virou e já foi cometendo o ato“, disse.
A entrevista completa e trechos inéditos serão exibidos na próxima segunda-feira (10) no programa Conexão Repórter às 23:45.
A modelo ainda falou sobre o tempo para fazer a denúncia, sobre as questões relacionadas a sua vida financeira e também sobre a suposta extorsão que Neymar falou em pronunciamento no IGTV.
Assista a entrevista de Najila Trindade ao jornalista Roberto Cabrini:

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Namorada mandou matar PM após vê-lo em vídeo íntimo com a filha dela, diz Polícia Civil


Mulher foi presa junto com a filha mais velha por suspeita de envolvimento na morte do policial. Tio da namorada do PM é suspeito de matar policial a marretada e queimar corpo.
Larrisa (à esquerda), Jaciane e o cabo Elias Matias Ribeiro em Araraquara — Foto: Reprodução/Facebook
A morte do cabo da Polícia Militar de Araraquara (SP) Elias Matias Ribeiro, de 49 anos, teve a participação da namorada dele, da filha mais velha dela e do tio da mulher, segundo o delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Fernando Bravo.
De acordo com Bravo, o crime teve motivação passional, após a namorada do policial ver um vídeo íntimo entre ele e a filha mais nova dela, de 20 anos.
Jaciane Maria, de 40 anos, e Larissa Marques, de 22, foram presas na tarde desta terça-feira e confessaram o crime. Elas ainda não apresentaram advogado de defesa. O tio está foragido.
Relação com mãe e filha
Jaciane disse ao delegado que teve a ajuda de um tio para matar o cabo, com quem se relacionava havia cerca de cinco meses.
Na noite de segunda-feira (3), ela convidou o namorado para dormir na casa dela. Quando a vítima estava dormindo, o tio da mulher entrou na casa e deu a marretada que matou o PM.
"O motivo foi passional. Elas foram apresentadas na DIG e confessaram o crime. A mãe esclareceu que namorava a vítima há 5 meses e, durante o relacionamento, ele passou a namorar a filha mais nova. Ela viu um vídeo sexual dos dois e combinou com o tio de matar a vítima", afirmou Bravo.
Cabo da PM Elias Matias Ribeiro foi morto em crime passional em Araraquara — Foto: Reprodução
Com a ajuda a filha mais velha, eles colocaram o corpo no carro do próprio policial, junto com o colchão ensanguentado e dirigiram até um canavial entre Araraquara e Américo Brasiliense, onde colocaram fogo no veículo.
Na casa do tio, um pedreiro de 54 anos, a polícia encontrou a marreta usada no crime. O homem ainda não foi localizado.
As duas mulheres tiveram a prisão preventiva solicitada pela polícia e aguardam posicionamento da Justiça.
Elas serão indiciadas por homicídio qualificado, por motivo fútil, recurso que impediu a defesa da vítima, além da destruição do corpo.
Segundo a Polícia Civil, a irmã mais nova foi ouvida pelos investigadores em casa e não foi levada para a delegacia porque ela não sabia e não teve participação no crime.
Corpo carbonizado
O carro do policial, um SUV Tucson, foi encontrado em chamas por volta das 3h desta terça em um canavial próximo à vicinal de acesso à Rodovia Antônio Machado Santana (SP-255), entre Américo Brasiliense e Araraquara.
O corpo carbonizado foi encontrado dentro do carro incendiado e, por conta do estado, a polícia pediu exame da arcada dentária.
Segundo o comandante da PM de Araraquara, tenente-coronel Adalberto José Ferreira, o corpo estava no banco de trás do veículo, junto com um colchão e o colete à prova de balas. No banco da frente, foram encontrados a arma, algemas, e carregadores.
O cabo trabalhava no 13º batalhão em Araraquara. Ele era motorista do comandante e faltava um mês para que fosse para a reserva. Ainda não há previsão para velório e enterro.
Carro foi encontrado em chamas em canavial — Foto: Arquivo pessoal
G1

sexta-feira, 31 de maio de 2019

Oficial de Justiça grávida de 8 meses morre após passar mal no Fórum de Sorocaba


Parto emergencial foi feito, mas bebê não resistiu. Natália Dias Cesco, de 34 anos, teve uma parada cardiorrespiratória durante o horário de trabalho, chegou a ser socorrida pelo Samu e levada à UPA do Éden.
Natália Cesco morreu após passar mal no trabalho em Sorocaba — Foto: Reprodução/Facebook
Uma oficial de Justiça grávida de 8 meses morreu nesta quinta-feira (30) após passar mal durante o horário de trabalho no Fórum de Sorocaba (SP).
De acordo com Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), responsável pelos primeiros socorros à paciente, o bebê também não resistiu.
Segundo testemunhas, Natália Dias Cesco, de 34 anos, teve uma parada cardiorrespiratória no corredor do Fórum, por volta das 16h de quinta-feira.
O Samu foi acionado e encaminhou uma ambulância de suporte avançado, com um médico e enfermeiro, para atender a ocorrência.
No local, a equipe do Samu fez os procedimentos de primeiro socorro à paciente, inclusive, tentou reanimá-la por cerca de de 30 minutos, sem sucesso.
Mesmo assim, ela foi levada pelo Samu para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Éden, onde foi feita uma cesariana de emergência, mas a criança não resistiu.
O corpo de Natália deve ser encaminhado ainda nesta sexta-feira (31) para Presidente Prudente (SP), cidade onde a família dela mora, e onde será velado e enterrado no cemitério Parque da Paz.
Natália Cesco morreu após passar mal no Fórum de Sorocaba — Foto: Reprodução/Facebook
Falta de assistência médica
Diante do anúncio da morte da oficial de Justiça, funcionários do Fórum de Sorocaba passaram a reclamar da falta de assistência médica no prédio, que registra grande volume de circulação de pessoas diariamente.
Uma funcionária - que pediu para ter a identidade preservada - conta que essa não foi a primeira vez que uma pessoa passa mal no prédio. Segundo ela, todos os dias alguém pede por atendimento médico, mas essa foi a primeira morte registrada no local.
"Se houvesse uma enfermaria com um médico no prédio, essa colega e seu bebê poderiam ter tido uma chance. O tribunal gasta em sistema de segurança ou tecnologia, mas a preocupação com a saúde dos funcionários e do público que frequenta os fóruns é zero", comenta.
A escrevente Cristiane Carvalho dos Santos, que presenciou o momento em que a oficial de Justiça passou mal, reforça a necessidade de uma ambulatório médico no Fórum de Sorocaba.
"Tentaram de tudo para reanimá-la, mas ninguém ali tinha o preparado adequado para a situação. Fizeram boca a boca, tudo que podiam para ajudar enquanto o resgate não chegava. Talvez, se ela tivesse tido os primeiros socorros adequados rapidamente, o final teria sido outro", lamenta.
Oficial de Justiça grávida de 8 meses morre após passar mal no Fórum de Sorocaba; bebê não resistiu — Foto: Arquivo pessoal
G1


quinta-feira, 30 de maio de 2019

Paciente na UTI tenta reagir a estupro de técnico em enfermagem e morre dias depois


Jovem de 21 anos dá entrada em UTI e é estuprada por técnico em enfermagem em Goiânia (GO). Imagens mostram a paciente, mesmo entubada e amarrada, tentando se defender. Ela morreu dias depois
Técnico em enfermagem abusa de paciente na UTI do Hospital Goiânia Leste
O técnico em enfermagem Ildson Custódio Bastos, de 41 anos, foi flagrado estuprando uma paciente que acabara de dar entrada na UTI de um hospital em Goiânia (GO). Ele foi preso na tarde desta quarta-feira (29).
A vítima, de 21 anos, morreu alguns dias depois de ser abusada no Hospital Goiânia Leste, mas a polícia ainda não sabe informar se a morte está relacionada ao estupro. A delegada Paula Meotti é a responsável pelo caso.
“Ildson claramente toca as partes íntimas dela com a mão direita sob o lençol. Ele não estava fazendo nenhum procedimento de enfermagem, porque estava o tempo todo usando só uma mão”, disse a delegada.
Uma câmera de segurança da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) registrou o estupro, que aconteceu na madrugada do último 17 de maio. A jovem havia sido internada devido a crises convulsivas e Ildson era o único funcionário no local naquele momento.
A delegada contou ainda que a vítima estava entubada e com as mãos amarradas na UTI devido ao quadro de saúde dela. O agressor fechou a cortina do leito onde a jovem estava para cometer o crime.
“O abuso durou cerca de 1h, ela alterava alguns momentos de consciência e, em um momento, ela se mexe, se debate, tentando escapar”, acrescenta a delegada.
O crime foi descoberto após a paciente pedir ajuda a uma enfermeira e revelar que o técnico que trabalha no turno da noite havia abusado dela sexualmente.
A enfermeira custou a acreditar na denúncia pois imaginou que a paciente pudesse estar delirando por conta de seu grave estado de saúde. Mesmo assim, a profissional relatou o caso à direção do hospital.
Quando as imagens da câmera de segurança foram verificadas, ficou comprovado que a paciente tinha razão. Em depoimento, o técnico em enfermagem ficou em silêncio. Ele vai responder por estupro de vulnerável.
“A causa da morte ainda não está totalmente esclarecida, mas a gente acredita que o abuso não tenha causa direta com a morte. Mas não sabemos até que ponto, esse abalo emocional pode ter influenciado ou piorado o estado de saúde dela”, finalizou a delegada.
O Hospital Goiânia Leste informou que o funcionário “foi demitido por justa causa” assim que o crime foi comprovado. Em nota, o hospital informa que “a causa da morte da paciente, no dia 26 de maio de 2019, não possui qualquer relação com os tristes fatos ocorridos”.
Ildson Custódio Bastos
Do Pragmatismo


PMs de SC se comovem após homem com sete filhos ser preso por furtar comida e doam cestas básicas


Denunciante do crime também ficou comovido e doou uma caixa de leite para os filhos do suspeito, que não tinha antecedentes criminais. Caso ocorreu em Nova Veneza.
Soldados se mobilizaram para dar comida para família — Foto: Willians Biehl/Portal Veneza
Um homem de 26 anos foi preso na terça-feira (28) suspeito de furtar comida de uma casa de Nova Veneza, no Sul catarinense. No momento do flagrante, na residência dele, o suspeito contou que estava há dias sem comer, bem como a mulher e os sete filhos. Os policiais militares que atenderam a ocorrência e a vítima do furto ficaram comovidos e doaram alimentos à família.
O homem foi solto e vai responder ao inquérito em liberdade. A casa foi furtada na segunda-feira (27), segundo a Polícia Militar. No dia seguinte, a vítima do furto entrou em contato com a PM para indicar o possível local onde o autor do furto morava.
Os policiais foram até uma casa, no bairro Brasília, e uma mulher os deixou entrar. "Quando a gente chegou pra verificar, era uma casa de aluguel com pouco móveis. Na entrada, tinha uma carne descongelada, um peixe na mesa, e o denunciante reconheceu como dele, porque era um peixe de água salgada. Depois, embaixo do sofá, escondido em uma banheira de criança, estavam os outros alimentos", contou o soldado Tiago Cardoso de Assis, que atendeu a ocorrência.
Segundo Assis, a mulher estava na casa com os filhos, os mais novos com 1 ano e meio e outro de apenas 28 dias. Na sequência, o homem chegou e confessou o crime. Ele foi levado à Central de Plantão Policial, preso em flagrante e depois liberado após para responder ao processo em liberdade. Ele não tinha antecedentes criminais.
Objetos foram recolhidos pela polícia na casa do homem detido — Foto: Willians Biehls/Portal Nova Veneza
A vítima do furto, Rodrigo Nazário, acompanhou os policiais na delegacia. No local, conversou com o preso. “Eu conversei com ele e ele parecia bem arrependido. Ele já estava em jejum há um dia e meio, não conseguia comida. Ele não tinha cinco 'pilas' para comprar pão pra menina dele. Daí eu fiquei comovido, a gente trabalha, sabe as dificuldades que tem”, contou.
De acordo com a PM, a criança mais nova teria dormido na noite anterior ao furto bebendo apenas água, por não ter o que comer. Nazário decidiu doar uma caixa de leite para a família, os policiais deram uma cesta básica e pessoas da comunidade também contribuíram com alimentos.
"Ficamos sensibilizados com seu relato, e com a condição em que estavam as crianças. Quando saímos da delegacia, conversando com meu parceiro, Assis, decidimos fazer alguma coisa para mudar a realidade daquela família. E decidimos comprar a cesta básica", contou o soldado Dalcione Rosso, que também estava na ocorrência.
“A gente fez a nossa parte, conduziu ele. Mas a gente ficou comovido, ver aquela situação das crianças, mas o pai ter chegado a esse ponto para cometer o delito. Claro que a gente orientou que tem outros meios, buscar a assistência social do município, pedir ajuda em igreja, nos vizinhos”, complementa Assis.
Nazário parabenizou a atitude dos policiais e também disse esperar que o homem não cometa mais crimes. “Eu torço para que ele se arrependa verdadeiramente, saia dessa, e vá para um caminho bom”, disse a vítima do furto. Ele contou ainda que foram furtados da casa objetos pessoais e uma espingarda de pressão, sem funcionamento.
Alimentos furtados foram encontrados na casa do suspeito — Foto: Willians Biehl/Portal Veneza
G1-SC


quarta-feira, 29 de maio de 2019

[VÍDEO] Recém-saído de presídio é detido tentando furtar celular de repórter durante o cortejo do cantor Gabriel Diniz


Homem foi preso e encaminhado para Central de Polícia. Foto: Divulgação/ Polícia Militar
Segundo Polícia Militar da Paraíba, Geraldo Martins do Rio, de 48 anos, foi liberado do presídio de Igarassu, em Pernambuco, no dia 21 deste mês. Ele foi flagrado em entrada ao vivo de jornalista durante velório do corpo do cantor Gabriel Diniz
O homem suspeito de tentar furtar o celular da repórter do SBT nacional, Márcia Dantas, na saída do cortejo do cantor Gabriel Diniz, foi preso em flagrante na tarde desta terça-feira (28), em João Pessoa, momentos depois de tentar cometer o crime. De acordo com a Polícia Militar, Geraldo Martins do Rio, de 48 anos, é de Pernambuco e havia saído do presídio de Igarassu no dia 21 deste mês, onde cumpria pena por receptação de objetos roubados e furtados.
O crime contra a jornalista foi praticado quando a profissional fazia a transmissão ao vivo para todo o Brasil da saída do cortejo do cantor Gabriel Diniz, no Ginásio O Ronaldão, na capital da Paraíba. Com ajuda da população e seguranças, a PM identificou e prendeu o homem em flagrante. Geraldo Martins do Rio foi encaminhado para Central de Polícia e será enquadrado pelo crime de tentativa de furto


OP9


sexta-feira, 24 de maio de 2019

ùltima chance: Carteira de habilitação carro e moto por R$ 999,00 na Rede Mais de Auto Escolas somente até segunda feira dia 27


A hora de tirar sua Carteira Nacional de Habitação é agora ou nunca, A Rede Mais de Auto Escolas está disponibilizando mais 54 vagas a preço de custo válido para todas as unidades da rede, Aproveite a super *promoção  Categoria a A/B (carro e moto) 999,00  a vista.
A promoção é válida para a Mais Matriz na rua Camilo Paula 12, Nova Betânia telefone. (84) 3314-2259
Auto escola Mais Filial na rua Sérvulo Marcelino 200, Planalto 13 de Maio (ao lado do Supermercado Rebouças).Telefone (84) 33165-831
Auto Escola Somar Filial na Rua Delfim Moreira 451, Santo Antônio Telefone:(84) 3314-3223
Auto Escola Somar Alto da Conceição, Av. Alberto Maranhão, Nº 1137 :Telefone: (84) 3321-4523 Auto Escola Somar Av. Abel Coelho, 46 - Abolição:Telefone: (84) 3318-3487
*A promoção é válida somente até o dia 27 de maio segunda feira ou até completar 54 vagas 
 Categoria a A/B 999,00 a vista 
*Não estão incluída as taxas referentes ao DETRAN.
Veja o vídeo abaixo e conheça nossa estrutura.
Quer saber porque a Auto Escola Mais é sua melhor opção CLIQUE AQUI

quinta-feira, 23 de maio de 2019

Seis brasileiros são encontrados mortos em apartamento no Chile


Mortos são quatro pessoas de uma família de SC e um casal de SP. Grupo estava em Santiago para comemorar o aniversário de uma das vítimas, que completaria 15 anos
Fabiano de Souza, 41; e a mulher Débora Muniz Nascimento de Souza, 38, e seus dois filhos; Caroline, de 14, e Felipe, de 13, morreram na tragédia. Foto: Facebook/Reprodução
Seis brasileiros foram encontrados mortos na noite desta quarta-feira (22) em um apartamento localizado no centro de Santiago, capital do Chile. As vítimas são quatro pessoas de uma família de Florianópolis e um casal do interior de São Paulo. Os nomes deles são Fabiano de Souza, 41 anos; e a mulher Débora Muniz Nascimento de Souza, 38, e seus dois filhos; Caroline, de 14, e Felipe, de 13; e o casal Jonathas Nascimento Krueger (irmão de Débora), 30, e Adriana Padilha Krueger. Cinco das vítimas são catarinenses e uma é goiana.
O grupo de brasileiros estava em Santiago para comemorar o aniversário de Caroline, que completaria 15 anos nesta sexta (24). Os turistas estavam de férias e haviam alugado um apartamento, por meio de uma plataforma na internet, no centro de Santiago. Eles estavam havia uma semana na cidade. O caso aconteceu em um edifício localizado na Rua Santo Domingo, a doze quadras do Palácio de la Moneda, sede do governo chileno e ponto turístico na cidade.
Jonathas Nascimento Krueger (irmão de Débora), 30, e Adriana Padilha Krueger estão entre as vítimas. Foto: Facebook/Reprodução
Segundo o Itamaraty, os parentes das vítimas suspeitaram que algo poderia ter acontecido após não conseguirem mais contato com os familiares. Ao procurarem um delegado em Santa Catarina, o policial ligou para um telefone que o Consulado do Brasil em Santiago disponibiliza para que brasileiros em problemas entrem em contato. Um diplomata brasileiro foi até o prédio e chamou os bombeiros, que encontraram os corpos no apartamento, que exalava um forte cheiro de gás.
O Corpo de Bombeiros do Chile acredita que as mortes tenham sido causadas por um vazamento de gás. Todo o prédio foi esvaziado durante as operações. “Havia seis pessoas mortas, quatro adultos e dois menores. Possivelmente, a morte foi causada por emanação de gás”, disse o comandante Rodrigo Soto. As autoridades ainda não sabem qual seria a causa do vazamento e os bombeiros realizam perícias no local, de acordo com a imprensa chilena. Quando a polícia chegou ao apartamento, notou que todas as janelas estavam fechadas, o que pode ter provocado a grande concentração de gás.
Apartamento exalava um forte cheiro de gás. Foto: cbsantiago/Twitter/Reprodução
Agência Estado


Desumana; ‘Mãe’ expulsa suas três filhas pequenas (9, 8 e 5 anos) de casa, e caso termina na delegacia, no Sertão da Paraíba


Por volta das 22 horas de ontem (quarta-feira, 22) moradores do setor conhecido por Beiral, no São Sebastião, em Patos, ligaram para o Conselho Tutelar e para a polícia informando que uma mulher, identificada apenas pelo nome de Acelina, expulsou as três filhas pequenas de casa.
As crianças (de 9, 8 e 5 anos), ficaram ao relento, chorando. O fato revoltou os moradores e foi parar na Delegacia de Polícia Civil de Patos.
O Conselho Tutelar determinou que as crianças ficassem com o pai dela e uma tia, que também residem no Beiral, enquanto o caso não se resolve na Justiça. A mãe não foi presa.
Segundo os moradores já é conhecida no local a falta de atenção dos pais para com essas filhas, que vivem perambulando pelas ruas do bairro, sem tomar banhos e mal alimentadas.

 Folha Patoense


quarta-feira, 22 de maio de 2019

Novo Decreto das Armas é publicado e proíbe fuzis para civis


Após muitas críticas, governo Bolsonaro publica novo texto alterando as regras originais sobre aquisição, cadastro, registro, posse, porte e comercialização de armas de fogo no Brasil.
Novo Decreto das Armas proíbe uso de fuzil com o qual Bolsonaro posou em 2017. Foto: Reprodução
O governo federal publicou nesta quarta-feira (22) novo decreto que altera regras do Decreto nº 9.785, de 7 de maio de 2019, que trata da aquisição, cadastro, registro, posse, porte e comercialização de armas de fogo no país.
A principal alteração foi a proibição do porte de fuzis para cidadãos comuns. De acordo com a empresa Taurus, que fabrica essas armas no Brasil, havia uma lista de espera de mais de 2 mil pessoas interessadas na compra do armamento.
A segunda principal alteração foi a revisão da permissão para que pessoas com menos de 18 anos possam frequentar clubes de tiro. Com a mudança, somente maiores de 14 anos poderão e precisarão de autorização dos dois responsáveis.
No decreto anterior não havia idade mínima e apenas um dos pais precisava autorizar a prática. O novo decreto também estabelece que munições incendiárias, químicas e outras vedadas em acordos e tratados internacionais do qual o Brasil participa ficam proibidas.
Desde que foi publicado, o Decreto das Armas vinha sendo alvo de muitas críticas. O partido Rede Sustentabilidade, por exemplo, entrou com ação no Supremo Tribunal Federal pedindo a anulação do decreto. 
Na terça-feira (21), 14 governadores divulgaram carta na qual afirmaram que a liberação do porte de armas no Brasil, por meio do decreto de Bolsonaro, acabaria beneficiando o crime organizado e gerando mais violência e insegurança.

Com informações da Agência Estado e da Agência Brasil


Lavrador de 51 anos tem pedra de 1,3 Kg e 18 cm retirada da bexiga em cirurgia na Bahia


Operação foi realizada em hospital do município de Jacobina, na região norte do estado.
Lavrador de 51 anos tem pedra de 1,3 Kg e 18 cm retirada da bexiga em cirurgia na Bahia — Foto: Renan Oliveira Barreto

Um lavrador de 51 anos passou por uma cirurgia em um hospital de Jacobina, na região norte da Bahia, para a retirada de uma pedra de mais de 1,3 Kg e com 18 cm de comprimento que estava na bexiga.
O procedimento ocorreu no Hospital Antônio Teixeira Sobrinho, na segunda-feira (20). O médico que realizou o procedimento, o cirurgião João Cleber Coutiunho, disse que essa é uma das maiores pedras em bexiga já registradas no mundo.
O médico afirmou que o paciente relatou que há 10 anos sentia ardência ao urinar e um peso no pé da barriga, mas somente em janeiro ele procurou saber as causas. Exames identificaram um cálculo de 10 cm na bexiga e o paciente, então, foi encaminhado para Salvador, onde foi alertado sobre a necessidade de realização da cirurgia.
O procedimento cirúrgico durou cerca de 1h e, além do médico João Cleber, outros cinco especialistas participaram da operação.
O paciente, que não teve nome divulgado, ainda está internado, mas segundo os médicos, está bem e falando.
O médico explica que as pedras na bexiga geralmente são causadas pela inflamação do órgão. Isso ocorre quando o corpo está desidratado ou a urina está muito concentrada, fazendo com que ela forme cristais na bexiga, que podem acumular ao longo do tempo e criar uma pedra cada vez maior.

Do G1