NOME NOME

terça-feira, 23 de abril de 2019

Acusado de afogar a própria esposa grávida é encontrado morto em presídio da Paraíba



Vinícius Gabriel, de 24 anos, foi encontrado com um lençol amarrado no pescoço. Investigação vai apurar ainda a morte de outro detento que teria passado mal momentos antes
O casal tinha passado a residir na capital paraibana há cerca de quatro meses e Vinícius afogou Natália Donato de Lima na Praia do Bessa. Foto: Reprodução/Facebook.

Acusado de ter afogado a própria mulher grávida de seis meses na Praia do Bessa no dia 6 de agosto de 2018, o técnico de enfermagem Vinícius Gabriel Ferreira Viana, 24 anos, foi encontrado morto em sua cela no presídio do Roger, na madrugada do domingo (22). Ele estava com um lençol amarrado em volta do pescoço e com uma carta ao lado do corpo.
A Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap) abriu uma sindicância para apurar o caso, já que não foi a única morte misteriosa ocorrida em poucas horas. Acusado de atropelar e matar um mototaxista na Avenida Cruz das Armas, em João Pessoa, na última quinta-feira, José Tadeu da Mota Gabriel, de 36 anos, foi encontrado já desfalecido na cela por outros detentos.
A morte de Vinícius Gabriel só foi descoberta quando procuraram por ele para prestar ajuda a José Tadeu, que teria passado mal por volta das 23h do sábado (20). “Quando os agentes penitenciários chegaram até a cela, viram que ele (José Tadeu) estava desfalecido. Eles resolveram chamar Vinícius, que estava em uma parte isolada e encontraram o corpo dele pendurado”, informou o delegado Canrobert Rodrigues, responsável pelo caso. O laudo cadavérico dos corpos deve sair em 30 dias.
Após a audiência de custódia, Vinícius Gabriel foi encaminhado ao Presídio do Roger. Foto: Reprodução/ TV Manaíra.
Vinícius Gabriel estava preso desde setembro de 2018 após ser apontado como responsável pela morte da esposa Natália Donato de Lima, que estava grávida de seis meses, cujo corpo foi encontrado na Praia de Manaíra na manhã do dia 6 de agosto de 2018. Na versão do acusado, os dois estavam tomando banho de mar na madrugada, por volta das 3h, quando uma forte correnteza teria levado a mulher.
De acordo com informações do delegado Reinaldo Nóbrega, Vinícius Gabriel teria mentido em diversas informações dadas à polícia, alegando também que era empresário, porém o estabelecimento comercial citado por ele não existia. Um seguro de R$ 400 mil teria sido feito dois dias antes da morte de Natália, onde apenas o próprio esposo da vítima era beneficiário.
No dia 27 de agosto, uma exumação no corpo de Natália foi realizada. O procedimento foi feito pela Polícia Civil e a nova perícia serviu para finalizar possíveis dúvidas sobre a morte da mulher. Vinícius foi preso no dia 17 de setembro e depois encaminhado para o presídio do Roger.
José Tadeu atropelou motociclista. Foto: Reprodução
José Tadeu havia sido preso após invadir a contramão, atropelar e matar um motociclista na Avenida Cruz das Armas, em João Pessoa, na noite da quinta-feira (18). De acordo com a polícia, ele apresentava sinais de embriaguez. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado para prestar socorro, no entanto, a vítima identificada como Marcos dos Santos Ferreira, de 51 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

OP9

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog