NOME NOME NOME

sábado, 9 de junho de 2018

Polícia resgata onze pessoas vítimas de exploração sexual no GO



Até o momento, três mulheres foram presas. Investigações continuam para identificar e prender mais suspeitos.
Operação cumpriu mandados em seis locais diferentes. (Imagem: Polícia Civil/Reprodução)
A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), prendeu três mulheres suspeitas de exploração sexualmente de um adolescente, uma grávida e outras 10 mulheres.
As prisões ocorreram nesta sexta-feira (8) após cumprimento de mandados por meio da deflagração da “Operação Visibilis” realizada em Goiânia e Petrolina de Goiás.
Segundo a delegada Paula Meotti, responsável pelo caso, foram três meses de investigações para a identificações dos pontos de prostituição. “As adolescentes eram obrigadas a repassar R$ 100 por dia para as gerentes das casas de prostituição, localizadas no Bairro Ipiranga e São Francisco”, conta.
De acordo com a delegada, foram cumpridos mandados em seis endereços de Goiânia e um em Petrolina. Ela ainda conta que os depoimentos foram essenciais na indicação da grande quantidades de pessoas interessadas na prostituição de menores.
Franciele Moreira da Silva, de 25 anos, Ellen Maria Dias de Sousa, de 26, e Aline Corsini, de 19 anos, foram presas durante a operação. As investigações continuam.
Até o momento, três mulheres foram presas. (Imagem: Polícia Civil/Reprodução)
Mais Goiás

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog