NOME NOME

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

[VÍDEO] Por causa de Bullying estudante de 15 anos atira contra colegas em escola do Paraná



Um estudante de 15 anos entrou armado em uma escola estadual e atirou contra os colegas dentro da sala de aula na manhã desta sexta-feira (28) em Medianeira, no oeste do Paraná. Dois alunos ficaram feridos, um deles gravemente.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, o jovem usou uma garrucha - arma de cano curto- que pertence ao seu pai para atirar. Além da arma de fogo, os policiais também encontraram muitas munições, uma faca, bombinhas, e até uma bomba caseira, com o adolescente.
Ele e um amigo foram encaminhados à delegacia.
Feridos em colégio de Medianeira
Segundo informações preliminares, um aluno foi atingido na região da lombar, o disparo teria transfixado o canal medular e a bala se alojado no osso vertebral. Ele corre o risco de ficar paraplégico. A outra vítima é um adolescente de 18 anos que foi ferido na coxa.
As vítimas foram encaminhados ao Hospital e Maternidade Nossa Senhora da Luz.
Plano para matar colegas de escola
Durante o depoimento, o atirador e o amigo confessaram que saíram de casa decididos a atirar em mais de cinco alvos e que esperaram a porta da sala de aula ser fechada para dar início à ação.
O plano inicial era tirar da sala de aula aqueles que não deveriam ser feridos para só então jogar a bomba caseira e atirar contra os alunos. No entanto, na manhã desta sexta, eles não chegaram a usar a bomba, após retirarem alguns alunos da sala de aula, um deles já começou a atirar com a arma de fogo enquanto o que estava com a faca ficou paralisado. Ainda conforme os jovens, uma das vítimas não era um dos alvos, mas eles esqueceram de retirá-lo da sala.
Na sequência, quando os policiais militares chegaram na escola, o jovem armado teria feitos disparos aleatórios da direção dos agentes para gastar o restante das balas e então se entregar.
Bullying dos colegas
Os dois jovens detidos informaram, em entrevista ao Portal Guia Medianeira, que sofriam  bullying desde 2013 e que mesmo tendo relatado o fato à direção da escola, nada foi feito. Quando perguntados se a intenção era matar, eles disseram que se não fosse possível matar, queriam ao menos causar ferimentos nos colegas.
Assista ao vídeo:
As imagens mostram os momentos de pavor que alunos e professores passaram na escola em Medianeira.


Ric Mais

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog