NOME NOME

quarta-feira, 28 de julho de 2021

Pai matou filho após discussão sobre “comportamento familiar”




As investigações sobre a morte do profissional de informática Jerzley Guedes (foto de destaque), 32 anos, assassinado com um tiro no peito pelo próprio pai, Marcelo Machado Guedes, 50, apontam que o principal desfecho para o fim trágico foi uma discussão banal.A ocorrência foi registrada no apartamento de um prédio residencial, na QNN 12, em Ceilândia Sul, cidade satélite de Brasília no Distrito Federal por volta da 0h30.
Segundo o delegado-chefe da 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia centro), Antônio Dimitrov, responsável pela investigação, o que foi apurado até o momento é que Jerzley convidou o pai para tomar vinho em casa. Num determinado momento, eles iniciaram uma discussão banal em razão de comportamento familiar.
“Os ânimos se exaltaram. O filho tirou a arma do cofre, e a discussão continuou a se acirrar. Jerzley deixou a arma sobre uma mesa, a esposa dele saiu para pedir ajuda e ouviu o disparo. Quando voltou, o pai estava pedindo perdão para o filho”, explicou o investigador.
Marcelo matou o filho, e, depois de atirar, ficou ao lado do corpo, próximo a uma poça de sangue. De acordo com informações obtidas pela reportagem e que constam na ocorrência policial, o pai da vítima colocou a arma no chão assim que os PMs chegaram no endereço. Ele acabou preso em flagrante.
Ainda segundo a ocorrência, os militares do 8º Batalhão da PM (Ceilândia) que atenderam o chamado para averiguar disparo de arma de fogo relataram que, quando chegaram ao endereço, foram recebidos pelo porteiro do prédio, que indicou um apartamento do 4º andar como local do crime.
Quando os militares entraram no imóvel, encontraram a vítima recebendo massagem cardíaca, realizada por um vizinho. Testemunhas disseram que os disparos foram ouvidos após uma discussão na residência.
Tiro no peito na frente da nora
A esposa de Jerzley presenciou o crime. Segundo informações da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), a mulher será ouvida na 15ª DP ainda nesta quarta.
De acordo com Antônio Dimitrov, responsável pela investigação, após ser preso em flagrante, o pai da vítima foi levado para a unidade policial e permaneceu em silêncio.
O crime aconteceu no apartamento onde Jerzley morava com a esposa.
O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) tentou socorrer a vítima, mas o homem não resistiu aos ferimentos.

Metropolis

NOME

comentário(s) pelo facebook:

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Os comentarios aqui publicados não expressam a opinião do blog

 
Se inscreva no canal TV Passando na Hora no Youtube.
Inscreva-se