NOME NOME

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Presidiário que foi eleito vereador em Catolé do Rocha-PB é absolvido por júri popular



Ubiraci Rocha, eleito vereador da cidade de Catolé do Rocha no ano de 2016 mesmo estando preso, foi absolvido de suas acusações por um júri popular nesta quarta-feira (20). Ele foi levado a júri em Campina Grande com a acusação de ser o mandante do homicídio de Daniel dos Santos Paiva, em janeiro de 2016.
A acusação foi considerada improcedente justamente pela falta de provas. O júri determinou o arquivamento dos autos, além da expedição do alvará de soltura.
Bira Rocha, como é mais conhecido, estava preso desde o mês de maio de 2016 no Presídio Padrão Manoel Gomes, em Catolé do Rocha. Mesmo recluso, ele lançou sua candidatura a vereador da cidade e acabou eleito após receber 948 votos. Ele foi o sexto mais votado.
No dia da eleição, Bira Rocha foi liberado para comparecer ao seu local de votação e depositar seu voto na urna. Para isso, foi escoltado do presídio até o seu local de votação.
Mesmo com seguindo número suficiente de votos para assumir uma cadeira na Câmara de Vereadores de Catolé do Rocha, ele foi impedido de tomar posse e acabou renunciando ao cargo.

PB Hoje
<

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog