NOME NOME

sexta-feira, 12 de julho de 2019

SUPER OFERTA DA REDE MAIS DE AUTO ESCOLAS PARA VOCÊ TIRAR SUA CARTEIRA DE HABILITAÇÃO


A maior Rede de Auto Escolas do Rio Grande do Norte, com o maior índice de aprovação no estado esta com uma oferta imperdível para quem quer tirar sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Faça uma pesquisa, e traga o peço da concorrência que cobrimos a oferta com um super desconto de R$ 100,00 (cem reais).
Porque tirar sua CNH na Auto Escola Mais e na Auto Escola Somar. 
Na auto escola mais você realizara suas aulas práticas e carros novos semelhantes aos utilizados pelo Departamento de Trânsito. Os carros são equipados com ar condicionado,direção hidráulica e computador de bordo.
A melhor equipe de instrutores com o melhor índice de aprovação da cidade. Filiais nos quatro cantos da cidade. Simulados de provas teóricas digitais no site da Auto Escola para uma melhor aprendizagem.
Procure uma das nossas unidades nos endereços abaixo.
Auto escola Mais Filial na rua Sérvulo Marcelino 200, Planalto 13 de Maio (ao lado do Supermercado Rebouças).Telefone (84) 3316-5831
Mais Matriz na rua Camilo Paula 12, Nova Betânia telefone. (84) 3314-2259
Auto Escola Somar Filial na Rua Delfim Moreira 451, Santo Antônio Telefone:
(84) 3314-3223
Auto Escola Somar Alto da Conceição, Av. Alberto Maranhão, Nº 1137 :Telefone:
(84) 3321-4523
Auto Escola Somar Av. Abel Coelho, 46 - Abolição:Telefone: (84) 3318-3487

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Criança de quatro meses é espancada até a morte pelo próprio pai em Areia Branca-SE


Um crime bárbaro chocou os moradores do município de Areia Branca no estado de Sergipe. As primeiras informações são de que uma criança de apenas 4 meses foi espancada até a morte e o principal suspeito o atual companheiro da mãe e pai da criança.
Segundo informações, o suspeito e a mãe da vitima, que é da cidade de Coronel João Sá, na Bahia, e que atualmente reside em Areia Branca, teriam ingerido bebida alcoólica durante este feriado do dia 8, e na madrugada desta segunda-feira (09) o suspeito teria espancado a criança até a morte.
Um dos policiais que atendeu a ocorrência, cabo Arialdo, informou que uma criança de 8 anos e irmão do bebe que morreu, teria visto o padrasto, o pai da criança, dando mamadeira (alimentação) à criança quando esta começou a chorar. Ele teria se irritado e arremessado a criança contra a parede.
Após cometer o crime, o homem que seria casado e residente no município de Itabaiana, teria fugido tomando rumo ignorado.
Policiais militares informaram que foram procurados pela mãe e que ela disse que quando acordou já encontrou o bebê sem vida, no chão.
Até o momento ninguém foi preso.
Com informações do Faxaju

Aos 77 anos, morre o jornalista Paulo Henrique Amorim


Jornalista morreu em casa, no Rio de Janeiro, quando sofreu um enfarte fulminante. Paulo Henrique Amorim era jornalista desde 1961
Paulo Henrique Amorim. Foto: Paulo Pinto/AGPT
O jornalista Paulo Henrique Amorim morreu na madrugada desta quarta-feira (10) aos 77 anos. Ele morreu em casa, no Rio de Janeiro, quando sofreu um enfarte fulminante. Paulo Henrique Amorim trabalhava na área desde 1961. Entre 2006 e 2019, foi apresentador e repórter do Domingo Espetacular pela Rede Record. Atualmente, além de escrever para jornais e revistas pelo país, mantinha o blog Conversa Afiada. Ele deixa uma filha e a mulher, Geórgia Pinheiro.
Nascido no dia 22 de fevereiro de 1942 no Rio de Janeiro, Paulo Henrique Amorim era formado em sociologia e política. Filho do jornalista e estudioso do espiritismo Deolindo Amorim, seguiu os passos do pai desde cedo, trabalhando na imprensa desde adolescente. Paulo Henrique estreou no jornal A noite, em 1961. Depois foi para Nova York, atuando como correspondente internacional da revista Realidade e, posteriormente, da revista Veja.
Na televisão, passou pela extinta TV Manchete e pela TV Globo, também como correspondente internacional.  Em 1996, foi para a TV Bandeirantes, onde apresentou o Jornal da Band. Depois, passou pela TV Cultura. Em 2003, foi contratado pela TV Record, onde apresentou o Jornal da Record. Também ajudou a criar a revista eletrônica Tudo a Ver na emissora. Depois, assumiu a apresentação do Domingo Espetacular, onde ficou até junho deste ano.
O jornalista participou de grandes coberturas como a da eclosão do vírus ebola na África (1975 a 1976); a eleição (1992) e a posse do então novo presidente norte-americano Bill Clinton (1993); os distúrbios raciais (1992) e o terremoto (1994) de Los Angeles; a guerra civil de Ruanda e a rebelião zapatista no México (1994).

sexta-feira, 5 de julho de 2019

Rapaz assassina irmão a golpes de tesoura por conta de um cigarro


Jonathan Gomes Rodrigues foi morto por ter reclamado do cheiro da fumaça na casa da mãe. Suspeito foi preso em flagrante a assumiu a autoria do crime
Relação de Jonathan (foto) e o irmão que o assassinou era conturbada desde que eles eram crianças. Foto: Reprodução
Um homem foi assassinado pelo próprio irmão a golpes de tesoura dentro de um conjunto residencial no bairro do Engenho Velho, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. De acordo com informações preliminares da polícia, a vítima, identificada como Jonathan Gomes Rodrigues, teria ido ao apartamento da mãe para montar um móvel quando discutiu com o irmão, Jonas Gomes Rodrigues, de 25, por ele estar fumando em um dos quartos.
Segundo o suspeito, depois disso Jonathan bateu nos fios do computador que ele usava quando fazia a montagem do móvel e os dois entraram em luta corporal. “Consegui sair e peguei uma tesoura. Quando ele veio bater em mim, eu dei os golpes”. Segundo Jonas, o irmão sofreu ferimentos nos braços e no tórax. “Ele tentou correr e caiu. Eu peguei uma sacola, amarrei nele para tentar parar o sangramento e coloquei gelo nas feridas, mas ele começou a passar mal. Eu ainda tentei fazer massagem cardíaca e respiração boca-a-boca nele, mas ele não resistiu”, contou.
Quando viu o irmão parar de respirar, Jonas saiu do local e se escondeu em uma mata, mas se arrependeu de ter fugido e voltou ao local do crime para se entregar.  Ao chegar ao conjunto residencial, a Polícia Militar estava lá e o prendeu.
Segundo o suspeito, a relação dele e de Jonathan era muito conturbada desde que eles eram crianças. “A gente brigava muito, eu jogava pedras nele e já puxei uma faca pra ele”, relatou. Jonathan era o único irmão de Jonas, que assumiu consumir drogas. A polícia ainda não sabe se ele estava sob efeito de algum entorpecente quando cometeu o crime.
Jonas foi levado à Delegacia de Prazeres, onde foi autuado em flagrante por homicídio. Ele deve ser submetido a audiência de custódia nesta sexta-feira para que a Justiça defina se ele permanece preso durante o inquérito que vai apurar o caso.

OP9

terça-feira, 2 de julho de 2019

Oito pessoas morrem em operação na Paraíba após morte de PM em PE


Criminosos que estariam envolvidos no assassinato de um policial militar em Santa Cruz do Capibaribe morreram em confronto com a PM na Paraíba.
Operação foi realizada por policiais militares de Pernambuco e da Paraíba Nayara Vila Vila/TV Jornal Interior
Oito criminosos que estariam envolvidos na morte de um policial militar na cidade de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco, foram mortos durante confronto com a Polícia Militar entre os municípios de Barra de São Miguel e Conceição, na Paraíba, na manhã desta terça-feira (2).
Segundo informações passadas pela polícia, os mortos são seis homens e duas mulheres. Entre eles, havia um vereador do município de Betânia, no Sertão. As vítimas chegaram a ser levadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Santa Cruz do Capibaribe.
Quatro pessoas teriam participado da investida contra o mercado e o policial André José da Silva, 32 anos, que morreu. Os outros envolvidos teriam participado do resgate do grupo criminoso.
A operação foi integrada e contou com a participação da Polícia Militar de Pernambuco e da Paraíba. Dois helicópteros do Grupo Tático Aéreo (GTA) deram apoio à ação.
Entenda o caso
Na tarde dessa segunda, quatro homens armados assaltaram uma casa lotérica e um mercado no bairro Dona Lica, em Santa Cruz do Capibaribe, e foram perseguidos por uma viatura da Polícia Militar. A viatura foi atingida por vários disparos. O soldado André José da Silva, 32 anos, que dirigia a viatura, foi ferido e não resistiu.
Já o PM que estava no banco do passageiro, Moacir Pereira, 47, ficou ferido, mas conseguiu sair do veículo. Ele foi levado para a UPA de Santa Cruz do Capibaribe para receber atendimento e depois transferido para o Hospital Regional do Agreste (HRA). Os assaltantes fugiram. O carro deles foi encontrado abandonado em Barra de São Miguel, na Paraíba.

Com informações do NE10 interior

Câmera flagra ladrão invadindo casa e atirando em assistente social que morreu em suposto assalto em MT


Assistente social foi abordada por ladrão ao chegar de carro em casa, buzinou para chamar atenção do marido e foi morta. Policiais fazem buscas, mas suspeitos não foram presos.
Sandra Siqueira Travaína, de 47 anos, foi morta em suposta tentativa de assalto em Várzea Grande — Foto: Facebook/Reprodução
Uma câmera de segurança flagrou o momento em que um ladrão invadiu uma casa e atirou em assistente social que morreu em um suposto assalto na noite dessa segunda-feira (1º) em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.(Vídeo abaixo)
Sandra Siqueira Travaína, de 47 anos, chegava de carro em casa quando aconteceu a tentativa de assalto. O ladrão teria entrado junto com o veículo, quando o portão eletrônico foi aberto, e bateu com a arma na janela da motorista, anunciando o roubo.
As imagens mostram o momento em que a motorista sobe com o carro na calçada, espera o portão abrir e entra.
Em seguida um dos assaltantes aparece na rua, atravessa e corre, conseguindo entrar antes que o portão se fechasse por completo. Outros dois ladrões atravessam a rua, mas correm e fogem assim que escutam o disparo feito pelo comparsa deles.
O vídeo não mostra o disparo, mas mostra a fuga dos assaltantes que viram uma esquina e não foram mais vistos.
Policiais militares e civis fazem buscas nesta terça-feira (2), mas nenhum suspeito foi preso,
O crime
A tentativa de assalto ocorreu por volta de 22h no Bairro Nova Várzea Grande. Sandra estava com a filha, de 16 anos, e a irmã dela.
Sandra, ao perceber o assalto, apertou a buzina do carro para chamar a atenção do marido dela, que estava dentro da residência. O ladrão se assustou e atirou contra a vítima.
A casa conta com câmeras de segurança e as imagens já foram entregues à polícia. O caso deve ser investigado pela Polícia Civil.
Sandra foi candidata a vereadora pelo Partido Humanista da Solidariedade (PHS) nas eleições municipais de 2016. Atualmente ela trabalhava na Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Várzea Grande.
O velório está previsto no Cemitério Recanto da Paz, em Várzea Grande.


quinta-feira, 27 de junho de 2019

[VÍDEO] Adolescente agarra menina de 2 anos que caiu do segundo andar de prédio


Feuzi Zabaat, de 17 anos, estava caminhando por uma rua de Istambul (Turquia) quando percebeu que uma menina havia subido na janela de um apartamento no segundo andar de prédio. Ciente do perigo que a cena representava, o adolescente argelino resolveu parar. E o seu gesto salvou a criança.
A pequena síria Doha Muhammed, de 2 anos, caiu da janela enquanto a mãe estava cozinhando. Mas Feuzi conseguiu agarrá-la antes que ela atingisse o chão.
A família de Doha saudou Feuzi como herói e lhe deu recompensa de 200 liras turcas (cerca de R$ 133), contou a emissora local DHA.
Em entrevista à ABC News, Feuzi comentou: "Fiz o necessário por amor a Alá".

quarta-feira, 26 de junho de 2019

Homem atira em bebê de 10 meses depois de ter sido rejeitado pela mãe em uma festa


Deziree Menagh e a filha que foi atingida por uma bala na cabeça por um homem que havia sido rejeitado — Foto: Reprodução/Facebook
Um homem de 23 anos deu um tiro na cabeça de um bebê de 10 mesesdepois que a mãe da criança o rejeitou, no domingo (23) de madrugada, na cidade de Fresno, na Califórnia, nos Estados Unidos.
A criança está hospitalizada.
O crime aconteceu em uma festa em uma residência. De acordo com a polícia da cidade, o acusado, Marcos Antonio Echartea, era, na prática, um desconhecido da vítima, Deziree Menagh, 18, –eles haviam se conhecido há uma semana, e não haviam interagido desde então
Em um momento da festa, Menagh saiu da casa e foi para o jardim, onde outras pessoas estavam. Ela relatou que Echartea a havia agarrado pela mão, e que ela se sentiu desconfortável.
O homem continuou a ir atrás dela e também foi para o lado de fora da residência. Ele se sentou em uma varanda e tentou puxá-la à força para que ela caísse no seu colo.
Ela, mais uma vez, se afastou e, dessa vez, resolveu ir embora.
Por volta de 4h de domingo (23), a mãe foi pegar a filha recém-nascida e saiu da casa com um amigo. Eles entraram em um carro e começaram a partir, mas, por algum motivo que ainda não é claro, pararam o carro depois de uma quadra.
Uma das hipóteses é que os dois esperavam que Echartea fosse embora, para que Menagh, que mora perto, pudesse voltar para casa em segurança.
Mas ele se aproximou rapidamente do carro. Assim que Echartea os alcançou, puxou uma arma e começou a atirar. Uma das balas atravessou o vidro e atingiu a criança na cabeça.
O amigo da mãe chamou a polícia e acelerou para o hospital. Lá, a criança passou por uma cirurgia para tirar os fragmentos da cabeça.
O pai, que não estava na festa, os encontrou lá.
Echartea, depois de atirar, voltou para a festa. Os policiais o encontraram lá e o prenderam por três tentativas de homicídio.

Do G1

Militar da Aeronáutica que dava apoio à comitiva de Bolsonaro foi preso na Espanha com 39 quilos de cocaína em 37 pacotes


Um sargento da Força Aérea Brasileira (FAB) foi detido nesta terça-feira (25) sob a acusação de transportar 39 quilos de cocaína dentro do avião da equipe que dá suporte à comitiva do presidente Jair Bolsonaro.
O sargento da FAB integrava a comitiva de 21 militares que partiu de Brasília com destino a Tóquio, no Japão, e fez escala no aeroporto de Sevilha, no sul da Espanha.
A detenção do militar brasileiro ocorreu durante um controle aduaneiro de rotina. O avião da FAB é um modelo Embraer 190, do Grupo Especial de Transporte da FAB.
Segundo a Guarda Civil, força da polícia espanhola responsável pelo controle aduaneiro, a droga estava dividida em 37 pacotes dentro da bagagem de mão do militar M. S. R., 38 anos, casado.
Depois da detenção do sargento, os demais militares puderam seguir viagem ao Japão.
Fontes da Guarda Civil informaram à BBC News que o militar ficou detido na Guarda Civil de Sevilha antes de passar à disposição judicial na manhã desta quarta-feira.
O brasileiro será acusado de tráfico de drogas, descrito no Código Penal espanhol como crime contra a saúde pública.
Segundo o jornal andaluz Diario Sur, investigadores acreditam que o destino final da cocaína fosse a Espanha.
Reação do governo brasileiro
O avião da FAB em que ele estava transportava equipe de apoio à comitiva de Bolsonaro, que participará da reunião do G20, no Japão. O presidente, que embarcou na noite de terça-feira, não estava na mesma aeronave do sargento.
No Twitter, Bolsonaro disse que determinou que o Ministério da Defesa colabore com as autoridades policiais espanholas na investigação do caso.
Bolsonaro afirmou ainda que a FAB tem "cerca de 300 mil homens e mulheres formados nos mais íntegros princípios da ética e da moralidade".Em nota, o Ministério da Defesa e o Comando da Aeronáutica repudiaram "atos dessa natureza" e informaram que determinaram a instauração de um Inquérito Policial Militar (IPM) para elucidar o caso.
Caso anterior
Não é a primeira vez que um membro da FAB é acusado de usar a condição de militar para o tráfico de drogas na Espanha, segundo o jornal espanhol El País.
Em abril, o Superior Tribunal Militar (STM) brasileiro determinou a expulsão de um tenente-coronel que transportava 33 quilos de cocaína em um avião da FAB, um Hércules C-130, durante uma escala em Palmas de Gran Canaria.
Outros dois militares julgados no mesmo caso já haviam sido expulsos da corporação.
O crime ocorreu em 1999, e o comandante foi condenado a 16 anos de prisão por pertencer a uma rede de tráfico internacional de cocaína usando aviões da FAB.

BBc

terça-feira, 25 de junho de 2019

Homem é preso suspeito de estuprar mulher perto do Parque do Povo, em Campina Grande-PB


Homem confessou crime e disse que estava sob efeito de drogas. Jovem foi encaminhada para hospital.
Homem está preso na Central de Polícia Civil de Campina Grande — Foto: Reprodução/TV Paraíba
Uma mulher de Pernambuco, que curtia o São João 2019 de Campina Grande, foi estuprada na madrugada do sábado (22), após sair do Parque do Povo, área onde acontecem os shows gratuitos da programação da cidade. O homem suspeito de ter estuprado e agredido a jovem foi preso neste domingo (23).
A vítima foi internada em um hospital de Campina Grande. Familiares dela estiveram na cidade e prestam apoio à jovem. Não há informações quando ela deve ser liberada.
De acordo com a Polícia Civil, o homem preso trabalha como vigilante. O suspeito está preso na Central de Polícia Civil e, durante depoimento, ele confessou o crime. O suspeito disse que era usuário de drogas e estaria sob efeito delas quando cometeu o estupro. Devido ao feriado, a audiência de custódia do suspeito só deve acontecer nesta terça-feira (25).

G1-PB

segunda-feira, 24 de junho de 2019

Criança é picada por cobra e morre em acidente de carro a caminho do hospital


O pai dela dirigia um veículo e sofreu o acidente enquanto tentava socorrer a filha
Foto/Reprodução
Uma menina, de 11 anos, morreu depois de ser picada por uma cobra e sofrer um acidente no município de Confresa, a 1.160 km de Cuiabá. O pai dela dirigia um veículo e sofreu o acidente enquanto tentava socorrer a filha.
Segundo a Polícia Civil, o acidente ocorreu na Estrada do Abacaxi, zona rural de Confresa.
A menina foi identificada como Ieda Geovana Rodrigues. O pai dela é Simevaldo Rodrigues, de 51 anos.
O vizinho da família registrou um boletim de ocorrência na delegacia. A menina foi picada por uma cobra e a família se mobilizou para socorrê-la. Simevaldo colocou a criança no carro, um veículo Gol, e saiu em direção ao hospital municipal.
Durante o trajeto o pai perdeu o controle do automóvel e sofreu o acidente. A menina não resistiu e morreu no capotamento. Simevaldo está internado no hospital municipal. A mãe da menina entrou em estado de choque.

Do G1

Adolescente de 15 anos morre enquanto usava celular no carregador e caso gera alerta


O caso do jovem deve servir de alerta para outras pessoas que tenham o mesmo hábito.
Foto/Reprodução
Uma fatalidade abalou a vida de uma família na última quinta-feira (20/06), na cidade de Campinas do Piauí. Um adolescente, que tinha 15 anos de idade, foi a óbito após receber uma forte descarga de eletricidade enquanto usava seu aparelho celular, que estava carregando.
De acordo com um familiar do adolescente, o incidente ocorreu quando Carlos Emanoel tentava transferir músicas de seu computador para o Smartphone e usava os fones de ouvido ao mesmo tempo em que o telefone estava sendo carregado. Foi então que a corrente elétrica o atingiu, o deixando desmaiado em seu quarto
Após o rapaz ser fortemente eletrocutado, a família de Carlos chamou uma ambulância para levar o garoto para uma unidade de saúde da cidade de Simplício Mendes para tentar reanimá-lo. Mas infelizmente, Emanoel não conseguiu resistir ao choque, chegando sem vida ao local onde receberia atendimento médico.
A mãe do adolescente revelou que ela estava em outro cômodo da casa quando escutou um forte barulho vindo do quarto do filho. Após correr para saber o que tinha acontecido, a mulher encontrou Carlos desacordado, momento em que se desesperou e chamou o socorro.
O caso do jovem deve servir de alerta para outras pessoas que tenham o mesmo hábito. Apesar de alguns não saberem, o uso do celular durante o carregamento, sendo ou não com fones de ouvidos, pode ser extremamente perigoso, levando em consideração que enquanto carrega, o aparelho recebe muita eletricidade, o que pode se tornar fatal, como do caso de Carlos.

Fala Piauí

sábado, 15 de junho de 2019

Náufragos de barco que afundou em Noronha chegam a Natal


Marinha do Brasil resgatou nove dos dez náufragos da embarcação Navegantes, que afundou quando seguia do Recife para o Arquipélago. Buscas por desaparecido continuam.
Nove pessoas que estavam em embarcação que naufragou em direção à Noronha foram resgatadas pela Marinha na noite de quinta-feira e chegaram a Natal nesta sexta-feira. Foto: Alexandre Cassiano/TV Ponta Negra
“Foi tudo muito rápido. Foi Deus quem nos salvou”. Muito emocionado, Edivan Baracho, um dos passageiros da embarcação Navegantes, que naufragou na direção do caminho do Arquipélago de Fernando de Noronha na quinta-feira (13), definiu assim o resgate dele e de oito colegas retirados do mar. O potiguar do município de Touros, no Litoral Norte do Rio Grande do Norte, chegou ao continente ao lado dos colegas no Navio-Patrulha Guaíba pouco antes das 11h desta sexta (14).
O grupo foi encontrado na noite da quinta-feira, mais de 12h depois que o barco afundou. A Marinha do Brasil continua em busca de um tripulante, identificado apenas como Marcos, que continua desaparecido. De acordo com informações dos resgatados, a embarcação estava carregada com material de construção. “Só Deus sabe o que passamos, pois não é fácil. A gente pensa muito na família. Quando vimos o navio da Marinha, fiquei muito feliz. Graças a Deus estamos voltando”, desabafou o pernambucano Paulo Penha de Moura, que também trabalhava na embarcação.
Os nove tripulantes resgatados foram recebidos pelo Comando do 3º Distrito Naval e seguiram em ambulâncias para a realização de exames. Eles foram divididos em dois grupos e, antes de seguiram para a unidade de saúde, se abraçaram comemorando a vida.
Tárcio Barbosa, que trabalhava na embarcação ao lado do pai, Paulo, relatou nunca haver passado por situação semelhante. Já Paulo afirmou já ter embarcado outras vezes, principalmente com destino a Noronha, mas nunca tinha vivido um naufrágio.
Paulo trabalhava ao lado do filho, Tárcio Barbosa, na embarcação. Ambos relataram nunca haver passado por situação semelhante. Paulo acredita que o barco naufragou devido aos ventos fortes. “Conseguimos sair rápido da embarcação e um de nós, Marcos, também ficou na água, mas devido à escuridão não conseguimos mais vê-lo”, relatou.
A embarcação Navegantes saiu do Recife, no dia 12 de junho e naufragou a uma distância de 80 milhas náuticas do continente, o equivalente a 148 quilômetros de distância de João Pessoa (PB). Confira os nomes dos nove náufragos resgatados pela Marinha:
Edivan Baracho
Evaldo Alves
Daniel Soares
Múcio Ramos
César Cláudio
Paulo Penha de Moura
Milton Luiz
Severino Ramos
Tárcio Barbosa
OP9

sexta-feira, 14 de junho de 2019

Mulher afogada em túnel em Recife-PE salvou esposa e amiga antes de morrer


Mirelly Paula da Silva, 34 anos, estava no carro com a esposa, Thaís Castelly, e a chefe e amiga, Jaqueline Maria de Silva Lima. O veículo em que as três estavam foi coberto pela água no túnel do Pina
Mirelly tinha 34 anos e morreu afogada no Túnel do Pina. Ela deixou uma filha de seis anos. Foto: Facebook/Reprodução
A mulher que morreu afogada na noite da quinta-feira (13) após o carro em que estava ser coberto pela água no túnel do Pina salvou as outras duas pessoas no veículo antes de morrer. Cuidadora em um abrigo de crianças, Mirelly Paula da Silva, 34 anos, estava no carro com a esposa, Thaís Castelly, e a chefe e amiga, Jaqueline Maria de Silva Lima. A Polícia Civil abriu um inquérito para o caso.
A tragédia ocorreu por volta das 20h de ontem, quando as três amigas deixavam um shopping na Zona Sul. O corpo de Mirelly foi liberado pelos familiares na manhã desta sexta-feira e o sepultamento está previsto para acontecer nesta tarde, no Cemitério de Guadalupe, em Olinda.
Thaís contou que o local não estava sinalizado e que as três não teriam percebido a quantidade de água que havia no túnel. “Só quando descemos, vimos que tinha muita água. A gente falou ‘vamos sair do carro que vamos morrer'”, lembra ela. Foi aí que Mirelly socorreu a esposa e a amiga. “Ela soltou o cinto dela e saiu pela janela de costas, mas eu disse que não conseguia sair. Ela me disse para abrir a janela e me puxou. Quando fez isso, o carro afundou com a chefe dela dentro. Ela puxou a chefe e ficamos as três nadando”, conta Thaís.
Thaís estava com Mirelly há sete anos. As duas tinham uma filha. Foto: Gabriela Castello Buarque/OP9
Mirelly também foi a primeira a pedir socorro. “Um homem veio com o carro e mandou uma mangueira para que eu puxasse. Eles começaram a me puxar, e eu estava olhando para trás e gritando o nome dela. Ela estava nadando, e depois a ouvi pedir socorro. Ela desceu e não subiu mais”, fala Thaís. Nessa hora, um policial chegou no local e mergulhou para tentar salvar Mirelly. Em seguida, outros policiais e até mesmo populares ajudaram nas buscas, mas sem sucesso.
Muito abalada enquanto os trabalhos continuavam, Thaís foi levada para um local afastado do túnel. “Não me deixaram chegar perto de onde ela estava. Eu perguntei se tinham achado o corpo dela e o policial me disse que não, mas eu sabia que tinham encontrado, só não queriam dizer. Thaís e Jaqueline saíram do local em uma viatura da polícia. “Quando estávamos no carro, a chefe dela desmaiou. O policial foi reanimá-la e eu vi um monte de gente em volta de alguma coisa. Ali eu já sabia que era ela [Mirelly]”.
Antes de chegarem na Delegacia de Boa Viagem, elas foram levadas para o Hospital da Restauração, no Derby. “Quando chegamos lá eu pedi para o policial me falar a verdade. Então, ele me contou que tinham encontrado o corpo dela, e ela estava com os pertences dela na mão”, diz Thaís. As duas estavam juntas havia sete anos e tinham uma filha de seis, fruto de um antigo relacionamento de Mirelly.
Em nota, a CTTU afirmou que o túnel estava devidamente sinalizado e havia sido interditado. Leia abaixo a nota na íntegra:
“A CTTU informa que o Túnel Josué de Castro, no Pina, onde ocorreu um acidente na noite desta quinta-feira (13), estava interditado e devidamente sinalizado desde que começou a alagar. No momento do acidente ainda havia um caminhão de sucção e homens que trabalhavam na retirada da água do local. No entanto, desrespeitando todos os obstáculos instalados, um veículo furou o bloqueio.
Equipes que trabalhavam na retirada da água do túnel iniciaram o resgate das vítimas, sendo uma, lamentavelmente, encontrada sem vida. A condutora do veículo apresentava sinais de embriaguez e se recusou a realizar o teste do bafômetro, tendo a Carteira de Habilitação (CNH) retida e conduzida por policiais militares à Delegacia de Boa Viagem, onde a ocorrência teve andamento”.
Uma mulher morreu após ficar presa em um carro que afundou no túnel no bairro do Pina, no final da Via Mangue, no Recife. Foto: Renato Barros/TV Clube

OP9

Governo acaba com obrigatoriedade de simulador para tirar carteira


O prazo para a implementação da nova regra é de 90 dias. Contran também diminuiu de 25 para 20 horas número de aulas práticas
Ministro Tarcísio Freitas disse que simulador não tem eficácia comprovada. Foto: Ministério das Cidades/Divulgação
O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, disse nesta quinta (13) que o governo decidiu retirar a obrigatoriedade do uso de simuladores para a expedição da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A medida foi aprovada nesta quinta-feira (13) durante a primeira reunião do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Além de acabar com a obrigatoriedade do uso de simulador, o Contran também diminuiu de 25 para 20 horas o número de aulas práticas para os aspirantes a habilitação da categoria B.
“A gente já vinha falando ao longo do tempo e hoje estamos tirando a obrigatoriedade dos simuladores, que passam a ser facultativos. Será uma opção do condutor fazer a aula ou não. Se ele julgar necessário que aquilo é importante para a formação dele, de que não está seguro de sair para aula prática, ele poderá fazer. Se não quiser, ele não terá que fazer a aula de simulador”, disse o ministro.
O prazo para a implementação da nova regra é de 90 dias. Com a mudança, o condutor terá que obrigatoriamente fazer 20 horas de aulas práticas. Se optar pelo uso do simulador, serão 15 horas de aulas práticas e 5 horas no equipamento. “O simulador não tem eficácia comprovada, ninguém conseguiu demonstrar que isso tem importância para formação do condutor. Nos países ao redor do mundo, ele não é obrigatório, em países com excelentes níveis de segurança no trânsito também não há essa obrigatoriedade. Então, não há prejuízo para a formação do condutor”, disse Tarcísio.
De acordo com o ministro, a medida visa reduzir a burocracia na retirada da habilitação. O ministro disse estimar uma redução de até 15% no valor cobrado nos centros de formação de condutores. “Isso é importante para muito centro de formação de condutores que não possuíam o equipamento. Agora eles não vão precisar adquirir o equipamento ou fazer comodato e isso certamente terá um custo na carteira. As aulas de simulador têm um custo diferente, mas dá para estimar que a gente vá ter uma redução de até 15%. A ideia é deixar que o mercado defina isso”, disse.
Placas
O Contran também reafirmou as mudanças nas placas Mercosul. As alterações ainda estão passando por ajustes técnicos e devem entrar em vigor até o final do ano. Com isso, o prazo para a implantação do novo modelo em todo o país, que era 30 de junho, foi adiado. Entre as mudanças estão a eliminação de alguns elementos gráficos e a adoção de um QR Code, um tipo de código de barras bidimensional que pode ser ativado por telefones celulares equipados com câmera e outros equipamentos.
O código trará informações mais precisas, a exemplo do local de produção da placa, o estado onde ela foi encaminhada, o veículo emplacado, entre outras informações. Segundo o diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Jerry Dias, o objetivo é garantir mais segurança na identificação do veículo, com todo o processo produtivo passando por um rígido controle. “O mais importante é que a nova placa possibilita um controle de todo o processo de emplacamento o que minimizará o risco de clonagem de placas. Com isso será possível saber onde a placa foi produzida, qual empresa fez, para onde foi encaminhada e em qual veículo ela está,” disse.
Segundo Dias, as mudanças visam dificultar a clonagem de placas e facilitar a fiscalização. “Aumentando a rastreabilidade, vamos dificultar a clonagem. A nova placa não tem condição de ser feita em qualquer lugar, alguém pode até tentar fraudar, mas isso vai ser descoberto na fiscalização, uma vez que não tem como reproduzir o mesmo código. Uma placa que não foi utilizada e for furtada, poderá ser cancelada antes que venha a ser usada em algum veículo. O controle é nacional”, disse Dias.
No Brasil, a placa começou a ser adotada em setembro do ano passado no Rio de Janeiro, no Amazonas, na Bahia, no Espírito Santo, no Paraná, no Rio Grande do Norte e no Rio Grande do Sul. Segundo o ministro, não haverá obrigatoriedade para que os proprietários de veículos troquem de placa. “Ninguém vai ser obrigado a trocar de placa. Os carros que estão com as placas antigas, permanecem. Os carros novos é que terão a placa nova. Não vai ter ônus adicional”, disse.

Embarcação que iria para Fernando de Noronha some com dez pessoas a bordo


Barco Navegantes emitiu sinal de alerta e perdeu contato com empresa dona da embarcação quando estava a 148 quilômetros da costa. Um navio da Marinha faz buscas no local.
Um barco de cargas com dez pessoas a bordo que saiu do Recife com destino ao Arquipélago de Fernando de Noronha está desaparecido desde a manhã desta quinta-feira (13). A embarcação Navegantes emitiu um sinal de alerta e perdeu contato com empresa proprietária quando estava a uma distância de 80 milhas náuticas da costa da Paraíba, o que equivale a 148 quilômetros de distância.
A Marinha confirmou o sumiço do Navegantes e emitiu um alerta a todas as embarcações que estão próximas ao local. Das dez pessoas a bordo, seis são tripulantes e quatro são passageiros. O navio-patrulha Guaíba, da Comando do 3º Distrito Naval, foi acionado desde às 13h e faz buscas na área onde o sinal do barco foi detectado pela última vez.
O Navegantes deixou o porto no Recife nesta quarta-feira (12) e tinha previsão de atracar no Porto de Noronha na manhã desta sexta-feira (14).
Leia nota da Marinha:
“Por intermédio do Comando do 3º Distrito Naval (Com3ºDN), informa que tomou conhecimento, no dia 13 de junho, do acionamento do sinal de emergência da embarcação “Navegantes”, que suspendeu de Recife, no dia 12 de junho, com seis tripulantes e quatro passageiros a bordo. Assim que recebeu a informação, a MB iniciou uma Operação de Busca e Salvamento, coordenada pelo Salvamar Nordeste, que deslocou o Navio-Patrulha “Guaíba” para a última posição conhecida da embarcação, a uma distância de 80 milhas náuticas – equivalente a 148 quilômetros – de João Pessoa-PB. Foi, ainda, emitido Aviso aos Navegantes; acionada a Rede Nacional Costeira; e realizado contato com a comunidade marítima da região, a fim de ampliar a divulgação sobre o ocorrido e alertar todas as embarcações que estejam navegando em áreas próximas para que possam apoiar as buscas”.

quarta-feira, 12 de junho de 2019

Homem é detido com CNH falsa e alega 'preguiça': 'A original dá trabalho'


De acordo com a Polícia Civil, suspeito pagou cerca de R$ 250 para fazer carteira de motorista falsa e foi detido em flagrante.
Um homem de 38 anos foi detido em flagrante portando documento de identidade falso em São Vicente, no litoral de São Paulo. Segundo a polícia, ele afirmou que falsificou a documentação porque não queria ter o trabalho de fazer corretamente o documento original.
De acordo com a Polícia Civil, eles faziam patrulhamento na Avenida Doutor Alcides de Araújo, quando localizaram o suspeito. Segundo os policiais, ele estava em um carro preto e, ao avistá-los, subiu o vidro do automóvel.
A PM considerou a atitude suspeita e resolveu abordá-lo. Nada de ilícito foi encontrado no carro e, quando os policiais pediram a documentação do suspeito, ele entregou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).
Quando a PM consultou a CNH através do sistema policial, identificou que o documento era falso. Ele confessou que havia pago R$ 250, porque tinha 'preguiça' e 'não queria ter o trabalho de fazer o documento original, já que dava trabalho', afirmando ter pago pela facilidade.
O suspeito foi conduzido ao Distrito Policial Sede de São Vicente, onde foi registrado boletim de ocorrência. A CNH foi apreendida e ele responderá por uso de documento falso.

G1


segunda-feira, 10 de junho de 2019

Ator Rafael Miguel e os pais são assassinados em São Paulo


Rafael e os pais morreram quando foram visitar a família da namorada dele
O ator Rafael Henrique Miguel morreu aos 22 anos neste domingo (9). Ele e os pais foram assassinados a tiros quando estavam na casa da namorada dele. O pai da menina é o principal suspeito do crime e está foragido.
Rafael, o pai, João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50 anos,  foram assassinados na Estrada do Alvarenga, no bairro de Pedreira, na zona sul de São Paulo. Eles havia ido ao local para conversar sobre o relacionamento dos jovens.
A família foi recebida pela jovem e sua mãe, porém, durante a conversa, o comerciante Paulo Curpertino Matias, de 48 anos, chegou ao local e atirou nas três vítimas, que morreram no local.
O ator ficou conhecido ainda criança, quando atuou em um comercial em que pedia brócolis para a mãe. Ele também esteve no elenco de "Pé na Jaca", "Cama de Gato" e "Chiquititas".

sexta-feira, 7 de junho de 2019

Médica cai em golpe no WhatsApp e recebe 'conselho' de bandido: 'Amadureça'


Golpista ainda tentou dar lição de moral, dizendo que ela deveria aprender a dizer ‘não’. Após o depósito, médica descobriu que a conta da suposta amiga que pediu dinheiro havia sido clonada.
Golpista se passou por amiga de médica, dizendo que precisava de dinheiro — Foto: Reprodução
Uma médica de 38 anos, moradora de Santos, no litoral de São Paulo, caiu em um golpe aplicado pelo Whatsapp. Em entrevista nesta sexta-feira (7), Marcela Voris explica que recebeu uma mensagem que supostamente seria de uma amiga pedindo dinheiro. Ela transferiu R$ 1.500 e horas depois descobriu que a conta da amiga havia sido clonada.
Marcela foi apenas uma entre os mais de 20 contatos que receberam mensagens de alguém que se passava pela médica Juliana Ribeiro Stivaletti, de 43 anos, na semana passada. Ela só percebeu que o aplicativo tinha sido clonado após algumas horas.
Juliana afirma que entrou em contato com o suporte do Whatsapp imediatamente e começou a divulgar em suas próprias redes sociais que havia sido clonada. Mas, quando Marcela viu a mensagem, já era tarde. A transferência de R$ 1.500 para uma agência bancária de Fortaleza, no Ceará, já tinha sido efetuada.
Médica cai no golpe do Whatsapp e leva prejuízo de R$ 1.500 em Santos, SP — Foto: Reprodução
"Ele [golpista] veio com essa história de que precisava de uma ajuda. Falou que precisava fazer um depósito para alguém, no valor de R$ 3 mil. Depois disse que já tinha conseguido R$ 1.500", conta Marcela.
Ela lembra que em nenhum momento recebeu mensagem de áudio, apenas texto. No mes dia, à noite, o golpista continuou se passando por Juliana e agradeceu a transferência. Ela contou que já sabia que tinha sido enganada e o golpista ainda tentou lhe dar uma lição de moral.
"Ele [golpista] disse parabéns, você é uma ótima amiga. Me perdoe, mas você tem que aprender a dizer não. E eu respondi que sim, fica a lição".
Golpista ainda tentou dar lição de moral, dizendo que a médica deveria aprender a dizer ‘não’ — Foto: Reprodução
Até o último domingo (2), Juliana continuava recebendo mensagens de amigos afirmando que alguém tinha entrado em contato se passando por ela. Dessa vez, de um número diferente, porém, com a foto dela.
O Boletim de Ocorrência por estelionato foi registrado no 7º Distrito Policial de Santos. O caso segue sob investigação da Polícia Civil. Informações que possam ajudar na investigação podem ser comunicadas à Polícia Militar pelo 190 ou por meio do Disque Denúncia 181. Não é preciso se identificar.

G1

quinta-feira, 6 de junho de 2019

Assinada lei que muda tratamento de dependente químico


A internação involuntária só deverá ocorrer após a formalização da decisão por médico responsável, por prazo de 90 dias
Estados como Alagoas têm projetos de acolhimento a dependentes químicos. Foto: Paulo Rios/Agência Alagoas
O presidente Jair Bolsonaro sancionou, com muitos vetos, uma lei com mudanças na política contra drogas. O texto agora prevê e facilita a internação involuntária de usuários de droga, quando esta ocorre sem o consentimento.
A lei diz que a internação se dará a pedido de familiar ou do responsável legal ou, na absoluta falta deste, de servidor público da área de saúde, da assistência social ou dos órgãos públicos integrantes do Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas (Sisnad), com exceção de servidores da área de segurança pública.
A internação involuntária só deverá ocorrer após a formalização da decisão por médico responsável, será indicada depois da avaliação sobre o tipo de droga utilizada, o padrão de uso e na hipótese comprovada da impossibilidade de utilização de outras alternativas terapêuticas previstas na rede de atenção à saúde.
Esse tipo de internação perdurará apenas pelo tempo necessário à desintoxicação, no prazo máximo de 90 dias, tendo seu término determinado pelo médico responsável. No entanto, a nova lei permite à família ou ao representante legal, a qualquer tempo, requerer ao médico a interrupção do tratamento.
“A internação, em qualquer de suas modalidades, só será indicada quando os recursos extra-hospitalares se mostrarem insuficientes”, diz a lei. “Todas as internações e altas de que trata esta lei deverão ser informadas, em, no máximo, de 72 (setenta e duas) horas, ao Ministério Público, à Defensoria Pública e a outros órgãos de fiscalização”, acrescenta o texto, que ainda deixa “vedada a realização de qualquer modalidade de internação nas comunidades terapêuticas acolhedoras”.
O texto altera a Lei 11.343/2006 e mais outras 12 para tratar do Sisnad, definir as condições de atenção aos usuários ou dependentes de drogas e tratar do financiamento das políticas sobre drogas.
Comunidades terapêuticas
A norma tem origem em projeto de lei de autoria do ex-deputado e hoje ministro da Cidadania, Osmar Terra. Embora valorize o papel das comunidades terapêuticas no tratamento de dependentes químicos, como previa o projeto aprovado no Congresso, a lei sancionada trouxe vários vetos envolvendo esses centros de reabilitação, que, em sua maioria, funcionam com base em fé religiosa, terapia pelo trabalho e pela abstinência.
Bolsonaro vetou, por exemplo, o artigo que definia a composição do Sisnad. Esse era justamente o trecho que incluía formalmente as comunidades terapêuticas acolhedoras no sistema. “O dispositivo proposto define regras de competência, funcionamento e organização de órgãos do Poder Executivo, invadindo a competência privativa do Chefe do Poder Executivo para dispor por decreto sobre tal matéria”, cita a razão do veto.
O texto determina que o tratamento do usuário ou dependente de drogas deverá ser ordenado em uma rede de atenção à saúde, com prioridade para as modalidades de tratamento ambulatorial, podendo, excepcionalmente, haver internação em unidades de saúde e hospitais gerais, mediante autorização do médico devidamente registrado no Conselho Regional de Medicina (CRM) do Estado onde o estabelecimento da internação é localizado.
De acordo com a nova lei, entende-se por Sisnad o conjunto ordenado de princípios, regras, critérios e recursos materiais e humanos que envolvem as políticas, planos, programas, ações e projetos sobre drogas, incluindo-se nele, por adesão, os Sistemas de Políticas Públicas sobre Drogas dos Estados, Distrito Federal e municípios. “O Sisnad atuará em articulação com o Sistema Único de Saúde – SUS, e com o Sistema Único de Assistência Social – SUAS”, diz a norma.
Semana e vetos
O texto sancionado institui a Semana Nacional de Políticas sobre Drogas, que será comemorada anualmente na quarta semana de junho, e dispõe sobre a internação voluntária e a involuntária, que ocorre contra a vontade do dependente.
Sobre os vários vetos, Bolsonaro rejeitou ainda o trecho da reinserção social e econômica, que previa uma reserva de 30% das vagas em empresas vencedoras de licitação para obras públicas voltadas para pessoas atendidas pelas políticas sobre drogas.
Também ficou de fora da nova lei as deduções do Imposto de Renda (IR) nas doações por pessoas físicas ou jurídicas a projetos de atenção a usuários de drogas, assim como vários pontos que tratavam da organização do Sisnad, incluindo funcionamento e composição de alguns conselhos.

Por: Agência Estado