NOME NOME

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Acidente na PR-317 mata estudantes que estavam a caminho do enem e gera comoção no Paraná



Segundo informações colhidas no local, o Fiat Uno, que levava os estudantes para fazer o Enem, foi atingido frontalmente por um Hyundai Azera, dirigido por um jovem
Alefe Santos e Luana Ferraz, ambos de 18 anos (Foto: Reprodução/Facebook)
A morte dos três jovens que estavam a caminho de Maringá, onde fariam o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), gerou grande comoção no Paraná. O acidente aconteceu no final da manhã deste domingo (11) e deixou cinco pessoas mortas, entre elas, a mãe de dois dos estudantes, na PR-317, em Munhoz de Mello, no norte central do Paraná.
Cinco pessoas morrem em acidente na PR-317
Segundo informações colhidas no local, o Fiat Uno, que levava os estudantes para fazer o Enem, foi atingido frontalmente por um Hyundai Azera dirigido por um jovem. Na sequência, o Uno, sem controle de direção, rodou e atingiu o Toyota Corolla.
Quatro das vítimas fatais estavam no Uno. A motorista - mãe dos jovens que iriam fazer a prova-, seus dois filhos e namorada de um deles perderam a vida ainda no local. Apenas um jovem que estava no carro, de 18 anos, sobreviveu e foi resgatado pelo helicóptero do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para ser encaminhado a um hospital da região.
O motorista do Azera, que causou o acidente, viajava sozinho e também morreu. No Corolla, por sorte, ninguém ficou ferido.
Vítimas morrem em acidente a caminho de Enem
Quatro das vítimas mortas no grave acidente na PR-317 eram moradores de Santa Fé, na região norte do Paraná. Três pessoas eram da mesma família: Ivanice Santos, de 50 anos, e seus dois filhos, Alefe Santos, 18 anos, e Carolina Santos, de 26 anos. A nora da condutora, Luana Ferraz, também tinha 18 anos. 
Os corpos da família Santos estão sendo velados nesta segunda-feira (12). 
Mãe e filha mortas no acidente neste domingo (Foto: Reprodução/Facebook)
A quinta vítima fatal foi identificada como Giovani Pena Missiato, que dirigia o Azera. Mateus Giroldo, de 19 anos, foi o único sobrevivente deste grave acidente e foi encaminhado em estado grave para um hospital da região. Na tarde deste domingo (11), Girotti passou por uma cirurgia ortopédica e estava consciente. 
O estado de saúde do jovem é estável (Foto: Reprodução/Facebook)
O corpo do motorista que provocou o acidente foi liberado ontem para Umuarama e deve ser sepultado nesta segunda-feira. 
Giovani Pena Missiato, suspeito de provocar o acidente (Foto: Reprodução/Facebook)
Testemunha conta sobre acidente
O motorista do Corolla, que também levava os filhos para fazer a prova, contou o que viu. “Foi tudo muito rápido. Aí apareceu esse carro branco. A gente não sabe precisar a velocidade que ele vinha, e bateu de frente com o Uno, que seguia em direção à Maringá. O uno rodou e bateu no meu carro”, contou o motorista.
Segundo ele, após a colisão frontal a visibilidade da pista ficou prejudicada.

*Com informações da repórter Daniela Calsavara, da RICTV Londrina

<

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog