NOME NOME

terça-feira, 8 de março de 2022

Cão deita ao lado de suspeitos durante abordagem policial: 'Cachorro foi parceiro dos caras', diz PM



Um cachorro caramelo chamou atenção de uma equipe da Polícia Militar (PM) quando deitou no chão ao lado de dois suspeitos durante uma abordagem, no domingo (6), em Itaperuçu, na Região Metropolitana de Curitiba. Veja a foto acima.
De acordo com o policial Tiago Wendrechoviski, ao ver os homens sendo revistados com as mãos algemadas no chão, o cão de rua também deitou e encolheu as patas.
Diante do comportamento diferente, a equipe decidiu fotografar a cena, que viralizou na internet.
"Achei que o cachorro foi bem parceiro dos caras. Foi estranho, porque ele não conhecia eles, mas se compadeceu e deitou do lado dos caras", disse o policial.
O policial informou que em Itaperuçu não há nenhum serviço de canil do município, por isso, o simpático cachorro não foi recolhido e foi embora.
"Foi bem incomum, algo raro de acontecer. Por isso eu tirei a foto, que depois vazou de um grupo fechado e viralizou. Uma situação boa para descontrair", contou.
Conforme a PM, as prisões ocorreram após os suspeitos tentarem fugir ao verem a polícia.
O garupa foi preso por porte ilegal de arma de fogo, e o motociclista suspeito foi detido porque pilotava uma moto adulterada.
A moto, a arma e os suspeitos foram levados para a Delegacia de Rio Branco do Sul, também na RMC.

NOME

terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Mulher é morta a facadas e golpes de panela na cabeça e sobrinha de 14 anos confessa crime no Acre


Crime bárbaro ocorreu na noite dessa segunda-feira (24) na cidade de Feijó. Delegado diz que foi encontrado um diário em que adolescente escrevia que queria cometer o crime.
Maria Antonieta Abreu foi assassinada com várias facadas e golpes de panela na cabeça no AC — Foto: Arquivo pessoal

Um crime bárbaro foi registrado na noite dessa segunda-feira (24) na cidade de Feijó, no interior do Acre. Uma menina de 14 anos foi apreendida e confessou ter matado a tia Maria Antonieta de Souza Abreu, de 38 anos, com vários golpes de faca.
O assassinato ocorreu no bairro Esperança. Segundo informações da polícia, a adolescente teria tentado matar primeiro o primo de 10 anos, mas, como não conseguiu, trancou a criança em um quarto e partiu para cima da tia.
Além de muitas facadas, a vítima foi agredida com uma panela. O delegado responsável pelas investigações, Railson Ferreira, suspeita que o crime foi planejado. Isso porque foi encontrado um diário que indicava a pretensão da menina.
Após cometer o crime, a adolescente saiu de casa normalmente e cerca de uma hora depois se apresentou no quartel da polícia. O delegado afirmou que ainda vai ouvi-la formalmente, mas que ela demonstrou frieza ao confirmar que tinha matado a tia.
“Ela conta com uma tranquilidade, disse que não havia uma preparação. Sobre o diário que encontramos, ela disse que era porque ela cultua a morte, que gosta. Mas, acredito que havia sim um planejamento. Foram muitas facadas e ela bateu demais com a panela na cabeça da tia. A faca ficou cravada na vítima. Nunca tinha visto tanto sangue na minha vida. Ela disse que foi porque a tia pegava no pé dela, não deixava ela sair, não deixava namorar. Mas, eu não acredito nisso”, informou Ferreira.
A princípio, a suspeita era de que a menina teve ajuda de outra pessoa para cometer o crime brutal. Mas, de acordo com o delegado, a vítima estava com dengue e isso pode ter facilitado que a adolescente tenha conseguido matá-la sozinha. No entanto, nenhuma hipótese foi descartada.
A vítima morreu no local mesmo e o corpo foi levado ao hospital da cidade para passar por exame cadavérico. A polícia tenta obter imagens de câmeras de segurança da região e ainda vai ouvir testemunhas para concluir as investigações.
Relação harmoniosa
A adolescente estava morando com a tia há alguns dias porque a mãe dela está viajando. Ainda segundo o delegado, era uma família tranquila e que vivia em harmonia.
“Havia uma relação harmônica entre as partes e o que chama atenção é o planejamento da adolescente. O crime não foi impulsivo, um ataque, foi algo planejado. Tem um diário que ela escrevia e deixava claro que iria fazer isso. Era uma relação tranquila, mais do que tia e sobrinha, isso sempre foi muito nítido”, disse o delegado.

G1-Acre


NOME

segunda-feira, 6 de dezembro de 2021

Morre a atriz Mila Moreira


Foto/Reprodução

Morreu na madrugada desta segunda-feira (6) a atriz Mila Moreira. A informação foi confirmada pelo Hospital CopaStar, onde ela estava internada. A atriz tinha 72 anos de idade.
Mila começou a carreira como modelo, aos 14 anos, e participou de diversas novelas na TV Globo, entre elas Plumas e Paetês e Marrom Glacê. Ao longo da carreira, ela participou de cerca de 30 novelas e minisséries.
Ela foi uma das primeiras modelos a atuar. Em entrevista ao Video Show, ela afirmou ter enfrentado preconceito. A estreia aconteceu em Marron Glacê, em 1979, quando interpretou Érica.
"Na época, não era comum ter uma modelo fazendo televisão, então, claro que, inicialmente, teve um preconceito. Todo mundo ficava esperando para meter o pau mesmo. Os olhares tortos eram mais por conta de ser uma pessoa fora da classe. Era como hoje, as pessoas ainda acham que você está roubando o trabalho dos outros. Você estuda para ser atriz e chega alguém que só porque é bonitinha e está na moda vira atriz", disse Mila.
O último trabalho na TV foi a novela A Lei do Amor, em 2016.

terça-feira, 30 de novembro de 2021

Pai é inocentado após passar dois anos preso acusado de matar o filho de oito meses


Dorgival Junior foi inocentado pelo tribunal do júri, em Petrolina, depois que perícia particular provou que o bebê morreu após se asfixiar no próprio vômito.
Maria Luzinete e os filhos, Dorgival e Emerson. Foto: Emerson Rocha / g1 Petrolina

Durante dois anos e 14 dias, o ajudante de obras Dorgival José da Silva Junior, de 24 anos, ficou preso acusado de matar o filho, um bebê de apenas oito meses. A criança morreu em outubro de 2019, na casa onde morava com os pais e o irmão gêmeo, no bairro Nova Vida 1, em Petrolina, Sertão de Pernambuco. Na última quinta-feira (25), depois de 12 horas de julgamento no fórum da cidade, a defesa de Dorgival conseguiu provar a inocência dele — a criança, segundo perícia particular pedida pela família, morreu asfixiado pelo próprio vômito. A decisão trouxe alívio para o coração da professora Maria Luzinete Gomes.
No dia seguinte ao veredito, a mãe, que sempre acreditou na inocência do filho, estava na porta do presídio Doutor Edvaldo Gomes. 744 dias depois, Dona Luzinete e Dorgival se abraçaram, sem grades ao redor e o sentimento de que a justiça tinha sido feita. 
A retomada da liberdade começou com o pagamento de uma promessa feita por eles. Mãe e filho caminharam por 25 km, durante quase 7 horas, do presídio até a casa de Dona Luzinete, que fica no N1, zona rural de Petrolina.
“As pessoas diziam: ‘você com essa idade, vai a pé, 25 km?’. Eu dizia que isso era pouco. Ruim foi dois anos de espera. Seis horas, sete horas a pé, 25 km, não é nada”, diz Maria Luzinete.
Para chegar até o final dos 25 km de caminhada, é preciso voltar até a madrugada do dia 20 de outubro de 2019, quando a história da família mudou. “Quando a gente acordou e fomos fazer o leite dos meninos, percebemos que um dos nossos filhos não estava respirando. Ligamos para o Samu, para saber o que tinha acontecido. O Samu chegou, viu a criança e, infelizmente, não tinha mais o que ser feito”, recorda Dorgival.
Na noite da morte do pequeno Douglas Ravi, na casa da família estavam Dorgival, a mãe da criança, o irmão gêmeo de Douglas e a babá. Todos dormindo, após retornar de uma festa de aniversário. Depois que o Samu constatou a morte do bebê, a polícia foi chamada. “Foi feita a perícia e depois fomos encaminhados para a delegacia para prestar depoimento”, diz o pai.
Não demorou para que Dorgival fosse considerado suspeito do crime. De acordo com o advogado de defesa, Marcílio Rubens, a perícia técnica, que esteve na casa da família, detectou que Douglas sofreu uma asfixia direta — provocada pela obstrução das vias respiratórias —, o que causou a morte.
“Os indícios iniciais traziam a presença de sangue humano em uma camisa utilizada por Dorgival, no dia anterior à morte do bebê. Essa camisa foi localizada pela perícia e, constatado que o sangue seria do bebê, houve a suposição de que o pai teria praticado o crime. Em razão disso, foi determinada a prisão dele”, explica o advogado.
Dorgival foi preso no dia 4 de novembro, 14 dias a pós a morte do filho. Uma situação pela qual ele nunca imaginou passar. “Nunca pensei que além da dor de perder meu filho, ia ser preso por conta disso. Fiquei realmente surpreso”.
Enquanto ele passava os dias presos, do lado de fora a família lutava para provar a sua inocência. Para o advogado, a ação dos familiares foi crucial para o desfecho do caso.
“O que contribuiu sobremaneira, decorrente do próprio esforço, sacrifício financeiro feito pela família, que é uma família simples, mas que se desincumbiu de custear uma perícia particular, de ir em busca de outras provas, sob pena de um sacrifício feito por eles, mas que possibilitou uma contraprova em relação às provas inicialmente produzidas e o questionamento acerca dessas provas, demonstrando que havia falhas investigativas”.
Durante o julgamento, o Ministério Público também pediu a absolvição de Dorgival, por entender que as provas seriam insuficientes para sustentar o pedido de condenação. A defesa alegou que a causa da morte não foi uma esganadura, assim como, que o pai não poderia ser o autor de qualquer violência contra a criança. Por meio de perícia particular paga pela família de Dorgival, ficou provado que Douglas Ravi morreu após se asfixiar no próprio vômito.
Do sonho de ser pai ao pesadelo na prisão
Ser pai sempre fez parte dos planos de Dorgival. Quando descobriu que a esposa estava grávida de gêmeos, ele conta que “foi a maior alegria do mundo”.
“Eu tinha o sonho de ser pai, e descobrir que era gêmeos, foi uma bênção na vida da gente. Eu era muito feliz, muito abençoado por Deus, por ter os meus filhos”.
A morte de Ravi e a prisão mudaram a vida da família de ponta a cabeça. Além da liberdade e do filho morto, Dorgival perdeu os primeiros anos do filho que está vivo, o casamento e o emprego.
“Não conseguia dormir. Além de ter perdido meu filho, fui encaminhado para aquele lugar. Não desejo a ninguém. Perdi o emprego, esse tempo todo que passei lá, longe do meu outro filho. Não tive a oportunidade de acompanhar o crescimento de meu outro filho. O sonho de ser pai. Fui impedido de acompanhar o crescimento do meu filho”, lamenta Dorgival.
Enquanto lutava para comprovar a inocência de Dorgival, a família teve que conviver com notícias falsas sobre a morte da criança. Para Emerson Gomes, mesmo preso, o irmão sempre quis descobrir a verdade sobre a morte da criança.
“Eu queria saber o que aconteceu e era o que ele mais queria também. Por isso, ele não se incomodou tanto em estar preso. Apesar de toda dificuldade, de todo esse processo, ele queria descobrir o que aconteceu com o filho dele. Devido [a] tantas mentiras e histórias mal contadas, eu sei que muita gente ao nosso redor acreditava que tinha acontecido isso daí”.
Recomeço
De acordo com o advogado Marcílio Rubens, pelo fato de a absolvição de Dorgival também ter sido solicitada pelo Ministério Público, a tendência é que não haja recurso. Livre das acusações, o pai só pensa em recomeçar a vida. Dorgival disse que, quando soube que seria libertado, só teve um pensamento.
“Ver meu outro filho. Deus fez tudo para que eu possa cuidar dele, recuperar o tempo perdido”.
Religiosa, Maria Luzinete fez do terço seu companheiro fiel durante os dias de prisão do filho. As idas ao presídio eram constantes, mesmo durante a pandemia, quando a entrada de visitantes foi proibida. Foi guiada pelo amor aos filhos, que ela nunca desistiu de lutar por justiça. Agora, a mãe espera que Dorgival consiga recomeçar.
“Espero que alguém possa dar oportunidade ao meu filho e veja ele como cidadão de bem, que ajude ele a arranjar um emprego. Ele tem uma criança para criar”, afirma.
O sacrifício para provar a inocência de Dorgival, segundo o advogado, custou cerca de R$ 50 mil à família. O dinheiro foi investido na elaboração da perícia complementar e na busca por outras provas. Apesar das dívidas, a mãe não se arrepende. “O mais difícil de tudo foi a ausência dele”.
Ainda de acordo com Marcílio Rubens, com a inocência de Dorgival confirmada, a família pode entrar com ações indenizatórias contra o Estado e os meios de comunicação que publicaram notícias falsas sobre o caso.
“A retratação social, ainda que ela se dê em parte, dificilmente se dará no todo, pela dificuldade de você atingir as mesmas pessoas que tiveram a notícia [de que Dorgival cometeu crime] inicialmente. O que se busca é reconstituir, minimamente, a dignidade dessa família, trazer de volta aquilo que foi perdido, em parte, porque nada devolverá a Dorgival a perda do convívio com filho sobrevivente durante esses dois anos e 14 dias, a vida que ele perdeu de construir”, diz o advogado, completando:
“O que a gente espera é uma reparação mínima. Erros dessa natureza devem servir como exemplo para que não se cometa novos erros, para que não se precipite o julgamento em relação às pessoas antes da maturação efetiva dos fatos”.

G1

Vereador passa carro por cima de mulher e é preso por tentativa de feminicídio


Testemunhas afirmaram para polícia que a mulher saiu do automóvel onde estava o parlamentar Ronivaldo Maia.
Vereador de Fortaleza Ronivaldo Maia (PT) foi autuado em flagrante por tentativa de feminicídio. Foto: Érika Fonseca/CMFor

Em seguida, ele acelerou o carro passando por cima da vítima. O vereador de Fortaleza Ronivaldo Maia (PT) foi autuado em flagrante e preso por tentativa de feminicídio ao atropelar uma mulher de 36 anos, com quem o parlamentar tem um caso. 
O caso ocorreu na noite desta segunda-feira (29), no Bairro Conjunto Ceará, em Fortaleza, e o parlamentar segue detido na manhã desta terça (30). Conforme testemunhas, o vereador discutia com a mulher no interior de um veículo; ela desceu e puxou o limpador de para-brisa do carro, quando o Ronivaldo deu uma arrancada e a atropelou. 
Ela está hospitalizada. A assessoria do vereador informou ao g1 que apura as circunstâncias da detenção e “aguarda informações concretas sobre a situação”, que serão repassadas pelos advogados que acompanham o caso. 
Mulher socorrida por familiares 
Após o bate-boca e o atropelamento, a mulher foi socorrida por familiares. Já o vereador foi localizado, por policiais em um posto de combustível ainda no Conjunto Ceará, onde foi preso. Ronivaldo Maia foi conduzido para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Fortaleza.
A equipe de policiais civis foi ao hospital para onde a mulher foi levada e realizou investigações para identificar testemunhas do fato.

segunda-feira, 29 de novembro de 2021

Homem mata esposa grávida e enteada bebê com golpes de faca


Após cometer crime, suspeito teria atirado contra fazendeiro, que morreu, e tentado estuprar a mulher dele.
Homem mata esposa grávida e enteada - Foto: Reprodução

A polícia goiana realiza uma grande operação em busca de Wanderson Mota Protácio nesta segunda-feira (29), na região de Corumbá de Goiás, a 110 quilômetros de Goiânia. Ele é suspeito de matar a esposa grávida de quatro meses e a enteada de apenas 1 ano de idade.
Além disso, também é investigado pela morte de um fazendeiro a tiros e por tentativa de estupro a mulher dele. A sequência de crimes brutais teria ocorrido durante a madrugada.
Segundo informações da polícia, o suspeito, que já tem antecedente criminal por homicídio, usou uma faca para matar a esposa grávida e a filha dela, de 1 ano e 8 meses.
Fuga e mais crimes
Após cometer o duplo homicídio, Wanderson teria fugido até a fazenda de seu patrão, onde furtou um revólver com seis munições. Em seguida, seguiu até uma propriedade vizinha e teria matado um fazendeiro a tiros para roubar a caminhonete dele.
O suspeito também teria tentado estuprar a mulher desse empresário, segundo a polícia.
Wanderson teria fugido usando a caminhonete do homem que matou, mas abandonou o veículo após alguns quilômetros, na rodovia GO 225.
Policiais militares estão fazendo buscas em uma área de mata e fazendas. Moradores relatam nas redes sociais que há um intenso movimento de helicóptero na região de Corumbá.

Metropolis

NOME

Criança de 3 anos esfaqueada foi jogada ainda viva no Rio Macaé, indica laudo do IML


IML disse que, apesar dos ferimentos provocados pelas facadas, a causa da morte de Manuella Minuto Aguiar foi por afogamento. Avô contou à polícia que a mãe da menina disse que a filha estava no céu, informando depois onde havia jogado a criança.
Vítima era Manuela de Aguiar, de 3 anos; ela foi esfaqueada e jogada no Rio Macaé pela própria mãe, segundo a polícia — Foto: Reprodução/Redes sociais

O laudo do Instituto Médico Legal em Macaé (RJ) apontou que Manuella Minuto Aguiar, de 3 anos, morreu por afogamento, indicando, portanto, que a menina foi jogada ainda viva no Rio Macaé após ter sido esfaqueada, segundo a polícia, pela própria mãe, de 25 anos, presa neste domingo (28).
O delegado Victor de Azevedo, da 128ª DP de Rio das Ostras, disse que, em depoimento, o avô da criança contou que por volta das 7h30 do domingo foi até a casa da filha e não a encontrou. O avô disse que estava preocupado porque, nos últimos dias, a filha apresentava surtos psicóticos.
Ainda de acordo com o delegado, ao retornar para casa, o avô da vítima encontrou a filha de bicicleta sem a neta no bairro Barra Mares. Ele questionou onde estava a menina e a mulher respondeu que a menina estava no céu e que tinha jogado o corpo no Rio Macaé.
O avô da criança foi até o local informado pela filha e acionou o Corpo de Bombeiros. O corpo foi encontrado na Praia do Barreto. O avô foi até a praia e reconheceu o corpo da neta.
Segundo o Corpo de Bombeiros, o corpo foi encaminhado para o IML de Macaé por volta das 11h45 do domingo.
Ainda de acordo com o bombeiros, a criança já estava sem vida quando a equipe chegou ao local após pedido de ajuda de uma pessoa que passava pela praia.

G1

NOME

sexta-feira, 5 de novembro de 2021

Marília Mendonça morre em queda de avião em Minas Gerais


Mais quatro pessoas morreram na queda do avião: seu produtor Henrique Ribeiro, seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, o piloto e o co-pilto do avião.
Marília Mendonça — Foto: Divulgação

A cantora Marília Mendonça, de 26 anos, e mais quatro pessoas morreram na tarde nesta sexta-feira (5) após a queda de um avião de pequeno porte perto de uma cachoeira na serra de Caratinga, interior de Minas Gerais.
"Com imenso pesar, confirmamos a morte da cantora Marília Mendonça, seu produtor Henrique Ribeiro, seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, do piloto e co-pilto do avião, os quais iremos preservar os nomes neste momento. O avião decolou de Goiânia com destino a Caratinga/MG, onde Marília teria uma apresentação esta noite. De momento, são estas as informações que temos.", informou em nota a assessoria da cantora.
"Com imenso pesar, confirmamos a morte da cantora Marília Mendonça, seu produtor Henrique Ribeiro, seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, do piloto e co-pilto do avião, os quais iremos preservar os nomes neste momento. O avião decolou de Goiânia com destino a Caratinga/MG, onde Marília teria uma apresentação esta noite. De momento, são estas as informações que temos.", informou em nota a assessoria de imprensa a cantora.
Os bombeiros também confirmaram a morte através da seguinte nota: "O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais informa que nesta sexta (5), ocorreu a queda de uma aeronave de pequeno porte, modelo Beech Aircraft, na zona rural de Piedade de Caratinga. O CBMMG confirma que a aeronave transportava a cantora Marília Mendonça e que ela está entre as vítimas fatais."
Relembre a carreira de Marília Mendonça
A cantora nasceu em Cristianópolis (GO) em 22 de julho de 1995. Ela surgiu como ícone do “feminejo” em 2016, com sucessos como “Infiel” e “Eu sei de cor”. Antes, ela já era compositora de sucessos do sertanejo.
A aeronave era um bimotor Beech Aircraft, da PEC Táxi Aéreo, de Goiás, prefixo PT-ONJ, com capacidade para seis passageiros. Segundo a Anac, o avião está em situação regular e tem autorização para fazer táxi aéreo.
Antes de embarcar fez um vídeo em que aparecia entrando no avião e publicou no Twitter.
Informações da assessoria de imprensa
Por volta das 16h30, o g1 procurou a assessora de imprensa de Marília Mendonça, que confirmou o acidente mas informou que a cantora e todos que estavam no avião já teriam sido resgatados e que estavam bem.
O Corpo de Bombeiros não confirmou a informação da assessoria de que todos haviam sido resgatados. Por volta das 16h50, o g1 voltou a procurar a assessoria de imprensa, que reafirmou a informação de que todos tinham sido resgatados e estavam bem.
Por volta das 17h15, o g1 voltou a procurar a assessora da cantora. Neste momento, ela disse que não estava mais conseguindo falar com o empresário da cantora que havia passado as informações iniciais. Depois, o corpo de bombeiros informou em nota oficial que a cantora havia morrido.
Marília Mendonça publicou vídeo fora e dentro de um avião nesta sexta-feira (5) — Foto: Reprodução/Twitter/MariliaMReal
G1

Avião com a cantora Marília Mendonça cai em MG



Um avião que transportava a cantora Marilia Mendonça caiu após a decolagem do Aeroporto de Piedade de Caratinga, em Minas Gerais.
Informações de que acidente ocorreu por voltada das 15h30, quando o piloto perdeu o controle do voo e caiu em uma cachoeira.
A artista estava com mais quatro pessoas na aeronave - o piloto, o copiloto, um produtor e um assessor.
O avião é um bimotor Beech Aircraft, da PEC Táxi Aéreo, de Goiás, prefixo PT-ONJ, com capacidade para seis passageiros.
A cantora e o restante dos ocupantes da aeronave foram resgatados e estão bem. Eles foram encaminhados para um hospital da região.

quarta-feira, 3 de novembro de 2021

Cães ‘invadem’ ambulância do Samu para acompanhar dono e fazem vigília em unidade de saúde


Catador de recicláveis sofreu convulsão em Bauru (SP); socorristas foram surpreendidas pelos cães Bob e Chiara, que também dormiram na porta da UPA até o homem receber alta no dia seguinte.

Um socorro de rotina de uma das equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), de Bauru (SP), revelou que a fidelidade dos animais de estimação a seus donos não possui limites.
O catador de recicláveis José Antônio Pereira, de 47 anos, vítima de convulsões, só pôde ser levado à unidade de saúde depois que as duas socorristas que participaram do atendimento “permitiram” que os dois cães do homem o acompanhassem dentro da ambulância.
Segundo Patrícia Iolanda Antunes, enfermeira-chefe do Samu em Bauru, a aventura de sua equipe começou no início da tarde desta segunda-feira (1º) no atendimento a um caso de paciente convulsionando no bairro Jardim Ivone.
Na chegada ao local, a motorista Josyane Plana e a técnica de enfermagem Maria de Lourdes Pereira encontraram o catador ainda caído no chão e um pouco confuso, mas não conseguiram chegar perto do paciente porque seus cães avançavam em quem se aproximasse do homem.
Elas conseguiram conversar com o catador, que informou o nome de seus cães: Bob e Chiara. As socorristas conseguiram acalmar os animais os chamando pelos nomes e colocaram o homem na maca. Mas ao colocar o paciente na viatura, os dois cães entraram e ficaram ao lado do dono.
“As socorristas me chamaram no nosso grupo interno, mandaram a foto dos cães dentro da viatura, e disseram que, ‘se alguém reclamasse’, elas não tiveram outra alternativa a não ser transportar os animais junto ao paciente. Elas justificaram ainda que, se não fosse assim, os cães poderiam correr atrás da ambulância e serem atropelados”, explicou a enfermeira-chefe do Samu.
Na sequência, a equipe do Samu ligou para o médico-regulador do serviço para justificar a decisão e as socorristas disseram que os animais não abandonariam o homem. O médico aprovou a decisão da dupla.
Cães ‘invadem’ ambulância do Samu para acompanhar dono e fazem vigília na madrugada em Bauru — Foto: Arquivo pessoal

Mas a saga de fidelidade demonstrada pelos cães não terminou no desembarque do paciente na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Mary Dota, para onde o homem foi levado.
Como o catador de recicláveis precisou passar a noite em observação, Bob e Chiara deitaram-se na porta da sala de emergência da UPA e passaram a madrugada à espera do dono.
Na manhã desta terça-feira (2), José Antônio teve alta, pôde reencontrar seus amigos fiéis e voltar para casa.
“Trabalhamos no limite entre a vida a e morte, temos de ser técnicos, mas não podemos deixar de sermos humanos. Acredito que o fato de termos duas mulheres nessa equipe foi fundamental nesse episódio que reforça o processo de humanização que a gente busca. Nós mulheres somos mais sensíveis”, acredita Patrícia Iolanda.
O catador de recicláveis José Antônio Pereira ao lado dos cães Bob e Chiara, após receber alta: amigos fiéis — Foto: Arquivo pessoal
G1


NOME

segunda-feira, 1 de novembro de 2021

Empregada encontra empresário morto na geladeira da casa dele em MT


Irineu Schindler, de 53 anos, foi encontrado morto. Empregada chamou a polícia.

Um empresário de 53 anos foi encontrado morto na geladeira da casa onde morava, na região do Setor Industrial, em Querência, a 912 km de Cuiabá, nesse domingo (31). O corpo de Irineu Schindler foi achado pela empregada doméstica que trabalhava no local.
De acordo com a Polícia Civil, a funcionária de Irineu contou que foi na casa dele e encontrou as portas aberta e uma geladeira deitada no chão do quarto.
Ela contou à polícia que, ao abrir a geladeira, encontrou Irineu já sem vida. A funcionária foi quem acionou a polícia.
A casa onde Irineu morava é conjugada na empresa de mecânica que ele administrava. Os policias foram até o local, mas nenhum suspeito do crime foi encontrado.
A primeira suspeita é de homicídio. A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) informou que vai investigar o caso.
Nas redes sociais, a filha de Irineu postou uma mensagem lamentando a morte do pai.
"Me recuso a acreditar que não vou poder mais ouvir sua voz, te ver dar risada, te dar conselho sobre ter paciência. Me recuso a aceitar que não vou mais te ver ou sair para comer atá ficar estufado", diz.

G1-MT


NOME

Homem pula em lago para fugir de abelhas e morre atacado por piranhas, em MG


Lago onde um homem foi encontrado morto, em Brasilândia de Minas Foto: Divulgação

Um homem morreu neste sábado após ter pulado no lago de uma fazenda para fugir de abelhas, se afogado e ter sofrido um ataque de piranhas. A vítima tem 30 anos e participava de uma pescaria com dois amigos. O caso ocorreu na zona rural de Brasilândia de Minas (MG).
O grupo foi atacado por um enxame de abelhas quando pescava na beira do lago. Os três pescadores pularam no lago para fugir dos insetos. Dois conseguiram nadar e sair da água, mas a vítima acabou se afogando.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, a corporação esteve no lago para tentar encontrar o corpo do homem afogado. Um militar conseguiu localizá-lo a aproximadamente, quatro metros da margem do lago.
O bombeiro mergulhou para verificar o corpo. Segundo a corporação, o militar percebeu que a vítima estava com o rosto dilacerado. Antes de tocar no corpo, o bombeiro saiu da água e perguntou se o lago tinha peixes carnívoros. Como resposta, ouviu que o lago é repleto de piranhas.
Após a retirada da água, os bombeiros verificaram que os peixes haviam dilacerado várias partes do corpo. A face direita ficou irreconhecível, segundo a descrição feita pelos militares.
A corporação chegou a fazer contato com a perícia. Mas como não havia indícios de crime, os peritos não compareceram. O corpo foi liberado para a família.

NOME

quinta-feira, 28 de outubro de 2021

Prefeito de cidade do sertão da Paraíba é internado após saber da morte de cinco familiares em grave acidente



Familiares do prefeito de Belém de Brejo do Cruz, Evandro Maia, morreram em um grave acidente no fim da manhã desta quinta-feira (28) numa rodovia estadual próximo a Brejo do Cruz. Abalado, o gestor está internado no hospital da cidade após sofrer picos de pressão, conforme informou o secretário municipal de Administração, Gilberlaneo de Melo Oliveira.
A mãe do gestor, Francisca Pimenta, dois sobrinhos, Josiel e José (estudante de medicina), além de uma mulher e uma bebê não resistiram ao capotamento e morreram ainda no local. A irmã do prefeito, Edna Maia Pimenta, foi socorrida para o Hospital Regional de Catolé do Rocha.
Procurada pelo Portal MaisPB, a unidade não soube precisar o estado de saúde da paciente. O hospital disse que a vítima segue em atendimento de urgência.
O velório será realizado na Igreja Assembleia de Deus atendendo pedido anterior da mãe chefe do Poder Executivo Municipal. O enterro ocorrerá no cemitério da cidade.
O acidente ocorreu quando a família voltava de Brejo do Cruz. De acordo com o secretário, a cidade está bastante comovida com as perdas no acidente.
“No momento a cidade é um clamor total. Recebemos a notícia com grande tristeza, grande comoção. Foram percas grandes e de forma rápida. Família de uma história no nosso município. Uma família evangélica que perde cinco membros de uma vez só”, afirmou.
A Polícia Civil foi acionada e deve fazer a perícia para saber o que teria causado o acidente.
Carro ficou destruído após acidente que deixou cinco pessoas mortas na Paraíba — Foto: Beto Silva/TV Paraíba
MaisPB

NOME

terça-feira, 26 de outubro de 2021

Jovem usa velório e caixão do próprio pai como cenário para fotos nas redes sociais e é detonada: “Desprezível”; VEJA IMAGENS



Uma norte-americana atraiu a ira online após publicar fotos um tanto sensuais e fashionistas em frente ao caixão aberto do próprio pai. Por causa das imagens, ela foi chamada de “desprezível”, “horrível” e “nojenta”. 
As imagens foram parar no Reddit, em um fórum dedicado à cultura cringe, A mulher que posou para a foto não teve o nome divulgado, para evitar bullying no perfil dela, mas foi intensamente criticada e chamada de “narcisista”. 

Ela ainda fez questão de mostrar esse modelito diferenciado e completou a postagem com a legenda “RIP”, a sigla em inglês para “Descanse em paz”. 
A publicação ainda tinha uma série de hashtags para impulsionar a publicação e davam a entender que o pai morto era veterano de guerra e tinha transtorno pós-traumático.
R7

NOME

segunda-feira, 25 de outubro de 2021

Mulher é morta a tiros e filha fica ferida em Alagoas; ex é suspeito



Uma mulher morreu e a filha ficou ferida devido a um atentado ocorrido, nesta segunda-feira (25/10), dentro de um cartório na cidade de Olivença (AL). Damiana Roberto Correia Mélo, de 45 anos, levou um tiro na cabeça e não resistiu. A filha Dayrla Roberto Correia Mélo, 21, foi atingida cinco vezes e está hospitalizada.
O suspeito seria ex-namorado de Dayrla e não aceitava o fim do relacionamento. Policiais do 7º Batalhão de Polícia de Militar (BPM) buscam pelo homem, que fugiu de moto após o crime.
Segundo a PM, a jovem já havia registrado um boletim de ocorrência contra o ex-namorado. Testemunhas relatam que o homem entrou no cartório, disparou contra Damiana e Dayrla e fugiu na moto, de modelo não identificado.
A PM de Olivença afirma ainda que um carro que seria do suspeito foi encontrado fora da cidade. Ninguém foi preso até o momento.
Dayrla trabalhava no cartório localizado na Rua Coronel Belarmino Vieira. Por segurança, a mãe a acompanhava diariamente no caminho até o trabalho.
A Associação dos Notários e Registradores de Alagoas (Anoreg/AL) emitiu nota lamentando o ocorrido.
Leia:
“A Associação dos Notários e Registradores de Alagoas lamenta veementemente o atentado ocorrido no cartório do município de Olivença, interior do Estado, na manhã desta segunda-feira (25/10), que vitimou duas pessoas – uma delas fatalmente.
Segundo informações colhidas no local, trata-se de um crime passional praticado contra a escrevente da unidade cartorial, que terá sua identidade preservada. A escrevente e a mãe dela foram baleadas; a mãe infelizmente não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.
A Anoreg/AL pede que o crime seja apurado rapidamente pela polícia e que o responsável seja punido. Ao mesmo tempo em que se solidariza com a família das vítimas e com todos os clientes e funcionários do cartório que presenciaram a cena lamentável de violência”.

Do Metrópoles

NOME

Clínica em Mossoró inicia semana com promoção de remoção de sinais por 50 Reais !



Clínica em Mossoró inicia semana com promoção de remoção de sinais por 50 Reais ! 
Espaço Viva Melhor localizado no laboratório CEPAC na rua seis de janeiro 222, bairro santo antônio realiza promoção de retirada de sinais com valor promocional de 50 reais, aceitamos cartões de crédito sem acréscimo.
O local conta com recepção ampla espaço de   clínica moderna e climatizado cumprindo com todos os protocolos de prevenção ao COVID. 
Os agendamentos estão sendo feito através do whatsapp 9 9914-5357 ou 9 9896-1913.
Ou através do Link ( https://wa.me/message/JFOMDLVNIJS3I1
Atendimentos deverão acontecer durante toda semana . Procedimento ultiliza a técnica lazer jato de plasma sem necessidade de pontos ou de afastamento de funções de trabalho ou atividade física!

Homem contrata carro de som para anunciar que está à procura de namorada; veja o vídeo



O pedreiro Cleomar de Jesus Abreu, de 34 anos, está em busca de um relacionamento sério. Para encontrar o novo amor, ele resolveu divulgar suas pretensões em um carro de som com uma mensagem gravada na última quarta-feira, 20, em Chapecó, Santa Catarina.

"Ele quer conhecer uma mulher para um relacionamento sério, construir uma família e ser feliz. Ele é trabalhador, romântico, determinado, respeitador, sensível e honesto", dizia a gravação.


Segundo o portal G1, Cleomar contou com a ajuda do radialista Dema Alberto para buscar uma amada. Dema era o dono da voz da mensagem e do carro que veiculou o anúncio que viralizou nas redes sociais.

"Ele me disse que havia vindo do Maranhão para Chapecó há um tempo e que se sentia sozinho. Perguntou se eu daria uma força pra ele conseguir uma namorada”, explica o radialista.

Dema disse que ajudaria o pedreiro com uma divulgação durante o programa romântico, mas Cleomar insistiu para que a mensagem fosse veiculada em um carro de som.

“Eu montei um texto, coloquei um fundo musical e mostrei pra ele. E ele aprovou”, lembra. A gravação tocou por cerca de 20 minutos no próprio carro do radialista. Assista ao vídeo:

Cleomar trabalha em uma obra perto da sua casa do radialista, que só ajudou na procura por uma companheira por confiar no caráter do amigo. "É uma pessoa que conheço, uma pessoa do bem. Por isso fiz isso”, garante Dema.

O radialista afirma que que não é comum esse tipo de gravação ser veiculada na cidade, mas a iniciativa pode ter dado frutos: Cleomar teve retorno de mulheres interessadas após a mensagem viralizar nas redes sociais. 


NOME

Acidente mata pai, mãe e dois filhos no sul do RS



Um grave acidente matou quatro pessoas da mesma família na BR-116, em Capão do Leão, no Sul do Rio Grande do Sul, na tarde de sábado(23). 
O veículo que transitava no sentido Capital-Interior saiu da pista na altura do km 550, capotou e ficou submerso em um local alagado.  
As vítimas foram identificadas como: Antonio Carlos Rocha Azambuja, 41 anos, Adriana Pisoni da Silva, 46, Isabella Pisoni Azambuja, seis, e Francisco Pisoni Azambuja, quatro. Todos morreram no local. Azambuja era dono de um hotel em Jaguarão e Adriana era professora na Universidade Federal do Pampa (Unipampa) no campus localizado na cidade. Em nota, os alunos da instituição ressaltaram que ela “assumia com comprometimento, ética e profissionalismo a docência e era muito elogiada”.  
As causas do acidente ainda são investigadas. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, chovia muito na hora do capotamento.
Gaúcha/ZH e O DIA

NOME

Paraibana confessa ter matado pai para beber sangue dele “saber era doce”; acusada era abusada pela vítima



Uma mulher confessou, no último dia 19 que matou seu pai em 2015, na Paraíba. Ela disse que havia sido estuprada por ele, e por conta disso, resolveu se vingar, ”fazendo justiça com as próprias mãos”. 
Num acerto de contas, ela o esfaqueou e bebeu todo seu sangue, e só não fez coisas ainda mais piores porque não teve coragem. 
Inclusive, ao chegar em casa, de moto, ela disse para a mãe que ”não iria mais vê-la”, pois já havia pensado em matar seu progenitor há algum tempo, após ter sido estuprada. 
Ainda no vídeo, mesmo estando já presa, ela não se arrependeu do que fez, e disse que ainda queria arrancar a cabeça do pai abusivo e empalá-lo em uma estaca, mas não conseguiu.

Por Rebeka Melo/Polêmica Paraíba
NOME

Vizinho bêbado atropela e mata criança de 1 ano e 8 meses em AL



Uma criança de 1 ano e 8 meses morreu após ser atropelada enquanto brincava na calçada de casa, no Loteamento Santa maria Madalena, em União dos Palmares em Alagoas. 
Era por volta das 16h15 deste sábado (23/10), quando o pequeno Gustavo Monteiro da Silva foi atingido por uma caminhonete que subiu a calçada de sua casa e o atingiu na cabeça. O condutor foi identificado como Roberto Ferreira Jatobá, vizinho da família. 
Testemunhas disseram a polícia que o homem estava embriagado. Ao BR104, familiares contaram que a mãe, avó e tios da criança presenciaram a tragédia, e pediram o condutor prestasse socorro e levasse o menino até o Hospital Regional da Mata (RHM), mas ele se negou e se evadiu do local. 
Momentos depois, o homem perdeu o controle do veículo e bateu em um muro na antiga rua do Jatobá, às margens do rio Mundaú. 
Ele abandonou o veículo e tomou destino ignorado. Enquanto o condutor se evadia do local sem prestar socorro, familiares conseguiram um transporte e levaram a criança ainda com vida ao HRM, mas o menino não resistiu e faleceu no início da noite. 
O sepultamento deverá acontecer neste domingo, no cemitério Campo Santo dos Palmares. Até o fechamento dessa matéria o homem não havia se apresentado na Delegacia de Polícia de União dos Palmares, que irá investigar o caso.

BR 104

NOME

 
Se inscreva no canal TV Passando na Hora no Youtube.
Inscreva-se