NOME NOME

sexta-feira, 3 de abril de 2020

Rei do Coladinho, cantor Paulynho Paixão morre após sofrer dois acidentes em menos de 3 horas no Piauí


Cantor havia saído ileso de acidente de carro, mas caiu de moto horas depois e morreu.
Paulynho Paixão ficou conhecido por sua músicas com letras românticas ligadas especialmente ao ritmo brega. — Foto: Divulgação

O cantor piauiense Francisco de Paula Moura, o Paulynho Paixão, 43 anos, morreu em um grave acidente na madrugada desta sexta-feira (3). Ele sofreu um acidente de carro por volta das 22h de quinta-feira (2) e saiu ileso. Ele resolveu retornar ao local, de moto, aproximadamente à 00h30, mas caiu de moto na PI-225, altura da cidade de São Miguel da Baixa Grande, 159 km de Teresina, e morreu devido aos ferimentos.
De acordo com o irmão de Paulinho Paixão, Francisco da Cruz Moura, o cantor sofreu o acidente de carro por volta das 22h na BR-316, próximo à cidade de Passagem Franca do Piauí. Ele não teve ferimentos e foi para a casa da família, em São Miguel da Baixa Grande, de onde foi encaminhado ao hospital.
Horas depois, os irmãos de Paulynho Paixão foram ao local para tentar buscar o carro em que ele havia se acidentado. Contudo, retornando à cidade, encontraram o cantor caído no chão, próximo ao Riacho Dantas, na PI-225.
Ele foi encaminhado ao hospital de Valença, mas morreu por volta de 3h da manhã. O velório acontecerá em São Miguel da Baixa Grande, cidade natal do cantor.

Rei do coladinho
O piauiense ficou conhecido principalmente no Norte e Nordeste como "Rei do Coladinho" e compôs músicas que são interpretadas por cantores como Simone e Simária, Luan Santana, Gustavo Lima, Leo Magalhães, Xand Avião e Wesley Safadão. O cantor chegou a compor mais de 2 mil músicas ao longo de mais de 15 anos de carreira.
Violência doméstica
O cantor chegou a ser preso, em agosto de 2019, por agressão contra sua esposa, Wilma Alves da Silva, conhecida como Tayanne Costa. A Justiça acatou a denúncia no dia 21 de janeiro de 2020.
O caso ocorreu em um hotel no dia 11 de agosto de 2019, após um show na cidade de Bacabal, a 247 km de São Luís. Na época, Paulynho Paixão foi enquadrado na Lei Maria da Penha e acabou preso após uma denúncia de agressão por parte de Tayanne Costa.

G1

terça-feira, 31 de março de 2020

Xand Avião é acusado de inventar coronavírus para ganhar seguidores após cura rápida


Foto/Reprodução
O cantor Xand Avião se tornou o centro de uma grande polêmica nas redes sociais após sua rápida cura da Covid-19. O cantor anunciou que ele e a esposa Isabele Timóteo haviam se recuperado totalmente após a contaminação pelo coronavírus.
O anúncio deixou alguns internautas com a pulga atrás da orelha, tendo em vista que o tempo de recuperação do cantor foi considerado muito rápido. A partir de então, algumas teorias da conspiração começaram a ser difundidas, e muitas pessoas acusaram Xand Avião de ter mentido sobre a contaminação para ganhar visibilidade e seguidores nas redes sociais.
Em tom de desabafo, o cantor decidiu se pronunciar sobre a polêmica, insistindo que ele e a esposa realmente haviam sofrido o contágio pelo coronavírus. “Primeiro, eu não minto para ganhar seguidor. A gente, sim, pegou coronavírus. Tanto eu quanto a Isabele. Como a gente estava perguntando para o meu médico ontem, acho que cada pessoa reage de forma diferente porque cada pessoa tem um organismo diferente. Ninguém tem o organismo igual”, disse.

Ministro Marco Aurélio Mello encaminha à PGR pedido de afastamento de Bolsonaro


Ministro encaminhou a notícia-crime protocolada pelo deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG).
Ministro Marco Aurélio Mello revelou ao Correio Braziliense, nesta segunda-feira, que temia a possível eleição de Jair Bolsonaro (foto: Fellipe Sampaio/STF )
O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), encaminhou, na noite desta segunda-feira (30), pedido de afastamento do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) para a Procuradoria-Geral da República (PGR). 
A notícia-crime foi protocolada pelo deputado federal mineiro Reginaldo Lopes (PT), devido ao "histórico das reiteradas e irresponsáveis declarações" feitas por Bolsonaro, ignorando a gravidade da pandemia da COVID-19.
Reginaldo Lopes obteve 194.332 votos (1,93% dos votos válidos) e foi eleito deputado federal por Minas Gerais no 1º turno das eleições de 2018.
O ministro Marco Aurélio Mello revelou ao Correio Braziliense, nesta segunda-feira, que temia a possível eleição de Jair Bolsonaro como presidente do Brasil. Ele falou sobre o assunto depois de perguntado sobre o crescente volume de ações judiciais apresentadas contra o chefe do governo, que tem estimulado o descumprimento das recomendações das autoridades de saúde em meio à pandemia do novo coronavírus.
O ministro lembrou que, em 2017,  durante palestra na Universidade de Coimbra, em Portugal, manifestou preocupação e temor com a ascensão política, em diferentes países, de populistas de extrema direita, como Bolsonaro.
"Falei sobre a Hungria, os Estados Unidos com Donald Trump, e disse que temia pelo Brasil, com a possível eleição de Jair Bolsonaro, um político que passou a vida inteira atacando as minorias e pregando um combate intenso contra a corrupção. Premonição? Não, só experiência de vida", afirmou Marco Aurélio.
Perguntado, ele não quis falar sobre as possíveis consequências jurídicas do posicionamento do capitão reformado na atual crise de saúde. "Eu fico triste ao ver o que o presidente da República está fazendo", limitou-se a dizer o ministro.
Além das várias ações judiciais em curso, nove partidos políticos anunciaram, nesta segunda-feira, que vão aos tribunais para pedir providências em relação ao passeio de Bolsonaro por estabelecimentos comerciais do Distrito Federal, no domingo. Na ocasião, houve aglomerações de pessoas que queriam ver o presidente e tirar selfie com ele.
Bolsonaro foi às ruas do DF um dia após o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, pedir a ele, durante reunião tensa noticiada pela colunista Eliane Cantanhêde, do jornal O Estado de S. Paulo, que não menosprezasse a gravidade da pandemia em suas manifestações públicas.
Após o passeio, o presidente revelou aos jornalistas uma vontade de baixar um decreto para permitir o trabalho de "toda profissão legalmente existente ou aquela que é voltada à informalidade, se for necessária para levar o sustento aos seus filhos". 
"Estamos estudando medidas judiciais cabíveis contra a atitude do Presidente da República, no intuito de salvaguardar vidas em nossa cidade, bem como mobilizando-nos em diversas ações de natureza política", diz nota assinada por nove partidos: PT, PSol, PCdoB, PDT, PSB, PCB, PV, Rede e Unidade Popular. Também assinam os grupos Consulta Popular e PRC.
"O DF é, hoje, a terceira Unidade da Federação com o maior registro de casos. Assim, essa apologia ao descumprimento de orientações sanitárias pode fazer com que os números cresçam em nossa cidade e que cheguemos ao completo colapso do sistema de saúde", dizem os partidos. "O discurso criminoso e irresponsável do presidente custará vidas, principalmente dos mais pobres, vulneráveis e moradores das periferias".
Segundo o ministro Marco Aurélio, o Judiciário deve responder às demandas da sociedade em sintonia com as leis e a Constituição. Ao mesmo tempo, alertou que a questão da pandemia no país está altamente judicializada, sobrecarregando o STF.
"O momento atual é de temperança. Apelo aos partidos políticos e às entidades de trabalhadores que tenham mais cautela, que aguardem primeiro as manifestações dos outros Poderes envolvidos, porque isso gera um ambiente de insegurança jurídica. São tantas ações que tive que passar o fim de semana trabalhando", disse o ministro.
Nesta segunda-feira, Marco Aurélio negou o seguimento de uma ação em que o partido Rede Sustentabilidade pedia para que fosse estabelecida uma renda mínima emergencial para todos os trabalhadores durante a pandemia do novo coronavírus. Para a legenda, há omissão do Executivo e do Legislativo em relação às medidas.
Na entrevista ao Correio, o ministro defendeu o isolamento social, recomendado pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para barrar o avanço do novo coronavírus.
"O isolamento social é a única maneira de nos preservarmos e evitarmos uma sobrecarga do sistema de saúde. Eu estou trabalhando em casa; afinal, tenho 73 anos e faço parte do grupo mais vulnerável. Se houver um contágio desmedido pelo vírus, certamente não haverá atendimento para todos que dele necessitarem", disse o ministro.

segunda-feira, 30 de março de 2020

Rei tailandês faz quarentena com 20 mulheres nos Alpes e revolta população


Rei da Tailândia, Rama X, ao lado da ex-consorte real Sineenat Wongvajirapakdi, uma de suas companheiras nos últimos anos.Imagem: Casa Real da Tailândia/AFP
O rei da Tailândia escolheu uma maneira nada recomendada para fazer sua quarentena como medida preventiva à pandemia de covid-19. Rama X, como é conhecido em seu país, está passando uma temporada em um hotel de luxo na região alemã dos Alpes na companhia de 20 concubinas. A atitude vem sendo criticada duramente pelo povo tailandês.
Segundo o jornal alemão Bild, Maha Vajiralongkorn, nome oficial do monarca de 67 anos, conseguiu uma autorização especial para alugar todo o Grand Hotel Sonnenbichl, na cidade de Garmisch-Partenkirchen. A região das montanhas da Baviera é conhecida por suas belezas naturais, principalmente na atual estação europeia da primavera.
A alegação para que ele conseguisse a autorização, mesmo com a Alemanha adotando medidas de confinamento social contra o coronavírus, foi que a comitiva do rei forma um grupo homogêneo, sem flutuação de pessoas. No entanto, 119 integrantes do grupo já foram mandados de volta à Tailândia por suspeita da covid-19.
Para aumentar a revolta do seu povo, não se sabe se ele levou suas quatro esposas para a quarentena. Por tudo isso, milhares de tailandeses têm se arriscado a criticar o rei nas redes sociais. No país asiático, quem insulta o rei pode ser condenado a até 15 anos de prisão.
Mesmo com o risco de serem punidos, tailandeses levaram uma hashtag que pode ser traduzida como “por que precisamos de um rei” a aparecer mais de um milhão de vezes nas últimas 24 horas no Twitter. Eles mostram indignação com o fato de o rei estar ausente de seu país justamente num momento de aumento dos casos de coronavírus.
Segundo dados do último sábado, a Tailândia vem apresentando mais de 100 novos casos por dia. O número total de infectados já chega a 1.245. Enquanto isso, na Alemanha os contaminados são quase 50 mil, com 325 mortes.
A presença de Rama X em território alemão não chega a ser uma novidade. O monarca costuma passar temporadas na Alemanha, onde tem uma segunda casa. No momento, ele não é visto na Tailândia desde fevereiro.

UOL

sábado, 28 de março de 2020

Ídolo infantil nos anos 80, Daniel Azulay morre após contrair coronavírus


O artista plástico Daniel Azulay morreu aos 72 anos por complicações do coronavírus. Crédito: Reprodução/Facebook
O desenhista Daniel Azulay, que fez muito sucesso com o público infantil nos anos 80, morreu nesta sexta-feira (27) aos 72 anos. A informação foi confirmada ao site UOL pela esposa, Beth Azulay. O educador e artista plástico carioca tratava de um câncer e contraiu a Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.
"Com extremo pesar comunicamos que nosso querido Daniel Azulay faleceu hoje a tarde no Rio de Janeiro. Ele estava tratando uma leucemia e contraiu coronavírus. Sua alegria continuará em todos nossos corações para sempre. Faremos rezas virtuais para ele nos próximos dias em virtude do isolamento. Daniel, Te amamos", escreveu a sua página oficial no Facebook. Segundo o site G1, ele estava internado havia duas semanas no CTI da Clínica São Vicente, na Gávea, Zona Sul carioca.
PROGRAMA INFANTIL
Daniel Azulay apresentou de 1977 a 1986 a "Turma do Lambe-Lambe", programa de TV educativo para o público infantil, transmitido primeiramente pela extinta TVE e mais tarde pela Rede Bandeirantes. Ficou conhecido principalmente por ensinar a desenhar e a construir brinquedos, influenciando a geração de crianças que cresceu no final do século passado. Seus personagens ganharam também as páginas das revistas em quadrinhos. Aqui no Espírito Santo, foi a inspiração para programas similares apresentados pelo também artista plástico Milson Henriques, na década de 80.
O desenhista conseguiu se manter relevante mesmo diante da mudança de padrões dos programas infantis da época, com o surgimento de apresentadoras como Xuxa, Angélica e Mara Maravilha. 
REPERCUSSÃO
A morte de Daniel Azulay repercutiu nas redes sociais entre artistas e personalidades, que exaltaram o talento e a trajetória do artista plástico, de formação autodidata.

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Filha é presa suspeita de matar família encontrada carbonizada em SP


Jovem, de 24 anos, morava com a namorada, de 31 anos, que também está detida sob suspeita de envolvimento no crime.
A filha mais velha do casal encontrado carbonizado dentro de um carro em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, na manhã desta terça-feira (28), foi presa junto com a namorada e é a principal suspeita do crime. O filho mais novo, de 15 anos, também foi encontrado morto no veículo. A polícia suspeita que a motivação do crime tenha sido a herança da família.
As duas suspeitas passaram a noite prestando depoimento e, nesta quarta-feira (29), foram encaminhadas ao IML (Instituto Medico Legal) de São Bernardo do Campo, onde realizaram o exame de corpo de delito. Em seguida, foram conduzidas ao 7º DP (Lapa), onde ficarão recolhidas temporariamente. Lucas Domingos, advogado da dupla, afirma que as suspeitas negam qualquer tipo de participação no crime. 
A jovem, de 24 anos, morava com a companheira, de 31 anos, e havia visitado a família em um condomínio, em Santo André, na noite em que o crime aconteceu. O circuito de câmeras de segurança do local em que o casal e o filho moravam está sendo analisado pela polícia e foi comprovado que o carro da família saiu de lá acompanhado por outro veículo por voltas das 23h30 da noite do crime.
Os corpos do casal e do adolescente foram encontrados carbonizados no porta-malas do carro da família, um Jeep Compass, na Estrada do Montanhão, uma área de mata. Um laudo preliminar aponta que a família foi morta a golpes de pauladas.
Na primeira visita da polícia à casa onde a família morava, os agentes encontraram o imóvel revirado, além de marcas de sangue pelos cômodos. Em depoimento, a suspeita mencionou um possível envolvimento com agiotas, mas a Polícia Civil já tinha como uma das linhas de investigação uma possível briga familiar.

R7

Filha de diarista é aprovada em medicina na UFRN, e mãe diz: 'Contava nos dedos o dinheiro da passagem para o cursinho'


Raíssa Nascimento, de 21 anos, mora em um bairro pobre de Natal e estudava em um beco estreito da casa. O pai dela atualmente está desempregado.
Raíssa Nascimento foi aprovada no curso de medicina na UFRN — Foto: Cleíldo Azevedo/Inter TV Cabugi
Desde o resultado do Sistema Unificado de Seleção (Sisu), divulgado na terça-feira (28), a família de Raíssa Nascimento, de 21 anos, vive momentos de um sonho de infância da jovem. Moradora do bairro Guarapes, localidade pobre da Zona Oeste de Natal, e filha de diarista e pai de desempregado, ela foi aprovada no curso de medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o mais concorrido da instituição.
"Eu tive muita ajuda da família, das minhas primas, dos meus professores, muito apoio. Principalmente quando se trata de uma pessoa negra, pobre e da periferia, se você não tiver ajuda de terceiros, você não vai pra frente. Foi difícil, foi. Mas a gente vai tentando e no final consegue", disse Raíssa, que sempre estudou em escola pública.
O Sisu é a plataforma do governo que seleciona estudantes para vagas em universidades públicas com base nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
A mãe da jovem conta que a dificuldade aparecia também quando a filha precisava ir ao cursinho pré-vestibular.
"Às vezes, eu ficava aqui, contando nos dedos o dinheiro da passagem para o cursinho. Se era ela que ia ou o irmão", lembra Rosângela do Nascimento.
Raíssa ficou os últimos dois anos apenas estudando para o vestibular. Mas nem mesmo ela acreditava que poderia ser aprovada em medicina na UFRN.
Com a casa em reforma - inclusive com cômodos ainda sem telhado -, ela tentava se concentrar apesar do barulho frequente. Assim, se instalou em uma espécie de beco da residência, local onde são estendidas as roupas no varal.
Raíssa adaptou o espaço para se sentir mais confortável. Fez uma cobertura improvisada em cima sobre a mesa de estudos e se cercou de plantas. Era uma forma de fugir da confusão da reforma. E lá ficava várias horas do dia.
"Eu acordava de 7h e parava só para almoçar. Depois, ia para o cursinho, para as aulas, dava uma revisada e ia dormir. Era isso. Ficava o dia todo estudando", relata Raíssa.
Raíssa Nascimento acordava às 7h para começar a estudar — Foto: Cleíldo Azevedo/Inter TV Cabugi
"A Raíssa, eu acho que é a pessoa mais determinada que eu já conheci na vida. Acordava cedo, chegava cedo, ia em todas as aulas e era a mesma cara, o mesmo sorriso, o mesmo jeito, nunca mudava", disse João Pedro, professor de Raíssa.
"Tudo que ela tinha dificuldade, ela sanava a dúvida, procurava os professores, fazia os exercícios. É um exemplo de determinação que dificilmente a gente encontra de novo."
O pai da jovem lembra que desde que ela era criança pensava em ser médica. "Sempre foi um sonho dela. Ela pequenininha colecionava alguns DVDs de séries de médico. Eu comentava com a mãe dela, que achava que ela ia ser médica", diz Moisés Afonso.
Com a aprovação no vestibular, o sonho citado pelo se concretizou. "Conseguimos. E ela vai fazer essa faculdade seja lá quantos anos forem", reforça Rosângela do Nascimento.
Rosângela do Nascimento é diarista — Foto: Cleíldo Azevedo/Inter TV Cabugi
G1-RN

Mulher beija réu que tentou matá-la com 5 tiros em 2019; caso aconteceu no julgamento do acusado


Vítima beija réu que tentou matá-la com 5 tiros Foto: Folha do Mate/ Alvaro Pegoraro
Uma mulher que foi vítima de tentativa de feminicídio em 2019 acompanhava o julgamento do acusado e supreendeu a todos os presente após levantar-se e beijar o homem que atirou contra ela por cinco vezes. O caso aconteceu no Rio Grande do Sul, na última terça.
Micheli Schlosser, 25 anos, na época, namorada de Lisandro Rafael Posselt, 28 anos, ainda pediu permissão ao juíz para abraçar e beijar o acusado, e mesmo com o pedido negado, Micheli trocou carinhos com o acusado.
A vítima ainda declarou que tudo aconteceu porque provocou o réu. “Ele nunca tinha me agredido, sempre foi muito bom para mim e já pagou pelo erro dele”, alegou. Michele informou também que tudo aconteceu porque a prórpria provocou o réu. “Ele nunca tinha me agredido, sempre foi muito bom para mim e já pagou pelo erro dele”, mencionou.
De acordo com o site Folha do Mate, o réu cumpre prisão na Penitenciária Estadual de Venâncio Aires, é apontado com o autor dos cinco tiros contra ela, no centro de Venâncio Aires, em setembro de 2019.
O réu pediu uma nova chance aos jurados e referiu que não quer voltar para ‘aquele inferno’. Sua defesa alegou que a vítima é a mais interessada no julgamento e ela já perdoou o réu.

sexta-feira, 22 de novembro de 2019

Apresentador Gugu Liberato morre aos 60 anos


Gugu Liberato morreu aos 60 anos em Orlando, nos Estados Unidos, segundo anunciou nesta sexta-feira (22) a sua assessoria. O apresentador estava internado desde quarta-feira (20), quando sofreu uma queda em casa e bateu a cabeça. A morte encefálica foi confirmada pelo médico Guilherme Lepski, neurocirurgião brasileiro chamado pela família, segundo nota divulgada pela assessoria (leia abaixo). Lepski chegou a Orlando nesta sexta. Gugu foi um dos principais apresentadores da TV brasileira. Entre 1981 e 2003, foi destaque no SBT no comando de programas de auditório. Em 2009, assinou contrato com a TV Record, onde continuou a atuar como apresentador. Ele tinha três filhos com a médica Rose Miriam di Matteo: João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Marina e Sofia, de 15 anos. Gugu Antônio Augusto Moraes Liberato nasceu na Lapa, bairro de classe média de São Paulo, em 10 de abril de 1959. Filho caçula de portugueses, Gugu tinha dois irmãos, Amandio Liberato e a numeróloga Aparecida Liberato. Fã de Silvio Santos, conseguiu se aproximar do apresentador aos 13 anos ao lhe entregar uma carta. Um ano depois, começou a trabalhar em televisão como auxiliar de produção do empresário, que na época tinha um programa na TV Globo.

quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Jornalista que anunciou morte de Gugu Liberato afirma que não tem informações oficiais


Gugu estava em sua casa, localizada em Orlando, nos Estados Unidos, quando se desequilibrou do forro do imóvel e caiu batendo a cabeça em um móvel. O jornalista Reinaldo Azevedo, da BandNews, voltou atrás na informação de que o apresentador Gugu Liberato teria tido morte cerebral após acidente doméstico nesta quinta-feira, 21. Ele afirmou não ter informações oficiais sobre a morte. Gugu estava em sua casa, localizada em Orlando, nos Estados Unidos, quando se desequilibrou do telhado do imóvel e caiu batendo a cabeça em um móvel. Reinaldo Azevedo confirma morte de Gugu Liberato!

Furo ou gafe?
pic.twitter.com/7LzHlng75k — ADAUTO YOUTUBER #52k (@canaldoadauto) November 21, 2019 
No início da tarde de hoje, a assessoria do apresentador afirmou que ele estava internado em observação por 48 horas e que, em breve divulgaria o estado de saúde de Gugu em um novo boletim médico.

O Povo

terça-feira, 19 de novembro de 2019

Família morre em acidente logo depois de anunciar nova gravidez


Casal e filho de cinco anos estavam em um Cruze que bateu em uma caminhonete na BR-472, no Rio Grande do Sul. Condutor do outro veículo também morreu
Joenara e Rodrigo haviam descoberto nova gravidez depois de anos de tentativas e comemorava a novidade. Foto: Reprodução
Uma família que havia anunciado uma nova gravidez na quarta-feira (13) amorreu em um acidente registrado neste domingo (17) em Boa Vista do Buricá, no interior do Rio Grande do Sul. Joenara Knüppe, 31 anos, o marido Rodrigo Cesar de Barros Padilha, 32 anos, e o filho do casal, Luis Eduardo Knüppe Padilha, de 5 anos, estavam em um GM Cruze que se chocou de frente contra uma caminhonete S10.
O Samu ainda conseguiu resgatar duas pessoas retiradas das ferragens, mas ambas morreram a caminho da unidade de saúde. O condutor do outro veículo, José Orlando Gontijo Tavares, de 74 anos, também faleceu. Ainda não se sabe o que provocou o acidente, registrado na BR-472 às 2h da madrugada.
Joenara era dona de duas clínicas de estética nas cidades de Santa Rosa e de Cachoeira do Sul e havia revelado a nova gestação em uma postagem realizada no dia 13 de novembro. Rodrigo, marido dela, era engenheiro mecânico.”Depois de um bom tempo tentando (quase 3 anos), em breve seremos 👨‍👩‍👧‍👦🐶🐶”, comemorou ela. Ela, o marido e o filho haviam passado o feriadão no município de Três de Maio, onde participaram da festa de 30 anos da irmã dela. 
Nas redes sociais, Joenara mostrava orgulho da família e gratidão pela vida. Em um post feito no ano passado com uma foto dela, de Luis e de Rodrigo, ela escreveu: “Dizem que não se pode ter tudo na vida, mas sem dúvida eu tenho TUDO: meu amor verdadeiro, meu filho lindo e cheio de saúde, uma família que me apoia e meu trabalho/sonho que amo demais. Obrigada Amor por estar sempre aqui por nós”.
A família morava havia pouco tempo em Cachoeira do Sul, onde Joenara era proprietária do Jolitá Estética e Bem Estar. As circunstâncias serão investigadas pela Polícia Civil. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a colisão aconteceu na faixa onde a caminhonete transitava, indicando preliminarmente que o Cruze pode ter invadido a contramão da rodovia.



OP9

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Mulher é morta a tiros logo depois prestar queixa contra o ex-namorado


 Adrielli Rodrigues, de 22 anos, foi atingida por quatro disparos no peito minutos depois de mandar uma mensagem para a mãe falando que estava sendo perseguida pelo suspeito
Adrielli havia acabado de registrar um boletim de ocorrência contra o ex, Cristiano Gomes, por agressões e ameaças. Foto: Facebook/Reprodução
Uma mulher foi assassinada a tiros quando saía da delegacia após prestar queixa contra o ex-namorado. Adrielli Rodrigues, de 22 anos, foi atingida por quatro disparos no peito minutos depois de mandar uma mensagem para a mãe falando que estava sendo perseguida pelo suspeito. Ela ainda chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.
O caso aconteceu na tarde da quinta-feira (14), na cidade de São Manuel, em São Paulo. Adrielli havia acabado de registrar um boletim de ocorrência contra o ex, Cristiano Gomes, por agressões e ameaças. Ela também tinha pedido uma medida protetiva. Na mensagem enviada para a mãe, a vítima mandou uma foto do ex em uma moto e disse que agora possuía provas de que era perseguida por ele.
Segundo a polícia, Cristiano estaria esperando a ex-namorada passar em um determinado ponto da cidade para cometer o crime. Dos cinco tiros disparados por ele, quatro atingiram Adrielli. Após os disparos, o suspeito fugiu. Cristiano teve a prisão preventiva decretada e foi preso na sexta-feira (15). O corpo de Adrielli foi velado na sexta e sepultado no sábado (16).

OP9

Adolescente comete suicídio por não querer ser “amante” do pai


Drama foi revelado em uma carta de despedida deixada pela maranhense Érica Neves, 19 anos, onde ela conta que era violentada desde os 15 anos. A mãe, que também foi presa, saberia de tudo.
Érika era obrigada a manter relações sexuais com o pai, enquanto a mãe sabia de tudo. Foto: Facebook/Reprodução
Um casal foi preso na cidade de Governador Newton Bello, no Maranhão, suspeito de abusar sexualmente da filha, que cometeu suicídio por conta da rotina de abusos. O crime foi descoberto em uma carta de despedida deixada por Érica Neves, 19 anos, onde ela conta que era violentada desde os 15. Ela era obrigada a manter relações sexuais com o pai, Edmar Cavalcante Neves, de 46 anos.
Segundo a vítima, a mãe, Rosinete Lima Neves, de 40 anos, sabia de tudo. Com a denúncia, os suspeitos foram chamados para prestar depoimento. Os celulares da adolescente e do casal foram apreendidos, e o crime ficou constatado através de mensagens trocadas em um aplicativo.
Os dois foram autuados pelo crime de estupro qualificado. Foto: Polícia Civil/Divulgação
Edmar e Rosinete foram presos na loja de propriedade do casal. Os dois foram autuados pelo crime de estupro qualificado, por conta da idade da vítima quando os abusos começaram. Os dois foram encaminhados ao presídio, onde permanecem aguardando julgamento.

sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Após decisão do STF, juiz manda soltar ex-presidente Lula


A decisão foi proferida pelo magistrado Danilo Pereira Júnior, após a defesa de Lula pedir a libertação do ex-presidente com base na decisão proferida na quinta (7) pelo Supremo Tribunal Federal (STF)
Foto: Lula Marques/Reprodução

A Justiça Federal em Curitiba determinou às 16h15 desta sexta-feira a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso desde 7 de abril do ano passado, na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, pela condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP), um dos processos da Operação Lava Jato. A decisão vem menos de 24 horas depois de o STF declarar inconstitucional a prisão em segunda instância.


A decisão foi proferida pelo juiz Danilo Pereira Júnior, após a defesa de Lula pedir a libertação do ex-presidente com base na decisão proferida na quinta-feira (7) pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que derrubou a validade da execução provisória de condenações criminais, conhecida como prisão após a segunda instância.
O mandado de soltura foi encaminhado para a PF. A expectativa é de que Lula deixe a prisão ainda nesta sexta-feira. O exame de corpo de delito teria sido dispensado e a expectativa é de que o ex-presidente saia do prédio da PF para falar com a militância e a imprensa que o esperam na calçada.
Em janeiro do ano passado, a condenação de Lula, proferida em primeira instância pelo ex-juiz Sérgio Moro, foi confirmada e a pena aumentada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), segunda instância da Justiça Federal, para 12 anos e um mês de prisão – 8 anos e 4 meses pelo crime de corrupção passiva e 3 anos e 9 meses pela lavagem de dinheiro.

Em abril deste ano, a pena de corrupção foi reduzida pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) para 5 anos e seis meses, enquanto a de lavagem ficou em 3 anos e quatro meses, resultando nos 8 anos e 10 meses finais.

Além de Lula, a decisão do STF deverá beneficiar outros condenados na Lava Jato, como os ex-deputados Eduardo Cunha, José Dirceu, além do e ex-executivos de empreiteiras.

Por: Agência Brasil

quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Morte em motel: “As drogas levaram minha filha”, desabafa pai de jovem


Tarciane Couto, de 24 anos, foi encontrada desacordada e sem lesões aparentes em um motel, onde entrou com um homem desconhecido
O pai da supervisora de marketing Tarciane Couto, de 24 anos, que morreu no domingo (27) um dia após ser encontrada desacordada no quarto de um motel na Várzea, no Recife, sugeriu que a filha morreu em decorrência do vício de drogas. Em entrevista à TV Clube, uma emissora do Sistema Opinião, Sérgio Couto fez um apelo para que os pais participem ativamente da vida dos filhos. “O diabo está tirando nossos filhos de nós. Queria que os pais tomassem conta dos seus filhos, abraçassem mais, amassem mais”, desabafou.
De acordo com a Polícia Civil, Tarciane Couto estava na companhia de um homem desconhecido, no sábado (26), quando passou mal. Ela teria sido socorrida por funcionários do motel e encaminhada com parada cardíaca à UPA da Caxangá, onde faleceu no dia seguinte. O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
Bastante abalado, Sérgio  disse que as “más companhias” levaram a filha ao mundo das drogas e aconselhou os pais a acompanharem os filhos. “Talvez eu não tenha feito isso com minha filha, e as drogas vieram e tiraram ela de mim. O inimigo entrou na minha casa. Tome conta da internet, tome conta da vida dele, tome conta dos amigos. Estou com 48 anos e, se eu completar 108, vou continuar com essa mágoa no meu coração”, afirmou emocionado.

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Acidente mata pai e filho que foram visitar novo bebê da família


Carlos Roberto da Silva, 28, e Talisson Williams da Silva, de 5 anos, tiveram moto atingida por treminhão em Rio Largo na tarde de domingo. Ele iam ver recém-nascido que era novo filho e irmão dos dois mortos no acidente grave. O motorista fugiu.
Carlos Roberto da Silva, 28, e o filho Talisson Williams da Silva, de 5 anos, saíram para visitar um bebê recém-nascido quando foram atropelados por um caminhão na tarde de domingo (13), em Rio Largo. É o que relatou a irmã de Carlos. Na manhã desta segunda-feira (14), os familiares aguardavam na sede do Instituto Médico Legal (IML), em Maceió, a liberação dos corpos. Ainda não se sabe onde e quando vai ser o sepultamento.
Um familiar relatou que o irmão e o sobrinho saíram do bairro da Forene, parte alta da capital, com destino a Rio Largo, onde eles iriam visitar o filho dele que nasceu na sexta-feira (11). Mas durante o trajeto, Carlos e Talisson se envolveram em um acidente com um treminhão que transportava cana de açúcar, no km 87 da BR-104, no município de Rio Largo.
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) analisou os vestígios encontrados no local do acidente e constatou que o tricaminhão Iveco/Trakker 410t48, de cor branca e placa de Aracaju/SE, realizava manobra para saída de pista quando colidiu com a Yamaha Crypton pilotada por Carlos Roberto.
Na motocicleta estavam pai e filho, que seguiam o fluxo sentido Maceió – Recife. A colisão ocorreu na faixa direita, sendo a motoneta arrastada até a estrada de terra lateral. Com o impacto, os dois veículos saíram do leito carroçável pela direita da via.
Revoltados, moradores da área atearam fogo na cabine do caminhão e chegaram a perseguir o motorista, mas ele conseguiu fugir por uma região de mata. Ele ainda não foi localizado e nem identificado. De acordo com o delegado plantonista José Carlos, o caso vai ser investigado pelo 12° Distrito Policial de Rio Largo.
OP9

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Mulher é estuprada por cinco homens em “matadouro” de Santa Rita-PB


A vítima dormia em sua residência com o esposo no momento em que os criminosos chegaram, agrediram o homem e em seguida a levaram para um matagal onde praticaram o abuso sexual
Mulher foi socorrida para o Hospital de Trauma em João Pessoa. Foto: Reprodução/ GoogleMaps
Uma mulher de 21 anos foi estuprada por cinco homens na comunidade Cadeado, em Santa Rita, Região Metropolitana de João Pessoa, na madrugada deste domingo (13). De acordo com a polícia, a vítima e o seu esposo dormiam no momento em que os suspeitos pelo crime chegaram em sua residência, atingiram o homem com pauladas na cabeça, retiraram a vítima da casa e levaram-na para um matagal onde cometeram o crime.
À polícia, a vítima denominou o local que os suspeitos a levaram como “matadouro”. Segundo ela, eles violentaram-a sexualmente, em seguida foram embora. A mulher também foi ferida nas costas por correntes. Ela conseguiu caminhar até uma rua onde pediu ajuda e foi socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa.
O esposo da vítima é ex-presidiário e usa tornozeleira eletrônica. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil e pode se tratar como um possível acerto de contas.

Homem assassina companheira a facadas por não aceitar término


Vítima tinha 16 anos e foi morta na residência onde o casal morava. Crime aconteceu no município de Teixeira, no Sertão paraibano
A adolescente Vanessa Batista, de 16 anos, foi morta com uma facada no peito pelo ex-companheiro no município de Teixeira, no Sertão paraibano. O crime foi motivado pelo suspeito não aceitar o término de relacionamento.
O feminicídio aconteceu na tarde de segunda-feira (14), na residência onde o casal morava no bairro Três Poços.
De acordo com a Polícia Civil, a adolescente conseguiu correr em busca de ajuda, mas morreu enquanto estava sendo socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).
O suspeito fugiu depois de assassinar a adolescente e ainda não foi preso. Até a manhã desta terça-feira (15), a polícia ainda realizava buscas pelo homem.

quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Garoto de 12 anos confessa ter matado menina de 9 anos em São Paulo


Aos policiais, ele primeiramente afirmou que apenas acompanhava Raíssa quando um homem de bicicleta chegou e cometeu o crime. Mais tarde, no entanto, ele voltou a relatar o que afirmara aos pais: que havia assassinado a colega.
A Polícia Civil confirmou na tarde desta terça-feira ( 1º), que um garoto de 12 anos confessou ter assassinado a menina Raíssa Eloá Caparelli Dadona, de 9 anos, no último domingo (29), no Parque Anhanguera (Zona Norte de SP). O adolescente morava na mesma rua da vítima e foi apreendido pela polícia após confessar o crime.
Segundo o delegado Luiz Eduardo de Aguiar Marturano, titular da 5ª Delegacia da Divisão de Homicídios do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), o garoto relatou o crime aos pais, que decidiram levá-lo à delegacia.
Aos policiais, ele primeiramente afirmou que apenas acompanhava a menina quando um homem de bicicleta chegou e cometeu o crime. Mais tarde, no entanto, ele voltou a relatar o que afirmara aos pais: que havia assassinado a colega.
“Eles saíram da festa no CEU (Centro Educacional Unificado), caminharam até a área de mata, brincaram um pouco, e o menino então começou a agredi-la com as mãos e com um pedaço de pau”, contou o delegado. Em seguida, o adolescente teria “laçado” a menina com uma corda em uma árvore e a enforcado.
De acordo com Marturano, ainda não é possível saber se a causa da morte foi asfixia ou os múltiplos traumas provocados pelas agressões. A confirmação depende dos laudos do Instituto Médico Legal (IML).
Ele relatou ainda que, como a investigação é muito recente, não descarta nenhuma hipótese, inclusive a de participação de um terceiro no crime.
Agora, a polícia pretende analisar mais imagens das câmeras da região e ouvir depoimentos de parentes e vizinhos das duas famílias.
Em depoimento, o menino não falou a motivação do crime. “Ele não demonstrou emoção”, relatou o delegado.
O menor teve a internação provisória decretada pela Justiça e deve ser encaminhado para a Fundação Casa.
Marturano disse que a mãe de Raíssa havia deixado a menina com o adolescente na fila do pula-pula enquanto foi buscar um alimento para o filho caçula.
A menina morava no bairro do Morro Doce, próximo ao Parque Anhanguera, e fazia acompanhamento para autismo há um ano. Seu corpo foi enterrado na segunda no Cemitério Municipal de Perus, na zona norte.

terça-feira, 1 de outubro de 2019

Pastora é encontrada morta dentro de geladeira no Rio de Janeiro


Yone Ângela Maximo dos Santos tinha 47 anos e estava desaparecida desde o dia 24. O corpo dela foi achado pelo irmão.
Corpo da pastora estava dentro de uma geladeira. Foto: Reprodução
Uma pastora foi encontrada morta dentro da geladeira da casa onde morava, no sábado (28), na cidade de Miguel Pereira, no Rio de Janeiro. Yone Ângela Maximo dos Santos tinha 47 anos e estava desaparecida desde o dia 24. O corpo foi achado pelo irmão dela. O assassino ainda usou um arame e um lençol para amarrar e amordaçar a vítima.
A principal linha de investigação para o crime é a de feminicídio. O suspeito, que era namorado da vítima, morreu um dia depois do desaparecimento da pastora, após trocar tiros com policiais militares em São Paulo e matar um PM. No veículo onde estava Luan Nilton Martins, 30 anos, os policiais encontraram documentos da pastora.
Yone já havia sido ameaçada por Luan. Em dezembro do ano passado, ela registrou queixa pedindo medidas protetivas contra o suspeito. Ele já tinha passagens pela polícia, pelos crimes de assalto e porte ilegal de arma de calibre restrito, ambos ocorridos em 2011.